Sarney Filho, Lobão e Eliziane lideram disputa para o Senado

Do blog do Diego Emir

Três nomes estão na liderança da disputa pela vaga de senador em 2018. O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho segue como favorito, mas bem próximo estão o senador Edison Lobão e a deputada federal Eliziane Gama é o que revela pesquisa do Instituto Escutec.

Quando questionado quem seria o primeiro voto do eleitor maranhense, Sarney Filho apresenta 17,8% e 6% para segunda opção. Edison Lobão possui 14,4% como primeira opção e 7,4% como segunda opção. Já Eliziane Gama tem 12,6% como primeira opção e 4% como segunda opção.

Zé Reinaldo Tavares aparece com 11,2% e 3,8%; Waldir Maranhão 6,6% e 3,8% e Weverton Rocha com 5,4% e 3,2%.

Nenhum deles 7,6% e 6,2%, não souberam ou não responderam foram 24,4% e 65,6%.

A pesquisa foi contratada por Cordeiro Filho Consultoria e realizada entre os dias 9 e 13 de dezembro, escutando 2 mil eleitores. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos.

Roseana rechaça “clima ruim” com Lobão…

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), rechaçou na tarde de ontem ao titular do blog, a informação publicada pelo colunista Murilo Ramos, da coluna Expresso – Revista Época -, sobre um suposto afastamento em relação ao senador Edison Lobão (PMDB).

Na nota, Murilo afirma que a relação de Roseana com Lobão estaria “péssima”. O colunista afirma que a peemedebista não estaria satisfeita com a candidatura de Lobão ao Senado.

“Não é verdade. A nossa relação nunca foi tão boa quanto agora. Não há clima ruim nenhum entre nós dois”, afirmou.

O factóide, plantado na coluna, por si só desmorona.

Murilo utilizou uma foto de Roseana Sarney nas dependências do Palácio dos Leões, da ocasião em que ela ainda era governadora, e na legenda descreveu que a peemedebista havia concedido entrevista coletiva “ontem”, ou seja, no domingo.

Ocorre que desde 2014, quando deixou o Governo, Roseana não está mais no Palácio dos Leões. Além disso, não dá qualquer entrevista coletiva há pelo menos 3 anos.

A informação do colunista, portanto, não procede…

Do Blog do Ronaldo Rocha

Após indicação do PMDB, Lobão deverá presidir CCJ do Senado…

Nesta quarta-feira (08), o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), oficializou a indicação do senador Edison Lobão (PMDB-MA) para comandar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no Senado Federal.

A CCJ é a comissão mais importante de qualquer parlamento e irá sabatinar o ministro da Justiça Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer para a vaga de Teori Zavascki, morto no último dia 19 de janeiro.

Para a CCJ, Lobão foi indicado por aclamação na bancada do PMDB. Por formar a maior bancada do Senado, com 21 parlamentares, o PMDB tinha a preferência para escolher qual comissão presidir, seguindo o critério da proporcionalidade.

A indicação de Lobão para CCJ deverá lhe dar novamente visibilidade, o que deve ser mais do que suficiente para que ele reforce a ideia de disputar a eleição de 2018, mas dessa vez em busca de uma vaga para a Câmara Federal, uma vez que o seu suplente, Lobão Filho, é quem deve disputar uma das duas cadeiras para o Senado aqui no Maranhão.

É aguardar e conferir!

Do Blog do Jorge Aragão

Lobão deve disputar vaga na Câmara Federal…

O senador Edison Lobão (PMDB-MA) não deve mesmo tentar renovar o seu mandato no Senado Federal. Entretanto, engana-se quem imagina que o ex-governador do Maranhão vá abandonar a disputa eleitoral.

A tendência é que Edison Lobão concorra a uma vaga na Câmara Federal. A decisão ainda não foi oficialmente tomada, mas esse deve ser o caminho do experiente político para as eleições de 2018.

Só que a família Lobão não ficará sem nenhum pretendente na disputa pelo Senado Federal. O filho de Edison Lobão, o ex-candidato ao Governo do Maranhão e suplente de senador, Lobão Filho (PMDB), deverá sim disputar uma das duas cadeiras para o Senado.

Além de Lobão Filho, também são candidatos ao Senado Federal, pelo menos até o momento, os deputados federais Sarney Filho (PV), Weverton Rocha (PDT), Eliziane Gama (PPS) e Waldir Maranhão (PP), isso sem falar no senador João Alberto (PMDB) que deverá tentar renovar o mandato.

A disputa para o Senado Federal realmente promete ser intensa e a eventual chegada do senador Edison Lobão para a Câmara Federal também promete esquentar a disputa, afinal dependendo do rendimento do ex-governador a bancada maranhense pode sofrer grandes alterações.

É aguardar e conferir.

Do Blog do Jorge Aragão

0 PMDB deve fechar questão pelo impeachment no Senado…

joao

Os senadores maranhenses João Alberto de Sousa e Edison Lobão deverão ser obrigados a votar a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

O partido já estuda fechar questão pelo afastamento da petista, o que forçará os dois maranhenses a tomar posição.

Antes contrário ao impeachment, João Alberto tem mudado o tom das conversas em relação ao assunto.

Edison Lobão, por sua vez, é apontado pela mídia nacional como voto certo pelo afastamento de Dilma.

O fechamento de questão no PMDB visa garantir maior unidade do partido num eventual governo Michel Temer…

Do Blog do Marco d´Eça

Lava Jato: dono da UTC cita nome de Lobão

 

Da Veja

CHEFE – Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, preso na sexta-feira passada: o "capo" do cartel da Petrobras gostava de repetir que tinha um único amigo no governo – "o Lula"
DINAMITE – Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, o chefe do ‘clube do bilhão’(Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo)

O dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, afirmou aos investigadores da Operação Lava Jato que o senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, pediu recursos para a campanha da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB).

Apontado como chefe do chamado “clube do bilhão”, Pessoa está sendo ouvido nesta quarta-feira na sede da Procuradoria-Geral da República, em Brasília. Ele embarcou de São Paulo para a capital federal, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após ter aceitado um acordo de delação premiada com a Justiça. O advogado Tracy Reinaldet, que participa da negociação do acordo de delação, o executivo está disposto a colaborar com as investigações em troca de redução de pena.

O nome do senador já havia sido mencionado por outros delatores da Lava Jato. Lobão é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) e deverá ser ouvido na próxima semana, na sede da Polícia Federal em Brasília.

Delação – Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Pessoa admitiu ter destinado recursos de propina para as três últimas campanhas eleitorais do PT à Presidência. Em 2006, por meio de caixa dois. Em 2010 e 2014, em doações registradas na Justiça Eleitoral. Ele também pagou 3,1 milhões de reais a José Dirceu para obter favores do PT, além de ter financiado com caixa dois a campanha de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo em 2012.

Reportagem de VEJA também mostrou que Pessoa está disposto a contar como ajudou a financiar as campanhas de Jaques Wagner e Rui Costa para o governo da Bahia – o primeiro, em 2006 e 2010. O segundo, em 2014.

VEJA revelou ainda uma anotação de Pessoa, apreendida pela Polícia Federal, segundo a qual ele menciona o tesoureiro da campanha de Dilma em 2014, o atual ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva. “Todas as empreiteiras acusadas no esquema criminoso da Operação Lava Jato doaram para a campanha de Dilma. Será que falarão sobre vinculação campanha x obras da Petrobras?”, diz o texto apreendido.

(Com Estadão Conteúdo)

Roseana Sarney e Lobão depõem à Polícia Federal na próxima quarta (29)

ros

Alvos das investigações da Operação Lava Jato, a ex-governadora Roseana e o senador Edison Lobão, ambos do PMDB, devem prestar depoimentos à Polícia Federal e a membros da Procuradoria Geral da República no próximo dia 29, quarta-feira, em Brasília

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a defesa da ex-governadora do Maranhão entrou com um novo pedido de arquivamento do inquérito aberto contra Roseana no Supremo Tribunal Federal. Um outro pedido de arquivamento do inquérito já havia sido apresentado pelos advogados de Roseana em 12 de março, logo após a abertura das investigações.

Roseana Sarney é investigada em inquérito do STF por ter supostamente recebido R$ 2 milhões para sua campanha ao governo do Estado, nas eleições de 2010. O pedido de abertura de inquérito apresentado pela PGR ao Supremo é sustentado com base em depoimento do ex-diretor da Petrobrás dizendo que foi procurado por Lobão para fazer um repasse à campanha de Roseana.

Do Blog Marrapá