Página virada: Professores de Afonso Cunha dão adeus ao pó de giz…

Parece brincadeira mais não é. Chegamos em 2017 e as escolas da rede municipal de ensino da cidade ainda estão na era do quadro de giz, mesmo com tantos recursos vindos para a educação anualmente. Desde que assumiu o mandato no início do ano, o prefeito Arquimedes Bacelar (PTB) comentava com constrangimento aquilo que ele considerava um desrespeito a classe de professores.

“Será que os recursos do FUNDEB nos últimos não dava para custear a troca desses quadros? Os quadros além de ultrapassados, estavam quase todos danificados e comprometendo a saúde dos professores com toda sorte de doenças respiratórias. Deixaram de gastar dinheiro com o que era realmente útil para comprometer com o que não deveria, por isso estão ai com as contas rejeitadas e arrolados na relação dos fichas-sujas. Isso era pra ser algo comum, mas demorou tanto que precisa ser celebrado mesmo”, disse ele.

O secretário de Educação professor Milton Bastos destacou que durante esses início de governo, a situação até aos dias atuais era alvo de piadas de toda ordem. “Todo mês passava por um constrangimento ao correr atrás de comprar caixas de giz em todas as cidades de região. Além do item ser difícil de ser encontrado, ainda me deparava com a chacota das pessoas questionando que cidade ainda usava quadro a giz”, revelou ele.

Na última terça (17), o prefeito fez a entrega simbólica dos apagadores e pincéis para os professores, que agora contarão com quadros especiais feitos em blindex, separados em duas placas de 2 metros cada um. A troca acontecerá em onde existir quadro negro, obedecendo o cronograma de reparos que estão sendo feitos nas escolas.

O governo conseguiu deixar para trás mais um símbolo do atraso vivido pela educação nos últimos 8 (oito) anos e os professores celebraram as mudanças.

O pó de giz agora será apenas uma página do passado…

Programa Saúde na Escola desenvolve ações em Afonso Cunha…

O anexo da Escola Gastão Vieira e a Creche Roseana Sarney receberam durante a semana as ações do Programa Saúde na Escola, feito numa parceria estabelecida entre as Secretarias de Saúde e Educação.

Durante a ação foi feito palestra voltada ao tema da saúde bucal e as crianças puderam fazer uso da aplicação de flúor.

“Essa é uma ação desenvolvida de forma conjunta com a Secretaria de Educação que tem apresentado resultados satisfatórios. Além de descentralizarmos nossas ações nos aproximamos ainda mais da comunidade”, destacou a secretária de Saúde Analídia Bacelar.

Alô MP: Professores denunciam prejuízos no calendário escolar imposto pelo governo em Coelho Neto

É grande a reclamação entre alguns dos professores que integram a rede municipal de ensino com o calendário escolar imposto pela Secretaria de Educação para reduzir o ano letivo para o término em novembro.

A idéia iniciou quando o governo decidiu alterar o calendário do ano letivo para retirar as aulas que seriam dadas no mês de dezembro com o argumento de reformas em algumas escolas, embora na verdade, a outra versão dada é de que a medida seria para gerar economia, já que os gastos com contratados em dezembro deixariam de ser realizados.

Os 18 dias letivos que deveriam ser registrados em dezembro vão se trabalhados em 09 (nove) sábados dobrados. De acordo com o relato de professores as aberrações são as mais diversas, dentre elas a de que uma palestra de 1 hora foi computada como dois dias letivos, ou seja, 10 horas.

Outro exemplo absurdo foi denunciado por outro professor no caso das disciplinas específicas. Se o professor vai pagar as aulas de uma terça em que tem 04 (quatro) aulas de português terá que registrar 08 (oito) aulas mesmo sem ter dado, ou seja, uma verdadeira embromação, num calendário que sequer foi discutido com a classe, bem no estilo “democrático” do prefeito Américo de Sousa (PT).

A coisa é tão esdrúxula que pra justificar a medida, a Secretaria de Educação saiu com uma desculpa esfarrapada de que estão trabalhando o lúdico. E desde quando para se trabalhar lúdico precisa reduzir a duração do ano letivo e professor registrar aula que nunca deu?

O Ministério Público bem que poderia agir para barrar essa pouca vergonha, que em outros tempos seria duramente criticada, mas que hoje tudo pode na visão do governo petista…

Arquimedes realiza confraternização com profissionais da Educação de Afonso Cunha

O prefeito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar (PTB), realizou ontem (16), uma confraternização para celebrar o sucesso do Desfile Cívico de 7 de setembro promovido pela Secretaria de Educação em parceria com demais órgãos do governo e instituições.

O evento realizado no Espaço Duduzão reuniu o staff da pasta e contou com a presença do do secretário de Educação Professor Milton Bastos, além de gestores, coordenadores e integrantes do corpo técnico da pasta.

“O sucesso do Desfile Cívico não foi mérito de apenas uma pessoa, foi resultado da combinação e do esforço de várias pessoas e por isso estamos aqui para celebrar o trabalho conjunto que foi desenvolvido por nossos profissionais da educação”, disse o prefeito Arquimedes Bacelar.

Delegação de Duque Bacelar participa de Seminário da Educação em Sobral-CE

A secretária de Educação Lucia Oliveira e coordenadores pedagógicos, com o objetivo de promover cada vez mais a melhoria na qualidade do ensino aprendizagem do município de Duque Bacelar, participaram nos dia 24 e 25 de agosto do corrente ano do V Seminário sobre a educação de Sobral: A trajetória da melhor rede Pública de Ensino do Brasil.

O foco principal do encontro foi a apresentação das políticas educacionais e das das estratégias de formação continuada, desenvolvidas e aprimoradas no decorrerer das duas últimas décadas na Rede Municipal de Ensino de Sobral.

No evento foi apresentado pelo secretário de educação Herbert Lima todo o organograma de funcionamento da Secretaria de Educação sobralense e também os criterios estabelecidos para o alcance das metas que os levaram ao reconhecimento nacional.

O melhoramento das políticas educacionais e pedagógicas proporcionou a cidade de Sobral o Ranking de melhor IDEB do Brasil , resultado alcançado por meio das parcerias certas dos setores públicos e privados (Universidade Federal do Ceará , instituído Ayrton Senna , fundação Lemmer) e a projeção no cenário internacional através da Universidade de Stanford nos Estados Unidos.

O seminário reuniu secretários e equipes de vários estados como Maranhão, Piauí , Bahia, São Paulo , Rio Grande do Sul entre outros e culminou com a visitação dos participantes a escola de tempo Integral Dorilene Arruda Aragão.

A participação no encontro tem uma relevância extraordinária na aquisição de mais experiências que só vem fortalecer as práticas pedagógicas no sistema educacional de Duque Bacelar na atual gestão, pois oferecer uma educação de qualidade para todos é o que busca a Secretaria Municipal de Educação e o governo de Jorge Oliveira.

“Tesoura” de demissões em Coelho Neto começa pela educação…

É de apreensão o clima nos corredores da educação em Coelho Neto. É que a pasta foi o primeiro alvo escolhido pelo prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), para dispensar servidores contratados.

Alegando crise, o petista deve passar um pente fino geral em toda a gestão para reduzir a folha em pelo menos R$ 1 milhão de reais, o setor educacional entrou na lista de prioridades.

De acordo com o que o blog apurou, a maioria das demissões são justamente de indicados dos vereadores que compõem a base do governo, um presente e tanto para quem nos últimos sete meses tem adotado uma postura de subserviência total aos mandos e desmandos do chefe do Executivo.

Lamentavelmente a estratégia do prefeito de punir servidores contratados por ele próprio é errada e não condiz com a realidade. E vamos mostrar isso.

Mas essa é uma outra história….

Secretaria de Educação de Duque Bacelar desenvolve projeto de arte com alunos da Educação Infantil

A Prefeitura de Duque Bacelar através da Secretaria de Educação, realiza durante toda esta semana, a culminância de um projeto para lá de criativo com alunos da rede municipal de ensino.

O evento que se encerra nesta sexta (14), foi voltado principalmente para alunos da educação infantil. Com o tema “Os grandes pintores na Educação Infantil”, a ação dentre outras coisas objetivou trabalhar a arte como tema transversal.

“Além de promover e tornar conhecido do público infantil os grandes pintores, nosso interesse era despertar o espírito artístico que existe em cada criança e deixá-los a vontade para produzir seus próprios trabalhos”, disse a coordenadora da Educação Infantil Fabiana Linhares.

Os pintores trabalhados foram Cândido Portinari, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Pablo Picasso, Van Gogh, Michelangelo, e Leonardo Da Vinci.

De acordo com a coordenadora geral Professora Edinilda, a culminância mostrou que o projeto foi um sucesso.

“Estivemos aqui com toda nossa equipe de técnicos da Semed para acompanharmos as atividades feitas com dramatizações e exposição das pinturas feitas pelas crianças e constatamos que o objetivo foi alcançado”, explicou ela.

Participaram da ação os alunos das escolas São Francisco, Creche Mãe do Salvador, Jardim Antonio Aldir e Jardim Vila Esperança (sede) e as da zona rural Paulo Januário (Órfãos), José de Freitas Farias (Roça do Meio), São Benedito (Cercado), Martinho Marques (Mocambo dos Marques) e Dona Constância (Mocambo Velho).

“Parabenizamos a todos os envolvidos nesse projeto cabendo destacar a participação dos professores, do secretário de Cultura Domingos Lopes, de coordenadores e da equipe pedagógica da Semed que também deram todo o suporte. Acreditamos que essa interação e o trabalho com os temas transversais tornam as aulas mais dinâmicas e permitem ao aluno possibilidade de maior êxito no processo ensino-aprendizagem”, destacou a secretária de Educação Lúcia Oliveira.

Secretaria de Educação realiza Workshop em Duque Bacelar

A Prefeitura de Duque Bacelar através da Secretaria de Educação – SEMED, realizou nesta terça (04), um Workshop de Português e Matemática.

O objetivo do evento era reunir no mesmo espaço professores de português e matemática do programa Novo Mais Educação e professores do primeiro e segundo ciclo do Ejai – Educação para Jovens, Adultos e Idosos.

A ação foi mediada por coordeandores da Semed, pela coordenadora geral Ednilda Moraes, coordeandora de Educação Infantil Fabiana Linhares e das séries de 1, 2 e 3 ano Ana Machado, Júnior Passos, Francisco Daluz e Antonio Cardoso. Presente no evento, a secretária de Educação Lúcia Oliveira destacou a proposta de qualificação de professores do atual governo.

“Desde o início da gestão do prefeito Jorge Oliveira colocamos a capacitação de servidores entre as prioridades da Semed por entender que não há como garantir bons resultados na sala de aula se o professor não estiver motivado e esses momentos além de aprendizado servem também como estímulo em melhorar a atuação de cada um”, disse a secretária.

Os mediadores foram integrantes da equipe de coordenadores da Semed que entre outras coisas trataram da importância dos jogos no ensino das duas disciplinas.

Felipe Camarão e o sentimento de renovação

Do blog do Djalma Rodrigues

Cientistas políticos ainda se debruçam sobre análises a respeito da recente  pesquisa divulgada pela Escutec sobre a eleição  de 2018. É que o levantamento apresentou uma novidade. Diz respeito ao secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Sem nunca haver exercido um mandato parlamentar e jamais haver manifestado o desejo de se candidatar a qualq1uer cargo eletivo, ele pontuou, rivalizando com o ex-governador  e atual senador João Alberto de Sousa, um dos pretensos candidatos ao governo e com o senador Roberto Rocha, que já afirmou sua disposição em concorrer  ao Palácio dos Leões.

Felipe Camarão é, na realidade, o auxiliar mais proeminente do governador Flávio Dino. Seu batismo de fogo foi na Secretaria de Gestão e Planejamento. Arrumou os desacertos e logo foi designado  para acabar um foco de incêndio na Secretaria de Cultura. Colocou a casa em ordem e o governador o encaminhou para a missão de juntar os cacos  na Secretaria de Educação.

Com  apenas 34 anos, já tem uma vasta biografia. Seu currículo é irretocável. Ainda estudante, foi aprovado em concurso para  cargo de escrivão da Polícia Civil.  Nunca assumiu a função. Após sua formação em Direito, meses depois foi aprovado para o Tribunal de Justiça, onde permaneceu apenas dois anos, porque  logo em seguida logrou aprovação ao cargo de procurador federal.

Foi chefe da Procuradoria em Imperatriz, procurador-chefe do INSS, procurador-chefe da Procuradoria Federal no Maranhão, procurador-geral da Universidade Federal do Maranhão, onde é professor concursado e, antes, foi, por duas vezes, chefe do Procon/MA.

Sempre com um sorriso a lhe estampar o rosto e uma invejável disposição para o trabalho, Felipe Camarão vem se destacando pelo sucesso por onde passa. Quando de sua despedida da Secretaria de Cultura, funcionários elaboraram uma manifestação para que permanecesse na pasta.

Agora, na Educação, é considerado não como o chefão, mas como o amigo. Os resultados estão nos gráficos positivos apresentados pelo governo do Estado. É um jovem competente e desprovido de vaidades.

A inclusão do seu nome na pesquisa pela corrida sucessória, é uma autêntica demonstração de que o povo do Maranhao está a exigir renovação. Felipe Camarão vem rechaçando todos os incentivos para figurar na lista de pré-candidatos a cargos eletivos. Seu foco é continuar a estabelecer parâmetros positivos na Educação do Maranhão.

As pesquisas apontam para um claro recado: O maranhense está a clamar por mudança e exige competência.

Setor de Transportes da Educação de Coelho Neto: estão terminando de acabar o que ainda tem…

O blog recebeu agora a pouco, uma denúncia de que o uso indevido de um dos ônibus escolares pertencentes a frota municipal de Coelho Neto acabou colidindo numa árvore por está sendo utilizado por pessoa não habilitada na própria dependência do local improvisado onde funciona a garagem.

Apesar de vários motoristas do município estarem no local, a ação teria sido executada por um parente do chefe do Setor de Transportes que exerce a função de ajudante de manutenção, que mesmo com o ocorrido não disse nada, apenas pediu para que a pessoa prosseguisse com a manobra.

Quando o blog disse que o setor de Transportes estava se transformando na “casa da mãe Joana” era justamente por coisas desse tipo.

A coisa pública é tratada como coisa particular que todo mundo chega e vai fazendo uso como bem quer. Quem vai pagar o prejuízo?

Acorda secretária de Educação Williane!