Dança das cadeiras: Américo bate na mesa e cabeças rolam na Prefeitura…

Albertino Veríssimo: fortes rumores de que deixou de ser o titular da Agricultura

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) está virado no diabo desde a manhã de ontem (08) e deixou muita gente na água de açúcar.

Ele convocou uma reunião de emergência e teria demitido uma parte boa da turma de Caxias que integrava os setores de licitação e jurídico do governo.

Segundo fontes do blog, o prefeito teria descoberto “neguin” fazendo “peripérsias” e resolveu eliminar o mal pela raiz. Após a atitude radical do petista, o chefe de gabinete Walkmar Neto também teria entregado o cargo, fato ainda não confirmado.

Na manhã deste sábado (09), outro que teria ido para a guilhotina foi o titular da secretaria de Agricultura Albertino Veríssimo, atitude elogiável se confirmada.

Com a saída de Albertino, o prefeito pode promover uma pequena dança das cadeiras para aproveitar os “aliados novos” que estão chegando para compor o governo.

Mas essa é uma outra história….

O recado de Gabriel Oliveira…

O jovem Gabriel Oliveira, filho do vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires e da vereadora Liza Pires fez um comentário em sua rede social bastante válido para os dias atuais. Ao elogiar o governador Flávio Dino por suas ações, Gabriel disparou: “Trabalhando com competência e respeito aos trabalhadores! Esse é o governo que muitas gestões devem se espelhar”.

Trabalho , competência e respeito aos trabalhadores são expressões desconhecidas por muitos governos desastrosos que não sabem sequer para onde estão indo. Como dizia minha avó, só não veste essa carapuça quem não quer, porque mais direto e mais preciso impossível…

João Paulo se destaca ao enfrentar base do governo e votar contra projeto de Américo…

João Paulo: 1 contra 10

O vereador João Paulo (PMDB) roubou a cena e mais uma vez exerceu papel de protagonista na sessão da última segunda (21).

Única voz da oposição presente na sessão, o peemedebista teve que enfrentar a ampla maioria da base aliada na votação do polêmico projeto de reestruturação do Saae, anunciado em primeira mão por esse blog.

Sem qualquer dificuldade, João Paulo votou contra o pedido de urgência do prefeito que pula as etapas normais de tramitação para ser votado numa única sessão, diminuindo as chances de debate.

Na hora da apreciação da matéria, o parlamentar enfrentou os 10 (dez) vereadores do governo e mesmo sozinho, votou contra o projeto por entender que sua concepção deveria se dar com a participação da sociedade.

Agir com a naturalidade e segurança que João Paulo agiu é para poucos.

E é aos poucos que ele vai se consolidando como voz firme e contrária ao estilo PT de governar a cidade…

Américo diz que não tem dinheiro pra saúde, mas mantém gastos de mais de R$ 250 mil com buffett e cofee-break

Américo: crise para o necessário e fartura com o superfluo

Exaustivamente o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) e seu grupo de apaniguados tem adotado o discurso de vender a idéia de “terra arrasada”. Para eles a Prefeitura que antes tinha milhões não tem mais nada, tudo acabou. O discurso no entanto é tão mal ensaiado que o petista vez por outra é pego contradizendo a ele próprio.

Mesmo alegando que não tem dinheiro pra manter a saúde, em especial a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, o prefeito chegou a dizer em seu famigerado programa de rádio que tinha dinheiro em caixa pra reformar o hospital sozinho, caso o governador não lhe ajudasse.

O cenário de crise é tão fantasioso, que Américo ao invés de priorizar o necessário faz questão de manter gastos supérfluos, mostrando que dinheiro para o município não é problema.

Só ontem (14) foi confirmado pelo município os 04 (quatro) contratos de R$ 63.440,00 (sessenta e três mil quatrocentos e quarenta reais) cada, só para gasto com serviços de buffett e coffe-break que juntos somados rendem a bagatela de R$ 253.760,00 (duzentos e cinquenta e três mil, setecentos e sessenta reais) em apenas cinco meses.

E o que chama atenção é que as 04 (quatro) secretarias vão gastar o mesmo valor de recurso com lanches, mesmo algumas sendo maiores que as outras. Dá pra entender? A seguir a integra dos contratos:

CONTRATANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA, CNPJ: 13.734.158/0001-37. CONTRATADA: ROSALY DE FÁTIMA TAVARES FERREIRA, inscrita no CNPJ sob o nº 01.221.757/0001-78. Fundamento Legal: Lei n° 10.520/02 e subsidiariamente a Lei n° 8.666/93 e alterações. Objeto: Contratação de empresa especializada em serviços de Buffet e Coffee Break. Data da Assinatura: 10/07/2017. Prazo de Execução: até 31 de dezembro de 2017. DOTAÇÃO: 02.07.12.361.0046.2008.339039. Valor Global R$ 63.440,00 (sessenta e três mil, quatrocentos e quarenta reais), pela Contratante: Williane Silva Caldas e Silva e pela Contratada: Rosaly de Fátima Tavares Ferreira. Coelho Neto (MA), 10 de julho de 2017. PUBLIQUE-SE.

CONTRATANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, CNPJ: 15.427.940/0001-39. CONTRATADA: ROSALY DE FÁTIMA TAVARES FERREIRA, inscrita no CNPJ sob o nº 01.221.757/0001-78. Fundamento Legal: Lei n° 10.520/02 e subsidiariamente a Lei n° 8.666/93 e alterações. Objeto: Contratação de empresa especializada em serviços de Buffet e Coffee Break. Data da Assinatura: 10/07/2017. 14 de agosto de 2017 • Diário Oficial dos Municípios do Estado do Maranhão • N°1.656 diario.famem.org.br • 4 • famem.org.br Prazo de Execução: até 31 de dezembro de 2017. DOTAÇÃO: 02.12.08.122.0047.2147.339039. Valor Global R$ 63.440,00 (sessenta e três mil, quatrocentos e quarenta reais), pela Contratante: Rosemere Santana do Nascimento e pela Contratada: Rosaly de Fátima Tavares Ferreira. Coelho Neto (MA), 10 de julho de 2017. PUBLIQUE-SE.

CONTRATANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS, CNPJ: 05.281.738/0001-98. CONTRATADA: ROSALY DE FÁTIMA TAVARES FERREIRA, inscrita no CNPJ sob o nº 01.221.757/0001-78. Fundamento Legal: Lei n° 10.520/02 e subsidiariamente a Lei n° 8.666/93 e alterações. Objeto: Contratação de empresa especializada em serviços de Buffet e Coffee Break. Data da Assinatura: 10/07/2017. Prazo de Execução: até 31 de dezembro de 2017. DOTAÇÃO: 02.04.04.122.0046.2004.339039. Valor Global R$ 63.440,00 (sessenta e três mil, quatrocentos e quarenta reais), pela Contratante: Suely Maria Palhano Gomes e pela Contratada: Rosaly de Fátima Tavares Ferreira. Coelho Neto (MA), 10 de julho de 2017. PUBLIQUE-SE.

CONTRATANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, CNPJ: 05.281.738/0002-79. CONTRATADA: ROSALY DE FÁTIMA TAVARES FERREIRA, inscrita no CNPJ sob o nº 01.221.757/0001-78. Fundamento Legal: Lei n° 10.520/02 e subsidiariamente a Lei n° 8.666/93 e alterações. Objeto: Contratação de empresa especializada em serviços de Buffet e Coffee Break. Data da Assinatura: 10/07/2017. Prazo de Execução: até 31 de dezembro de 2017. DOTAÇÃO: 02.10.10.122.0119.2023.339039. Valor Global R$ 63.440,00 (sessenta e três mil, quatrocentos e quarenta reais), pela Contratante: Cristiane Vasconcelos Bacelar e pela Contratada: Rosaly de Fátima Tavares Ferreira. Coelho Neto (MA), 10 de julho de 2017. PUBLIQUE-SE.

Vereadores do governo seguem calados diante das demissões em Coelho Neto

Perdido em meio a ataques gratuitos, blogueiro “de fases” a cada dia perde o conceito

A cidade de Coelho Neto assiste apreensiva a onda de demissões promovidas pelo prefeito Américo de Sousa (PT) sob os olhares complacentes e coniventes da base aliada do governo.

Desprestigiados, nenhum vereador da base governista ousou dar um pio contra os cortes promovidos pelo governo municipal.

Na história recente da política local, nunca se viu uma relação de submissão da maioria do Legislativo como se vê agora. Parlamentares eleitos para defender o povo, emudecem diante das atitudes arbitrárias do governo.

A puxação de saco é tamanha, que já tem vereador ensaiando discurso para defender a idéia da crise vendida pelo prefeito, na intenção de “agradar” o chefe.

Minha mãe diz que conselho não é bom porque se fosse bom não se dava, se vendia. Aos vereadores que por acaso decidiram escolher esse caminho de defender “o patrão” é bom que possam antes rever suas posições.

Se o município realmente está em crise seria bom que os vereadores que apoiam o prefeito propusessem por exemplo, um projeto de lei diminuindo os próprios salários e o do prefeito. Se é para cortar na própria carne por que não começar de casa? Os servidores perdem tudo e os cabeças não vão perder nada? Só o pobre mesmo que vai pagar essa conta?

Para fechar o pacote não seria nada ruim que os tais vereadores também pedissem a dispensa das esposas, aliados, apaniguados e outros familiares que infestam os setores do governo em todas as áreas.

Vamos ver se esse corajoso (a) aparece…

Magno Bacelar reúne staff da comunicação, faz avaliação e define estratégias…

O prefeito de Chapadinha Magno Bacelar esteve reunido na manhã deste sábado (22), com parte do staff da comunicação do governo.

Com a Secretaria de Comunicação comandada pelo jornalista e ex-vereador Eduardo Braga, o governo dispõe de uma equipe multiprofissional que se enquadra entre os melhores quadros na área do Estado.

No primeiro momento foi feito uma avaliação da atuação da pasta nesses primeiros sete meses, elencando os avanços e pontuando os desafios para garantir uma ação cada vez mais efetiva.

Nas plataformas que dispõe hoje, a Prefeitura de Chapadinha tem conseguido de forma bastante tranquila garantir a notabilidade das ações do governo. Em sua fala o prefeito Magno Bacelar reconheceu o trabalho do setor e elogiou a ação do seus comunicadores.

“A comunicação é o carro-chefe de qualquer governo, pois é através de vocês que as ações se tornam conhecidas e conseguimos estabelecer um elo de diálogo com a comunidade. Até pouco tempo atrás, os comunicadores eram amordaçados e tutelados pelo governo que passou, fato que felizmente já superamos. Essa reunião hoje é para reconhecer esse trabalho e sobretudo ouvir a opinião para que possamos corrigir a falhas e aperfeiçoar ainda mais o trabalho que vem sendo feito”, disse ele.

Participaram da reunião a 1ª dama Danúbia Carneiro, o secretário de Governo Eduardo Sá e a coordenadora de Recursos Humanos Wanda Silva.

É preciso reconhecer: Comunicação do governo Américo mostra eficiência…

Portal do Governo com Portal da Transparência é um grande avanço: cobrança e reconhecimento

O governo do prefeito Américo de Sousa (PT) contabilizou seus primeiros seis meses e é preciso reconhecer que nesse interim, uma das pastas que mais avançaram foi a Comunicação. Ferrenho crítico do setor, não poderiamos deixar de admitir que aos poucos o governo foi acertando no tom e o resultado já pode ser visto.

O primeiro acerto se deu quando na reforma administrativa a velha assessoria ganhou o status e a composição de secretaria. O secretário Franco Filho apesar de não ser muito aberto ao diálogo, vem sabendo conduzir o setor com a estrutura que se possui e atuando em todos os meios que tem ao seu alcance.

O site da prefeitura hoje funciona a contento e o Portal da Transparência tão cobrado por esse blog também opera normalmente, o que em tese facilita inclusive nossa ação de fiscalização dos gastos públicos.

A página na rede social Facebook também funciona a contento e ontem (27), chamou atenção desse blogueiro a qualidade da transmissão ao vivo do show do Festejo Junino. Sabemos bem a logística que uma ação como essa necessita e por isso mesmo fizemos questão de fazer o registro.

Além do programa Conversando com o Prefeito no rádio (cuja crítica ao formato permanece), a prefeitura passou a fazer uso nesta quarta (28) da TV local. Além dos blogs aliados, o governo explora bem o uso do Portal CN Bambu (que atinge a todos os públicos) e também passou a fazer parcerias com blogueiros da região.

Não há qualquer constrangimento desse blog em reconhecer avanços, pois não adotamos a idéia do “quanto pior melhor”, muito pelo contrário, entendemos que se tudo der errado será a população a grande prejudicada.

Um reconhecimento público não significa dizer que estamos puxando o saco do governo ou qualquer coisa do tipo, muito pelo contrário, encaramos isso como algo natural de quem faz o jornalismo político.

É preciso reconhecer os setores que tem sua eficiência.

E admitir quando a mudança é positiva…

Um governo às avessas…

Em fevereiro o prefeito Américo de Sousa recebeu o sindicato para “dialogar”; em maio nem os ofícios são respondidos. Foto: Homero Lima 

A recente declaração do presidente do Sindicato dos Servidores do Serviço Público Municipal da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP, Lima Júnior, de que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) não tem respondido os ofícios da entidade, expõe as fissuras causadas pela inabilidade do atual governo.

O tão propagado diálogo pregado pela imprensa governista no início do mandato pelo visto azedou: se Américo não responde as correspondências do sindicato, que dirá receber os membros da sua diretoria.

Tudo isso não seria estranho, se a diretoria não fosse pessoas umbilicalmente ligadas ao prefeito por longas datas. A fala do presidente do SINTASP mostra o quanto ele está encurralado entre ser conivente “com o chefe” e agradar a classe ou apoiar os servidores e se indispor “com o chefe”.

O discurso mudou da água para o vinho. Agora o prefeito tem um mês para responder um ofício, o presidente do sindicato não pode mandar no prefeito e o diálogo resolve. A complacência pedida pelos aliados do governo hoje, não foi usada com os ex-prefeitos nos quais o Sindicato fez dura oposição.

Nesta terça (23) de forma surpreendente, um blogueiro governista faz um apelo ao diálogo e confirma que este não existe, pelo menos não da parte do governo.

A pauta dos servidores está na geladeira, sob os olhares frios do prefeito e do seu bi-secretário de educação. Se o governo optou por virar as costas para a classe que o projetou politicamente, que tratamento esperar com as demais classes?

Sem dúvida alguma, estamos diante de um governo às avessas…

Mesmo com reforma administrativa aprovada, governo segue inerte…

Governo do PT em Coelho Neto é marcado pela inércia

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) passou mais de dois meses para encaminhar para a Câmara o projeto de reforma administrativa do governo e mesmo sendo o grande responsável pelo atraso, decidiu encaminhá-lo em regime de urgência.

Após ter sido protocolado, o regime de urgência foi derrubado pelos vereadores alegando que um projeto daquela magnitude não poderia ser aprovado “nas coxas”.

O projeto seguiu para a apreciação e quando seria aprovado na sessão do dia 13, houve um pedido de vista do vereador Marcos Tourinho (PDT), fato que acabou gerando um confronto com o Presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT). O aliado número 1 do prefeito queria porque queria que o projeto fosse aprovado naquela data, alegando que a gestão precisava da matéria aprovada com urgência para poder funcionar.

Pois bem, com a maioria esmagadora dos votos da base aliada, o projeto fora aprovado por 10 votos na sessão do dia 17.

Acontece que aquela pressa toda não serviu para absolutamente nada. A alegação dos vereadores de que a aprovação possibilitaria que as nomeações de secretários e outros servidores fossem destravadas de imediato não passou de balela.

Nesta sexta (31) completamos exatamente 02 semanas da aprovação do projeto e o quadro de paralisia permanece o mesmo. Não se tem conhecimento de nomeação dos titulares das novas pastas que foram criadas, adjuntos e demais cargos de chefia, comprovando que estamos diante de um governo que anda com passos de tartaruga.

Não erramos quando afirmamos que estamos diante de um governo inerte.

As ações, ou melhor dizendo, a ausência delas falam por si.

Simples assim!

Novas secretarias propostas por Américo vão consumir quase R$ 200 mil só com comissionados…

A reforma administrativa idealizada pelo prefeito Américo de Sousa (PT) tende a causar um forte impacto nas finanças do município com o inchaço e aumento das despesas com a máquina pública.

Contrariando a realidade do país onde os demais governantes estão cortando as despesas, em Coelho Neto o petista desfaz o mito de crise e contrapõe o próprio discurso de que havia recebido o município em crise.

Conforme já noticiado por esse blog, só a secretaria de Governo e Articulação Política criada para abrigar o “todo-poderoso” Walkmar Neto vai gastar sozinha em salários a bagatela de R$ 124.900,00 (cento e vinte e quatro mil e novecentos reais).

Além disso serão gastos R$16.100,00 (dezesseis mil e cem reais) com a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, R$ 11.900 (onze mil e novecentos) com a Secretaria de Meio Ambiente, R$ 19.100,00 (dezenove mil e cem reais) com a Secretaria de Cidadania, R$ 16.500,00 (dezesseis mil e quinhentos reais) com a Secretaria de Comunicação e R$ 10.300 (dez mil e trezentos reais) com a Ouvidoria, cujo responsável tem status de secretário.

A criação das 05 secretarias mais a Ouvidoria causarão um impacto real de R$ 198.800,00 (cento e noventa e oito mil e oitocentos reais) só com salários de comissionados que serão pagos com recursos advindos do Fundo de Participação dos Municípios – FPM.

A proposta da reforma administrativa encontra-se na Câmara para apreciação e se dependesse da vontade do Presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) já teria inclusive sido aprovada. Um pedido de vistas do vereador Marcos Tourinho (PDT) adiou a votação, cuja discussão deverá ser retomada na sessão desta quinta (16).

Com essa atitude o governo perde o argumento de falta de recursos para manter a UPA, por exemplo, pois pela lógica se há auemnto na estrutura da máquina é porque se tem orçamento suficiente para garantir sua manutenção.

Mudou ou não mudou?