“Vestiu a camisa do atraso e não quer mais tirar”, diz vereador sobre Luciano Leitoa

Vereador Henrique Júnior

O vereador Henrique Júnior denunciou nesta segunda (03), a manobra do prefeito Luciano Leitoa (PSB), de não formalizar através de decreto a retirada das gratificações de servidores conforme havia anunciado.

Segundo o vereador, ao não formalizar a medida o prefeito fica a vontade para descontar de uns e outros não. “Ele quer enxugar a prefeitura que ele mesmo encharcou e agora maltrata servidores com salário atrasado Infelizmente vestiu a camisa do atraso e não quer mais tirar”, disse ele.

Confira o vídeo do discurso do vereador:

MPF pede indisponibilidade de bens de Luciano Leitoa por irregularidades no FUNDEB

Prefeito Luciano Leitoa

O Ministério Público Federal do Maranhão, através do Procurador da República Marcelo Santos Correia, ingressou com ação de Improbidade Administrativa contra o prefeito de Timon, Luciano Leitoa, na Justiça Federal de Caxias.

O Procurador da República acusa Luciano Leitoa de cometer “irregularidades na prestação de serviços de transporte escolar no período de 2014 a 2015, consistente na malversação de recursos públicos federais do FUNDEB, ocasionando inequívoco prejuízo aos cofres públicos e à coletividade, bem como enriquecimento ilícito por parte de terceiros beneficiários”.

Para o Ministério Público, Luciano Leitoa demonstrou completo desinteresse em fiscalizar a prestação do serviço de transporte escolar, e que sua postura foi determinante para ocorrência do prejuízo ao erário, na ordem de R$ 4.008.349,56 (quatro milhões, oito mil trezentos e quarenta e nove reais e cinquenta e seis centavos)”.

De acordo com o MPF, o prefeito de Timon, além de negligente, atuou de forma consciente e deliberada em fazer “vistas grossas” diante da evidente má prestação do serviço e da apropriação de recursos públicos federais, responsabilizando-o pelo dano ocasionado aos cofres públicos.

Por fim, o Ministério Público Federal pede a Justiça Federal que decrete, liminarmente, a indisponibilidade dos bens do prefeito Luciano Leitoa no valor de R$ 4 milhões, além da suspensão dos direitos políticos por 8 anos e a perda da função pública. O processo foi ajuizado em 12 de junho de 2017.

Do GP1

Presente de Natal antecipado: Luciano Leitoa manda cortar gratificação de servidores de Timon

Luciano Leitoa: presente de grego para servidores

 

 

O prefeito de Timon Luciano Leitoa (PSB), resolveu antecipar o presente de natal dos seus colaboradores. O “presente-grego” foi anunciado nesta terça (27), quando o pessebista anunciou o corte em 100% de todos os servidores.

Passado o período eleitoral em que não se precisa mais dos votos, o prefeito acabou pegando toso os servidores de surpresa. A seguir a integra da nota divulgada pelo governo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A grave crise econômica que assola o país tem reflexos, sobretudo, nos estados e municípios, impactando na oferta de serviços, projetos e investimentos. Mesmo com esse cenário, a Prefeitura Municipal de Timon registrou crescimento em diversas áreas e tem realizado uma gestão comprometida com a população. E é com o objetivo de manter os salários em dia, décimo terceiro, a viabilidade da realização de convênios com os governos estadual e federal, e cumprir o limite de gastos com pagamento de pessoal, previsto pela lei de responsabilidade fiscal (LRF), que a Prefeitura de Timon informa que será realizada a suspensão dos valores referentes a gratificações do quadro de servidores da administração, sendo eles efetivos e comissionados, a contar do mês de Novembro, além de corte de 30% no custeio da máquina pública.

A ação do executivo atende o que estabelece a lei complementar 101/2000, a qual determina que, ao exceder os limites estabelecidos, o município deve primeiramente reduzir em pelo menos 20% as despesas com cargos em comissão e função de confiança, entre outras medidas.

Assessoria de comunicação da prefeitura de Timon

Atraso nos pagamentos da gestão de Luciano, obriga moradores de Timon a recolherem o próprio lixo

O prefeito de Timon Luciano Leitoa (PSB) paga hoje o castigo da própria língua. Quando queria sentar na cadeira de prefeito, o pessebista era um dos maiores críticos a atraso de salários e hoje comete os mesmos erros que sempre rebateu.

Nesta quarta (07), o vereador Henrique Júnior denunciou mais um descaso provocado pelo atraso no pagamento dos donos de caminhões e salário dos servidores que prestam serviço para a limpeza pública.

No vídeo gravado por moradores do Conjunto Miguel Arraes, é possível ver moradores recolhendo o lixo de forma improvisada para evitar que a falta de coleta não acabe se tornando um caso de saúde pública para o bairro.

É dessa forma desrespeitosa que o prefeito agradece a votação expressiva que os timonenses deram aos seus candidatos. Confira o vídeo:

Ressaca pós-eleição: Luciano Leitoa passa a tesoura e promove demissões em Timon

Luciano Leitoa: ressaca pós-eleição com o povo pagando a conta

Através de imprensa oficial, o prefeito Luciano Leitoa anuncia contenção de gastos na gestão municipal com demissões de comissionados, alegando dificuldades para manter as folhas de pagamentos, diante das quedas nos repasses do FPM.

Talvez até seja mesmo em função da queda dos repasses, mas em contrapartida a esse controle, o prefeito vem empregando em demasia na Prefeitura de Timon.

Só  para citar um caso de empreguismo desenfreado, na Secretaria de Segurança, que não tem quadro de funcionário efetivo e funciona  à base das contratações ao bel prazer da caneta de Luciano Leitoa, até janeiro deste ano eram 17 contratados, de lá para cá, a secretaria sofreu um inchaço e hoje tem 49 comissionados recebendo dinheiro.

O inchaço na secretaria, principalmente durante o período eleitoral, foi alvo de denúncia neste blog e repercutida através de discurso do vereador Henrique Junior (PMN), que esteve in loco na secretaria e checou que o prédio não dar para alojar tantos servidores contratados por Luciano Leitoa, que agora terão que ser demitidos.

Veja o vídeo com a denúncia feita pelo vereador:

Até às 8:30 da manhã não vimos um só funcionário da SECRETARIA DE SEGURANÇA PUBLICA DE Timon. Segundo o portal da transparência o prefeito Luciano Leitoa aumentou de 19 para 49 servidores só até setembro de 2018. Onde estão esses funcionários ? Qual o planejamento da Secretaria de Segurança? O que houve de diferente para que o PREFEITO aumentasse em mais 100% os contratos no período eleitoral!?

Posted by Henrique Júnior on Wednesday, October 31, 2018

Do blog do Ribinha

“Não aguentamos mais”, diz servidor sobre salários atrasados na gestão Luciano Leitoa

Quase três meses: a triste situação relatada por um servidor da prefeitura de Timon que diz não aguentar mais o atraso de salário

Não são poucas as manifestações de servidores contratados da prefeitura de Timon reclamando do atraso no pagamento dos seus salários, por sinal constantemente. O assunto tem inclusive agora dominando as redes sociais como também aplicativo de troca de mensagens.

Numa mensagem repassada por uma pessoa ao Blog do Ludwig, como mostra a imagem acima, o relato é de quase três meses de salários atrasado dos servidores contratados que prestam serviços na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEMDES). “Nós não aguentamos mais”, diz a pessoa ao denunciar a triste situação em que vem passando.

Outro lado – Este blogueiro fez contato com a Coordenação de Comunicação da prefeitura de Timon na última sexta-feira (26), mas, até o fechado desta matéria não enviaram qualquer manifestação.

“Tá atrasado”

O vice-líder do governo Luciano Leitoa na Câmara de Timon, vereador Jair Mayner (PSB), em aparte a uma colega de Casa na sessão desta segunda-feira (29), reconheceu que existe sim atraso nos pagamentos dos servidores contratados da prefeitura municipal. “… Eu passei aqui o período eleitoral todinho, não foi tocado e já tinha um mês atrasado de salário e tá atrasado e ninguém nunca negou quando o salário atrasa…”, disse Jair Mayner.

Do Blog do Ludwig

Timon: O silêncio do governo Leitoa sobre atraso de salários dos terceirizados

 

Atraso de salários na Prefeitura de Timon ganha repercussão na Câmara

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa (PSB) precisa urgentemente vir a público esclarecer a situação de milhares servidores terceirizados da empresa Mega On Soluções que segundo informações estão com seus salários atrasados. Até o momento, o assunto dentro da gestão Leitoa é tratado no mais absoluto silêncio.

Na sessão desta quarta-feira (19), o vereador Raimundo da Ração (SD), durante pronunciamento na tribuna da Câmara repercutiu a situação que funcionários públicos terceirizados de Timon estão passando com salários atrasados. “Nós temos que se preocupar com os servidores que estão sem receber salários da prefeitura, tem uns que estão com quatro e até cinco meses”, alertou Raimundo da Ração.

O segundo mandato do prefeito de Timon, Luciano Leitoa além passar por uma interminável crise política em sua base na Câmara de Vereadores, ao que tudo indica, está entrando em um profundo declínio administrativo. Há quem acredite que o prefeito Luciano Leitoa pode repetir governos anteriores e deixar o comando do Executivo Municipal também com salários atrasados para seu sucessor.

É aguardar e conferir.

Do Blog do Eduardo Rêgo

Vereador Kaká do Frigosá se diz vítima das perseguições do governo Leitoa

 

 

Blog do Ludwig – De atuação mais no dia-a-dia das comunidades urbana e rural, o vereador Kaká do Frigosá (PSB) oriundo do povoado 89 pouco usa a tribuna da Câmara de Timon, mas, quando faz sempre se utiliza de discursos direto e reto e na sessão desta segunda-feira (21), não foi diferente ao trazer em público a revelação do que ele classificou de perseguição. Isso mesmo, o parlamentar disse que vem sofrendo perseguições por parte da família Leitoa que atualmente são detentores do poder através local da prefeitura de Timon.

E a principal vítima? Segundo Kaká do Frigosá a sua mãe, uma senhora já idosa, Agente Comunitária de Saúde aposentada, com problemas de saúde está entre as principais vítimas das perseguições dos Leitoas, e mesmo fora do quadro de funcionários da prefeitura de Timon está respondendo um processo administrativo. “… Quando foi semana passada ela foi intimada a depor aqui na prefeitura, amanhã às 10 horas é pra ela vim depor. Sendo que o rapaz que é presidente da Comissão de Inquérito o senhor Francisco Hilário disse que não precisava ela vim porque ela já tem 74 anos de idade não faz mais parte do quadro do município e é aposentado pelo INSS como Agente de Saúde e não precisava mais vim. Mas, ele [presidente da Comissão] disse que disseram lá que ela tinha que vim, pra que? Porque ela é mãe do vereador Kaká, para desmoralizar o vereador Kaká, Por que? Porque eu não fiz a vontade do prefeito e do pai dele em votar no candidato deles à presidência da Câmara. Eu tenho minha opinião e se o prefeito não entende minha opinião tudo bem, mãe é mãe, mãe é sagrado e isso atribuo a eles [Luciano e Chico Leitoa] e levo isso como um ato covarde de perseguição”, lamentou o vereador Kaká.

“Chico Leitoa é conhecido como perseguidor”

No seu discurso o vereador Kaká não deixou de fora o ex-prefeito de Timon. “O Chico Leitoa, todo mundo conhece ele dentro dessa cidade como perseguidor que gosta perseguir as pessoas e o próprio filho dele Luciano acha isso bonito. Uma vez eu vi o Luciano dizendo que, ‘É, que quando o Chico Leitoa bota o olho num pra perseguir está morto’… Eu acredito muito em Deus e quem persegue os outros não vai para a frente”.

Ivan do Saborear o alertou

O vereador do PSB fez questão de relembrar episódios que antecederam as eleições de 2012 e o alerta que recebeu do vereador Ivan do Saborear para que ele não se aliasse aos Leitoas. “Esse [Kaká] foi aquele que em 17 de setembro de 2011 se filiou no PSB e você [Ivan do Saborear] se lembra disso que com dois dias depois foi lá com o Tales [Waquim] e falou, ‘rapaz vamos para o nosso lado, se filie em nosso partido, volte atrás porque o Chico Leitoa e o Luciano não prestam’, e isso eu tirei a conclusão que ele não presta… Se ele acha que resolver as coisas é perseguindo, que eles me persigam, mas, me persigam direitinho porque não tem coisa melhor na vida do que um dia após o outro, porque eu sei que nessa vida tudo passa só não a palavra de Deus”, afirmou.

“Eu tenho certeza Luciano Leitoa que tu não vai morar dentro dessa prefeitura não, tu sai daí um dia que tu não nasceu aí”, frisou o vereador Kaká do Frigosá, que é do mesmo partido de Luciano Leitoa, ao comentar a perseguição que vem sofrendo com ele no comando da prefeitura de Timon mesmo sabendo que um dia será apeado do poder.

Calote: Vereador denuncia atraso de salários da gestão de Luciano Leitoa

Henrique Júnior fez duras críticas ao prefeito de Timon, Luciano Leitoa

O vereador Henrique Júnior (PMN), que tem pautado seu mandato em defesa dos servidores públicos, utilizou a tribuna e as suas redes sociais para expor a insatisfação da categoria no tocante ao não pagamento dos salários atrasados.

Ao se pronunciar, o vereador afirmou que o atual gestor “vestiu a camisa do atraso de salários e parece não querer tirar”. Na ocasião, Henrique conclamou ao prefeito que resolva a problemática pagando os funcionários, que há três meses permanecem sem receber seus pagamentos.

“O prefeito Luciano Leitoa vestiu a camisa do atraso de salários e parece não querer tirar. Garis, zeladores, merendeiras, vigias e motoristas irão completar três meses sem receber. Sem falar que isso afeta toda a economia do município. A corda quebra para os mais humildes: o Dia do trabalhador foi sem comida na mesa; agora será Dia das Mães. Torço de coração para que o prefeito reveja o planejamento e acabe  com o sofrimento de tantas famílias timonenses, pagando os funcionários”, declarou Henrique Júnior.

Do Blog do Eduardo Rego

A relação de Luciano Leitoa com os 5 vereadores tende ao rompimento definitivo…

 

 

O prefeito Luciano Leitoa chegou a ter 14 dos 21 vereadores de Timon, mas, por falta de um diálogo mais próximo ou de uma articulação melhor cinco desses resolveram se unir entre si

Bloco de oposição e G-5 com uma decisão, vão votar unidos em todas as matérias na Câmara
Não precisa ser muito entendido de política para perceber que a relação entre os vereadores Kaká do Frigosá, professora Cláudia Regina, Raimundo da Ração, Dr. Tuá e Helber Guimarães com o prefeito Luciano Leitoa tende para um rompimento político em definitivo e com possibilidade de efeitos drásticos. Todas as tentativas de uma reaproximação com quinteto de parlamentares por parte dos Leitoas foi feito através de figuras inábeis e com isso aumentando ainda mais o distanciamento entre eles e o governo municipal.

Nesta semana o grupo dos 5 vereadores, o G-5, não se sentindo representados pelo líder do governo Luciano Leitoa, vereador Zé Carlos Assunção resolveram tomar uma decisão consensual e elegeram entre eles o vereador Kaká do Frigosá e Dr. Tuá como líder e vice-líder desse quinteto (reveja), o que só aumento ainda mais o distanciamento deles com o prefeito Luciano Leitoa e seu grupo.

Mas, esses 5 vereadores têm passado por momentos difíceis e um deles foi presenciado por muita gente durante um clima tenso na Câmara Municipal onde foram chamado por populares de traidores além de outros adjetivos mais duros.

Isso tudo que vem acontecendo tende a piorar mais ainda se o prefeito Luciano Leitoa for dar ouvido a turma do chamados “espalha brasas”, estes são defensores do que pode ser resumido num provérbio popular que diz, “Quanto menos somos, melhor passamos”. É desses que tem partido a defesa de uma base de sustentação política menor, pois acreditam que outros governos com uma base bem maior não tinha uma boa aceitação perante população. Pelo menos isso é dito publicamente, mas, não se sabe quais as reais intensões na defesa de uma base política mínima.

O certo mesmo é que o prefeito Luciano Leitoa passa a contar apenas com 9 dos 14 vereadores que tinha antes, claro, isso se não tiver fatos novos que possam causar outras situações peculiar da política. Por outro lado, o G-5 entrou em entendimento com o bloco de oposição em votar juntos as matérias na Câmara de Vereadores.

Essa crise estabelecida na Câmara de Timon teve início desde uma quebra de acordo e aumentou quando resolveram não realizar a eleição da Mesa Diretora na data prevista que era no dia 23 do mês passado. O fim dessa crise que parece interminável pode está próximo do fim pela leitura de muitos observadores da política local, que será no mês de abril onde poderá ser realizada a eleição na Câmara, mas, por outro lado, existe alguns interesses defendendo que seja apenas realizada em dezembro deste ano, com isso empurrando para frente uma situação que pode ser resolvida logo. Mas, até nas crises política tem figuras que ganham com isso tirando proveito de algumas formas, é esperar para ver quem tem razão no final…

Derrotas implacáveis

Segundo o experiente jornalista Ademar Sousa publicou em seu blog, com uma base super enfraquecida o prefeito Luciano Leitoa tende a sofrer derrotas implacáveis na Câmara de Vereadores de Timon. O jornalista disse ainda que, “O povo e a imprensa estão de olhos abertos. Quem se vender ou voltar atrás sofrerá um desgaste fora do comum”, acrescentando ainda que, “Nesse atual cenário de baixa na base governista ficando sem maioria no Poder Legislativo, Luciano Leitoa precisa rezar muito para não acontecer um pedido de seu afastamento da Prefeitura de Timon”. (veja)

 Do Blog do Ludwig