Polícia esclarece homicídio em Coelho Neto e prende receptador com moto roubada

A Polícia Civil esclareceu, na manhã desta quinta-feira, um homicídio ocorrido, na última sexta-feira (09), nas proximidades da Feirinha, no Centro de Coelho Neto. Em uma outra ação, os policiais civis apreenderam uma motocicleta roubada e prenderam uma Francisco das Chagas Damasceno por receptação.

Homicídio esclarecido

Menos de uma semana depois do fato, a Polícia Civil indiciou, na manhã de hoje, a pessoa de Edimar Chavier dos Santos, como sendo o autor do homicídio que teve por vítima Alessandro Rocha, morto com uma facada no tórax.  

Edimar confessou o crime e afirmou que matou em legítima defesa porque estava sendo agredido pela vítima a pauladas. As seis testemunhas ouvidas pela polícia e que presenciaram o crime confirmam a tese de que houve uma briga iniciada pela vítima que estava visivelmente embriagada.

Serão representadas por uma série de medidas cautelares em desfavor de Edimar Chavier que serão analisadas pelo Poder Judiciário. 

Receptação de moto roubada

Ainda nesta quinta-feira, a Polícia Civil conseguiu prender um dos criminosos mais procurados de Coelho Neto, conhecido por “SANTOS”. Ex-detento preso por tráfico de drogas, ele estava em liberdade por determinação da Justiça, e tinha envolvimento direto numa quadrilha composta por ex-foragidos da Justiça que vinha roubando motos e celulares na cidade.

Santos foi preso por policiais civis na zona rural de Afonso Cunha com uma moto POP 100 roubada (que era branca e já estava pintada de preta), que ele havia comprado por R$ 300,00 a dois menores autores do roubo. Com ele também foi apreendida uma espingarda de fabricação caseira.

A expectativa da Polícia Judiciária é de que a Justiça mantenha Santos preso por um grande período, já que o mesmo em liberdade coloca a sociedade de Coelho Neto em risco.

Polícia detém suspeito e ouve testemunhas de homicídio ocorrido na MA-034

13466009_1590146354620945_5441884427007558969_n

O dia foi de diligências por parte da Polícia Civil de Coelho Neto na tentativa de esclarecer um homicídio ocorrido nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (17), em um trecho da MA-034, na estrada que liga o município à cidade de Duque Bacelar. Um suspeito chegou a ser detido e testemunhas foram ouvidas.

A vítima identificada como Francisco “Paixão”, de aproximadamente 30 anos, havia saído de motocicleta de Coelho Neto por volta das 7 horas com destino a Chapadinha, onde residia, mas nas proximidades do povoado Ermo foi baleado pelas costas e veio a óbito no local. 

Policiais civis iniciaram as diligências e prenderam um suspeito com quem a vítima havia tido uma rixa antiga. Foram feitas buscas em duas casas a procura de armas e como nada foi encontrado ele foi interrogado e liberado, mas segue monitorado pela polícia. 

Quatro testemunhas já foram ouvidas entre elas a viúva da vítima. Elas confirmaram a rixa entre vítima e suspeito, mas levantaram também outra linha de investigação, já que a vítima chegou a atirar contra uma pessoa quando morava em Coelho Neto e também estava com vários cartões cidadão no bolso quando foi morta. 

As diligências continuam na tentativa de chegar a autoria do homicídio de Francisco “Paixão”, já que o prazo para a conclusão do inquérito é de 30 dias.

Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo monte? Salmos 15:1

Polícia Civil prende acusados de assalto que terminou com um homicídio

13179066_1578541222448125_5327282424553625333_n

Policiais civis de Coelho Neto e da Regional de Caxias prenderam, nesta quinta-feira (12), dois jovens acusados de participar do assalto terminou com a morte do motorista de um ônibus no Povoado Caiçara, zona rural de Caxias.

Francisco Barbosa Santos, mais conhecido por “Marcinho”, e Antônio José Santos Nascimento, o “Neguinho”, foram presos após serem reconhecidos por testemunhas. Eles residem próximo ao Povoado Caiçara e foram os responsáveis pelo planejamento do assalto que matou o motorista Francisco Ferreira Moraes, o “Neto”.

Os demais participantes da quadrilha que praticou o crime são moradores da cidade de União/PI. Após a prisão em flagrante da dupla, a investigação será conduzida pela Delegacia Regional de Caxias, com o apoio necessário da Delegacia de Coelho Neto.

O assalto ocorreu no momento em que o ônibus conduzido pela vítima retornava para o Povoado Caiçara depois de ter passado a manhã na cidade de Coelho Neto. Os dois presos sabiam bem horários, rota e que vários aposentados tinham ido para a cidade sacar dinheiro.