Eduardo Sá confirma desincompatibilização e frustra os discrentes do seu projeto político…

Eduardo Sá com Magno Bacelar e Edgerson: de saída do governo

O pré-candidato a deputado federal Eduardo Sá (PRTB), confirmou durante o último final de semana a sua desimcompatibilização do cargo de secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de Chapadinha.

A informação foi confirmada ao próprio prefeito Magno Bacelar, que no decorrerda conversa fez questão de destacar o serviço de excelência desempenhado pelo auxiliar lhe desejando boa sorte na caminhada eleitoral.

Pela nova cara dada a Secretaria de Meio Ambiente, o prefeito decidiu acatar a sua sugestão de nomear o advogado Edgerson Cunha como seu sucessor.

O anúncio da saída do governo feito por Sá foi um verdadeiro banho de água fria em alguns discrentes da solidez do seu projeto político, que imaginavam que a pré-candidatura fosse alguma estratégia para valorizar seu passe, como acontece frequentemente no meio político.

A firmeza nas movimentações, a habilidade nas articulações e o estratégico discurso em defesa da região, fazem de Eduardo Sá um nome verdadeiramente competitivo.

Com a saída do governo, Sá terá mais tempo para se dedicar na pré-campanha.

E fortalecer ainda mais seu nome em Chapadinha e em todo o Baixo Parnaíba…

Temer anuncia que será candidato à reeleição

 

Da Agência Estado

(Foto: Adriano Machado/Reuters)

O presidente Michel Temer afirmou à revista Istoé que “seria uma covardia não ser candidato” e que pretende defender, ele mesmo, o legado de seu governo e a continuidade das políticas atuais. Na entrevista, publicada na edição deste fim de semana, o emedebista lembrou que todos os demais presidentes tentaram a reeleição. Não repetir esse gesto, segundo ele, poderia passar a imagem de que estava se escondendo e que os demais candidatos se sentiriam livres para “bater” em sua gestão

“Acho que seria uma covardia não ser candidato. Porque, afinal, se eu tivesse feito um governo destrutivo para o País eu mesmo refletiria que não dá para continuar. Mas, pelo contrário, eu recuperei um País que estava quebrado. Literalmente quebrado. Eu me orgulho do que fiz. E eu preciso mostrar o que está sendo feito”, afirmou Temer à Istoé. A entrevista foi feita na quarta-feira passada, 21.

Temer, que disse ter tomado a decisão “de um mês e meio para cá”, avaliou que o ideal seria ter apenas uma candidatura de centro, mas que o cenário que se desenha são de vários nomes. Ele ainda afirmou que o MDB já prepara uma espécie de “Ponte para o Futuro 2”, documento que norteou sua política econômica.

Apesar dos índices baixos de popularidade, o presidente já havia avisado a aliados que disputaria a eleição, como revelou o jornal O Estado de S. Paulo, domingo passado. A informação havia sido antecipada pelo site BR18. Temer avalia que o quadro político mudou com pré-candidaturas de Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM) e aposta na recuperação da economia e na intervenção no Rio para se cacifar. Ele já havia dito nesta semana que sua candidatura “não era improvável”.

Temer tem a seu favor o calendário eleitoral, já que pela legislação ele não precisa deixar o cargo até abril para concorrer – como acontece, por exemplo, com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, outro nome cotado para disputa do Planalto.

Eduardo Sá intensifica agenda como pré-candidato a deputado federal…

Eduardo Sá: projeto político fortalecido

O ex-vereador de Chapadinha Eduardo Sá (PRTB) tem intensificado nos últimos dias suas movimentações como pré-candidato a deputado federal e representante do Baixo Parnaíba.

Nessa fase da pré-campanha, Eduardo tem dado prioridade a conversação com lideranças políticas em torno do fortalecimento do seu nome na região.

Nos últimos dias, o pré-candidato esteve em conversa com os deputados estaduais Júnior Verde e Ricardo Rios, além dos deputados federais e pré-candidatos ao senado José Reinaldo e Waldir Maranhão.

“Esse é o momento de dialogar, conversar com as forças políticas para nos organizarmos para o pleito. Agradeço a receptividade e o apoio que temos recebido em todos os encontros que temos participado”, disse ele.

Na agenda política, Eduardo Sá tem conversado com diversas lideranças da região.

E segue se fortalecendo com empolgado entusiasmo político…

“Estou decidido a ser candidato a governador”, diz Eduardo Braide

 

 

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) confirmou que está mesmo “decidido a ser candidato a governador”.

Em entrevista a O Imparcial ele disse que já percebeu “o sentimento popular” de apoio ao seu projeto, que reconhece o fato de que ainda não é muito conhecido no interior do estado e que trabalha “para reunir as condições necessárias”.

Uma dessas condições, acrescenta, seria garantir uma chapa com o deputado federal Zé Reinaldo, que ainda tenta o DEM.

Abaixo, alguns dos principais trechos da entrevista.

Cadidatura

“Há um sentimento muito grande no Maranhão hoje da construção de uma via alternativa e isso ficou muito claro nas pesquisas que foram divulgadas logo após as eleições municipais. Em todas elas, eu acabei figurando na terceira colocação. Para mim, isso é um sinal de que o povo maranhense acredita, confia no nosso nome. O que posso dizer hoje é que eu estou decidido a ser candidato a governador, mas trabalhando para reunir as condições necessárias para que isso possa se concretizar. Tenho certeza de que o Maranhão pode ser melhor, um estado diferente e vamos mostrar isso no momento certo”

Alianças

“Ninguém é candidato de si mesmo. A primeira coisa é você ter o sentimento popular. Essa etapa já me foi demonstrada pelas pesquisas de opinião de votos. Isso é algo que muitos procuram e não conseguiram ao longo dos anos em outras eleições. A segunda situação é que você precisa de uma aliança partidária que dê as condições mínimas para que você possa levar uma campanha de governador do estado. Reconheço, no meu caso, o desconhecimento em relação a mim no interior do estado. Você só vence esse desconhecimento se tiver uma aliança partidária que te dê capilaridade para levar seu nome para o interior, um tempo de TV razoável para que você possa mostrar seus projetos que vão mudar, de verdade, o Maranhão para melhor”

Via alternativa

“O povo merece um Maranhão de cara nova. Isso é um sentimento que está nas pesquisas. Tive acesso a pesquisas do ano passado, onde em todos os cenários eu apareço em primeiro lugar aqui na capital e com bom desempenho em cidades onde eu nem estive por conta desse sentimento de construir essa terceira via. O que temos hoje colocado ao maranhense? Um governo que se propôs a fazer uma mudança, e eu posso afirmar que a desigualdade no Maranhão aumentou por conta desse governo que aí está e digo com base em números. O governo que aí está falhou na distribuição de riquezas em nosso estado. O PIB mais alto do país, mas por outro lado os indicativos menores em relação à distribuição de riqueza. Esse é um lado que precisa ser contestado. A outra candidata teve a oportunidade de mostrar o que poderia fazer pelo Maranhão. Acho que é o momento de apostar no novo e, por isso, que eu digo que o povo merece um Maranhão de cara nova”

Propaganda comunista

“Se tem uma coisa que eu aprendi ao longo desses três anos é que o comunismo sabe fazer bem uma coisa: propaganda, especialmente propaganda enganosa. Se formos ver o que é anunciado pelo governo do estado e a realidade que tem na vida das pessoas, são duas situações completamente diferentes. Tome por base agora a educação, onde o governo faz uma política muito forte na educação, mas o Maranhão ostenta um dos piores índices no que diz respeito ao aprendizado de leitura e de matemática. É completamente diferente daquilo que o governo vem pregando. Tome por exemplo o Italuís. Se você pegar um carro e sair aqui, você vai ver todas as propagandas do Novo Italuís. A adutora nunca nem funcionou. Quanto o governo gastou para investir nessa propaganda de nova adutora? Vi propaganda em televisão, em jornal impresso, nas ruas. A adutora não está funcionando. Ela teve um problema e nunca funcionou até hoje. É um governo que percebe ser mais fácil investir em propaganda do que usar esse dinheiro para tornar melhor a vida das pessoas na prática”

Zé Reinaldo

“É verdade e tenho que lembrar uma coisa: fui auxiliar do exgovernador Zé Reinaldo. Ele era governador e eu era presidente da Caema. Então, naturalmente, nós já temos uma relação de confiança. Segunda situação: o Zé Reinaldo, de forma muito injusta, recebeu um tratamento do governador Flávio Dino que não merecia por tudo aquilo que ele representou na vida política do governador e também pelos serviços que ele já prestou no Maranhão. Então, devido a essa situação, houve um rompimento. Eu conversei com ele e ele me demonstrou a sua decisão irreversível de ser candidato ao Senado. Eu disse a ele, de forma clara, que iríamos caminhar juntos e que a primeira vaga de senador na minha chapa, eu conÒrmando a candidatura, seria dele. E de lá para cá as conversas vêm acontecendo de forma mais intensa”

2018 x 2020

“Eu não sou candidato em uma eleição pensando em outra. Se eu for candidato a governador, é porque eu tenho a absoluta convicção de que eu vou chegar até lá, assim como eu tinha absoluta convicção de que chegaria à Prefeitura de São Luís. E não cheguei por detalhes, por pouco. Eu não pensei quando me candidatei a prefeito de São Luís em fazer nome para disputar a eleição de 2018, assim como, ao disputar a eleição de 2018, eu não tenho outro foco que não seja chegar ao governo do estado”

Do Blog do Gilberto Leda

Ex-prefeito Magno Bacelar confirma inexpressividade da dupla Rafael Leitoa e Zé Carlos

 

 

Polido, discreto e reservado, o ex-prefeito de Coelho Neto Magno Bacelar tem evitado dar declarações públicas sobre o governo do prefeito Américo de Sousa (PT), desde que este assumiu o mandato.

O ex-prefeito ainda acredita que no aliado, embora o dia a dia seja o suficiente para mostrar que Américo é fruto de uma fraude eleitoral criada por ele próprio, que tinha soluções para tudo no gogó, mas que na prática é um desastre como administrador.

Num comentário de Facebook feito recentemente, Dr Magno confirmou a inexpressividade dos deputados do prefeito Rafael Leitoa (estadual) e Zé Carlos (federal), nada diferente da tecla que o blog bate quase que diariamente.

Rafael Leitoa é conhecido como candidato bola de arame: gente boa, mas difícil de carregar e de puxar votos pela própria inexpressividade. Zé Carlos é pior ainda: é ausente, descompromissado com o município, sem força alguma em Brasília e escondido atrás de um assessor.

Em seu comentário, o ex-prefeito reclama da falta de ajudas dos dois deputados que estão de olho nos votos, mas que não trabalham pela cidade.

“Américo tem demonstrado ser homem de luta de compromissos e o seu mérito é maior se considerarmos que não tem contado com a ajuda dos deputados (estadual e federal). Inicialmente me impressionei com a presença constante de Rafael Leitoa, mas infelizmente não passou disso. O federal José Carlos, nem presença! Queremos representantes capazes de lutar e conseguir soluções para as nossas carências”, disse o ex-prefeito.

As declarações do ex-prefeito caem como um banho de água gelada, na chapa apoiada pelo atual prefeito.

Se nem os aliados de primeira hora botam fé, que dirá o povo…

Waldir Maranhão tem encontro com Sarney

O deputado federal Waldir Maranhão teve um encontro com o ex-senador José Sarney.

Pré-candidato ao Senado, Waldir é da base de apoio do governador Flávio Dino. De acordo com o que o blog apurou, Maranhão aguarda apenas a decisão de Dino sobre o apoio ou não ao seu nome para tomar uma decisão.

Caso não seja o escolhido, Waldir deve romper com o comunista e acompanhar o deputado José Reinaldo Tavares, que também é postulante ao Senado, na formação de uma outra chapa.

No encontro com Sarney, Waldir estava acompanhado de Janderson Landim, marqueteiro do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio.

Do Blog do John Cutrim

A caravana de Roseana no interior…

Ex-governadora vai percorrer 30 cidades, a partir da próxima quinta-feira, em movimento político que terá base no município de Santa Inês

Fotomontagem ilustrativa de ônibus para simbolizar a caravana liderada por Roseana Sarney (imagem: blog do Gláucio Ericeira)

A ex-governadora Roseana Sarney prepara para a próxima quinta-feira, 8, o início de um périplo de vários dias por municípios da região do Pindaré. A partir de Santa Inês, a pré-candidata do MDB ao Governo do Estado pretende consolidar seu nome em uma das bases mais fortes que tem no interior do estado.

A caravana de Roseana Sarney, com direito a ônibus personalizado e comboio de aliados políticos e admiradores, deve percorrer todos os municípios da região, com reuniões políticas, conversas com lideranças e participação popular.

A caravana roseanista é abertamente inspirada na Caravana da Cidadania, evento criado nos anos 90 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e que consolidou seu nome nos rincões do Nordeste e fortaleceu seu nome para se eleger presidente da República, alguns anos mais tarde.

Em comparação a Lula, Roseana leva a vantagem de ser conhecida em todo o Maranhão e estar sendo aguardada pela população.

Além de Roseana, candidatos a deputado federal e estadual, a “caravana da guerreira”, como já foi apelidada, terá, em alguns trechos, a presença do senador Edison lobão (MDB) e do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), pré-candidatos a senador na chapa roseanista.

O projeto será levado também para outras regiões do estado, até as convenções, quando Roseana será oficialmente apresentada como candidata a governadora.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Soliney mantém agenda política e garante apoio de Cristina Archer…

Soliney com Cristina Archer e Roseana Sarney

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (MDB) tem mantido intensa agenda política e gaantido apoios importantes em sua pré-campanha a deputado estadual.

Na manhã desta quinta (01), o emedebista celebrou uma conversa que teve com a ex-deputada estadual Cristina Archer em que o pedido de apoio da parte dele foi formalizado.

“Cristina é ex-primeira-dama e ex-secretária de Assistência Social de Codó, foi deputada junto comigo e uma biografia respeitada em todo o Maranhão. Qualquer pré-candidato logicamente quer ter seu apoio e eu me adiantei na busca por essa parceria que sem dúvida alguma será benéfica para todo o Maranhão”, destacou Soliney Silva.

A expectativa para os próximos passos decisivos de José Reinaldo

Depois da frustração e decepção da traição política sofrida, o deputado federal e pré-candidato ao Senado, José Reinaldo Tavares, no intuito de viabilizar sua disputa eleitoral em 2018, precisará tomar decisões importantes nos próximos dias.

Apesar de ter anunciado o rompimento com o governador Flávio Dino (PCdoB), por total desinteresse do comunista em ter o ex-governador em sua chapa majoritária, José Reinaldo reafirmou que será mesmo candidato ao Senado e que, até o momento, se filiará no DEM no início de março.

Entretanto, a expectativa na classe política é exatamente para saber quais serão os próximos passos de José Reinaldo. O primeiro importante questionamento é: José Reinaldo vai mesmo para o DEM ???

Atualmente o partido é comandado no Maranhão pelo deputado federal Juscelino Filho e está na base de apoio ao Governo Flávio Dino. Para se filiar realmente no DEM, o ex-governador teria que ter a garantia da Direção Estadual e/ou Nacional que o partido estaria disposto a deixar o palanque comunista e apostar na sua candidatura ao Senado em outra chapa.

Se por ventura não conseguir essa garantia, qual seria o caminho para José Reinaldo ???

Conseguindo a garantia do DEM, José Reinaldo teria que buscar um novo pré-candidato ao Governo do Maranhão. Dos nomes postos atualmente, inegavelmente o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) seria o caminho mais viável e natural. Inclusive conversas nesse sentido já aconteceram.

José Reinaldo também tentará, nesse novo momento, buscar aliados que, assim como ele, foram traídos pelo governador Flávio Dino, como o senador Roberto Rocha (PSDB) e Waldir Maranhão (Avante).

Para construir esse novo momento e que pode mudar drasticamente o rumo das eleições no Maranhão, José Reinaldo aposta não só na sua experiência e habilidade política, como também no apoio decisivo da FAMEM, entidade que representa os prefeitos maranhenses.

Sendo assim, os próximos passos serão decisivos para José Reinaldo e para a eleição 2018 no Maranhão.

Do Blog do Jorge Aragão

DEM poder ser destino de Eduardo Braide

Ainda conversando sobre a possibilidade de ser candidato a governador do Maranhão, o deputado estadual Eduardo Braide (atualmente no PMN), pode ter casa nova para disputar o governo.

Existem conversas – no Maranhão e em Brasília – que sugerem uma filiação do parlamentar ao DEM, partido pelo qual viabilizaria, de uma vez só, sua candidatura, e o suporte necessário para a candidatura do deputado Zé Reinaldo ao Senado.

A filiação do ex-governador está marcada para o dia 10 de março. Quanto a Braide ainda não há nada de oficial.

Juscelino Filho resiste…