“Era o ateu que mais praticava o amor ao próximo”, diz viúva de Boechat

“Era o ateu que mais praticava o amor ao próximo”, diz viúva de  Boechat

A viúva de Ricardo Boechat, Veruska Boechat, afirmou durante o velório do jornalista, que começou na noite de segunda-feira (11) e continuava na manhã desta terça (12), que ele foi o ateu que mais praticava o amor ao próximo.

“Meu marido era o ateu que mais praticava o mandamento mais importante de todos, que era o amor ao próximo, porque sempre se preocupou com todo mundo, sempre teve coragem. E é muito difícil fazer o que ele sempre tentou fazer. Então, com erros e acertos, como qualquer pessoa, mas tenho muito orgulho dele”, disse Veruska.

Boechat morreu nesta segunda-feira, aos 66 anos, durante acidente aéreo que também causou a morte do piloto Ronaldo Quattrucci. O helicóptero caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão.

Boechat morreu nesta segunda-feira, aos 66 anos, durante acidente aéreo que também causou a morte do piloto Ronaldo Quattrucci. O helicóptero caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista “IstoÉ”. Ele trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil”.

Velório

O corpo de Boechat começou a ser velado no final da noite desta segunda-feira (11), no Museu da Imagem e do Som (MIS), nos Jardins, em São Paulo. Depois de uma cerimônia com familiares, o velório foi aberto ao público e deve ocorrer até 14h desta terça (12). O corpo dele será cremado em uma cerimônia fechada para a família e amigos.

Foram ao velório no MIS, entre outros, o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação, João Carlos Saad.

João Doria afirmou ter perdido um amigo. “O Boechat foi meu amigo durante os últimos 40 anos. […] Eu o conheci no Jornal do Brasil. O jornalismo perde uma referência, pela grandeza com que conduziu seu trabalho, com amor e compaixão, e com muita isenção também”, disse Doria.

O jornalista Augusto Nunes lembrou da generosidade do amigo. “O Boechat, por trás daquele mau humor folclórico dele – a gente brincava muito com isso -, sempre foi um amigo incondicional e muito generoso. Pouca gente sabe que o Boechat ajudou tanta gente. Amigos iam pro apartamento dele e não pagavam nada. Você tava sem dinheiro, ele emprestava”, disse Nunes.

Na década de 1990, Boechat teve uma coluna diária no “Bom Dia Brasil”, na TV Globo, e trabalhou no “Jornal da Globo”. Foi ainda diretor de jornalismo da Band e teve passagem pelo SBT. Ele ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro.

Do G1

Assassinos de delegado da PF no Maranhão pegam mais de 30 anos de cadeia

Assassinos de delegado da PF no Maranhão pegam mais de 30 anos de cadeia

O juiz federal Magno Linhares, da 2ª Vara Criminal da Justiça Federal, condenou Davi Costa Martins a 32 anos e seis meses de prisão, em regime fechado, pelo assassinato do delegado da Polícia Federal David Aragão, ocorrido em maio do ano passado (reveja). Também foi condenado pelo mesmo crime Wanderson de Morais Baldez.  A pena dele foi fixada em 31 anos e dez meses de prisão, também em regime fechado.

Os dois condenados estão presos há oito meses no complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde vão cumprir o restante da pena.

Relembre o caso

David Aragão foi morto no dia 5 de maio de 2018 durante a festa de aniversário da filha em uma casa na praia do Araçagi, quando três assaltantes invadiram o local. Em luta com os assaltantes o delegado acabou atingido por facadas e disparos de arma de fogo.

Wanderson de Morais foi o primeiro a ser preso quando era atendido na Unidade de Pronto Atendimento da Vila Luizão. Ele mesmo entregou os outros comparsas, Davi Castro Martins e um menor de 17 anos.

Do Blog do Gilberto Leda

Policial é morto na frente do filho na zona Leste de Teresina

Policial é morto na frente do filho na zona Leste de Teresina

O policial militar Samuel de Sousa Borges , 30 anos, foi assassinado com três tiros por outro policial, do Maranhão, no início da tarde desta sexta-feira (1) na rua Cândido Ferraz no bairro Jockey Club na zona Leste de Teresina. 

O acusado, identificado como Francisco Santos Filho, usou duas pistolas (.40 e 38). A confusão aconteceu nas proximidades dos colégios Lerote e Dom Barreto. Ele é lotado no Batalhão da Polícia Militar de Timon. A pistola 38 tem o brasão do estado de São Paulo. 

Segundo informações, Samuel de Sousa chegou na escola em uma motocicleta para buscar seu filho de 8 anos quando foi alvejado nas costas pelo policial do Maranhão.

O delegado Willame Moraes, gerente da polícia do interior, afirmou que foi deixar a filha dele no colégio e foi obrigado a intervir na briga. Segundo ele, o policial assassinado era lotado no Batalhão da Polícia Militar de Rondas Ostensivas de Natureza Especial – RONE no Piauí.

Williame Moraes disse que deu voz de prisão contra o acusado e telefonou para o coronel Lindomar Castilho, pediu apoio da PM e o acusado foi conduzido para Central de Flagrantes de Teresina.

Segundo o delegado Williame Moraes, o policial do Maranhão estava com duas armas, uma utilizada no crime e uma que ele chama de vela. “Estou indo para Central para fazer o flagrante desse militar que matou o policial do Piauí que estava na frente do filho que ele havia ido buscar no Colégio Dom Barreto”

De acordo com informações do delegado, o acusado afirmou que matou o policial porque estava sendo perseguido no trânsito. A policía disse que não vai descartar nenhuma das possibilidades.

Do Portal Meio Norte

Prefeito de Afonso Cunha decreta luto oficial por morte do pai de auxiliar

Prefeito de Afonso Cunha decreta luto oficial por morte do pai de auxiliar

O prefeito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar (PTB), assinou decreto de Luto Oficial no Município em decorrência do falecimento do senhor Eliezio Santos Chaves.

Ele era pai do Superintendente Adjunto de Cultura Elyelsson Guterres, da Agente Comunitária de Saúde Elyn dos Santos Chaves e marido da técnica de enfermagem Maria Domingas dos Santos.

O prefeito lamentou a morte que ele classificou de prematura e apresentou votos de solidariedade à família. “Esperamos que Deus conforte a todos nesse momento tão difícil”, disse o prefeito.

Vice-prefeito é preso acusado de mandar matar prefeito de Davinópolis

A Polícia Civil efetuou, nas primeiras horas da.manha de hoje (31), a prisão do vice-prefeito de Davinópolis, Rubem Lava Jato.

Ele é acusado de ser um dos mandantes da morte do prefeito da cidade, Ivanildo Paiva.

Crime ocorreu no início de novembro.

Rubem estava no cargo de prefeito depois da morte do titular do mandato.

Do Blog do Gilberto Leda

Mulher morre após ser baleada pelo próprio irmão no Maranhão

Uma mulher identificada como Jeane Rouse morreu na terça-feira (25) no município de Governador Edson Lobão, a 730 km de São Luís, após ser baleada pelo próprio irmão.

Segundo informações da polícia, Jeane Rouse estava comemorando o Natal em família em uma chácara situada na zona rural de Goverandor Edson Lobão quando o seu irmão, que não teve a identidade revelada, disparou a arma acidentalmente durante o momento em que manuseava.

A vítima acabou sendo atingida nas costas. Ainda segundo relatos repassado aos policiais, ela ainda chegou a ser socorrida e levada para um hospital, mas já chegou sem vida ao local.

(Com informações do G1MA)

Funcionário atira e mata dono de postos no interior do Maranhão

Uma confusão resultou em tiros e facadas no posto de combustível Luíza. O dono José Henrique Nagib Nicolau, teria puxado a arma para um funcionário, que tomou o revólver, atirou e matou o empresário com facadas. Ele tinha uma rede de postos de combustíveis em São Luís e no interior do Maranhão.

O fato aconteceu em Viana. O revólver era de propriedade do empresário, que foi tomado pelo empregado. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu e veio a óbito. Ele teve uma briga com um pedreiro que era seu funcionário.

O corpo de Henrique Nicolau, que era irmão de Nicolau, dono dos Postos Paloma e da Liquigás, já foi transferido para São Luis.

Do Blog do Luis Cardoso

Sargento da PM diz que recebeu R$ 100 mil para matar prefeito de Davinópolis

Em uma acareação realizada na quarta-feira (12), o sargento Wilame Nascimento da Silva, lotado na Polícia Militar em Grajaú, admitiu conforme apuração do Jornal Pequeno, que o mecânico José Denilton Feitosa Guimarães, mais conhecido como “Boca Rica”, ofereceu R$ 100 mil para que o militar matasse o prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva Barbosa (PRB). A vítima foi assassinada a tiros e cinco pessoas já foram presas por envolvimento (relembre).

O delegado Lúcio Rogério Reis, titular da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), que está na cidade de Imperatriz participando da força-tarefa para elucidar o crime, disse que o sargento confessou isso na frente de “Boca Rica”, durante a acareação. O militar já tinha admitido esta oferta de R$ 100 mil em depoimento prestado ao delegado Renilto Ferreira, da Delegacia Regional de Barra do Corda.

Wilame contou que estava em Grajaú, quando recebeu uma ligação do mecânico, para que ambos batessem um papo em Imperatriz. Lá, “Boca Rica” ofereceu a grana para que o policial executasse o prefeito de Davinópolis. O sargento disse que, naquele momento, não aceitou o dinheiro. Já Denilton, na acareação, negou que tenha oferecido os R$ 100 mil ao PM, mas confessou que a reunião com ele de fato aconteceu.

As investigações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apontam “Boca Rica” – que estava com tornozeleira eletrônica por uso de documento falso – como o articulador do crime e que o policial militar de Grajaú foi um dos executores, assim como o pistoleiro Gean Dearlen dos Santos Neres, o “Gean Estrada”. Os outros presos por envolvimento na morte de Ivanildo são o cabo Francisco de Assis Bezerra Soares, o “Tita”, da PM do Pará, e o motorista de Uber Douglas da Silva Barbosa, 21.

Douglas, conforme o delegado Lúcio, emprestou seu carro para que cerca de três suspeitos seguissem viagem até a fazenda do prefeito de Davinópolis, a fim de matá-lo. A fonte observou que os mandantes são da Região Tocantina, mas não se estendeu nas explicações não prejudicar as investigações, pois o sigilo é imprescindível para a elucidação.

O motorista do Uber, assim como os demais, está encarcerado por força de mandado de prisão temporária de 30 dias, que foram cumpridos nas cidades de Imperatriz e Grajaú, no Maranhão, e Dom Eliseu, no Pará, durante a terça-feira (11).

Do Blog do Domingos Costa

No Maranhão, adolescente morre eletrocutado em armadilha do pai preparada para ladrões

O adolescente Leandro da Sousa Silva, de 16 anos, residente na Rua Tomaz de Aquino, no bairro Santo Antônio, em Vargem Grande, morreu nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (17) após sofrer uma descarga elétrica quando tocou o portão de sua casa.

Segundo os vizinhos e os demais populares que se encontravam no local, o pai da vítima havia utilizado uma conhecida tática para evitar assaltos, mas esqueceu de desligar a ‘armadilha’ e ocorreu essa tragédia.

Ficam aqui nossos sentimentos para com os familiares e amigos e que Deus possa confortar o coração de todos.

Do Blog do Alpanir

Estudante de Engenharia morre ao colidir com caminhão no Maranhão

O estudante do curso de Engenharia Civil, Ítalo Araujo Maracaipe, morreu hoje, domingo (16) cedo da manhã após colidir frontalmente  com seu veículo Fiat contra um caminhão. Ele teria perdido o equilíbrio do volante e entrado na pista contrária, na BR 010, próximo de Cidelândia.

O universitário estava vindo de Impeatriz rumo a Cidelândia quando houve a colisão, jogando o Fiat para fora da rodovia. Ítalo completaria mais ano agora um dia após o natal.

A Polícia Rodoviária Federal informou que este é o quinto acidente na estrada da região Tocantina só agora em dezembro deste ano.

Do Blog do Luis Cardoso