Vice-Prefeito denuncia mais um descaso com alunos da zona rural de Coelho Neto

O vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires (PCdoB), utilizou sua rede social nesta quinta (08), para reagir indignado a mais uma situação de descaso da Secretaria de Educação – Semed com os alunos da zona rural.

No seu depoimento, o vice-prefeito relata as denúncias que recebeu relacionadas a falta de merenda escolar em escolas da zona rural e os mesmos problemas com o transporte escolar que acontecem desde o início do ano.

Confira a integra da denúncia do vice-prefeito:

Mais uma vez ficamos indignados com o que vem acontecendo na educação no nosso município, principalmente na zona rural, onde as escolas dos povoados Taboca dos Bois e Taboca da Santa Paz e outras, estavam há quase um mês sem merenda escolar, os alunos terem que estudar meio turno por falta de merenda em uma educação que já começou muito atrasado e para não faltar a rotina a constante falta de ônibus por motivo diversos e hoje mais uma vez o ônibus que faz linha da lagoa dos Cavalos a Coelho Neto, pregou por falta de combustível, Na semana passada quebrou. Segundo as denúncias dos alunos, estes ônibus sem nenhuma condição de transportá-los, cujo os mesmo alunos chegam com dores nas costas, sem nenhum conforto, assim o relataram. Mas como é amigo do Prefeito, tem que rodar. Outro agravante é que a esposa do dono é uma das coordenadoras da educação da zona Rural e o cúmulo da irresponsabilidade é que o coordenador da zona Rural chegou no momento e fica gauchando dos alunos, dizendo que a culpa é deles e que eles deveriam abastecer os ônibus, com total falta de respeito. Senhor Prefeito respeite o nosso povo e seja digno ao cargo que o povo lhe delegou!”

Secretária de Educação de Coelho Neto leva “puxão de orelhas” de mãe de aluno por descaso na zona rural

A secretária de Educação Williane Caldas tomou um verdadeiro “puxão de orelhas” de uma mãe revoltada com o descaso na escola do povoado Santo Inácio.

Segundo ela mesmo com vários zeladores apenas uma estava trabalhando enquanto os demais ou ficavam no telefone ou retornavam para casa. Em seu depoimento a mãe desceu o sarrafo na asituação da escola, que segundo ela é feudo de uma só família.

“Então como mãe de aluno acho que tem muita coisa que precisa melhorar, hoje a escola é uma vergonha, antes eram só duas zeladoras e a escola era maravilhosa. Tem professor que não sabe fazer nem o próprio nome, na escola o diretor tem vez que manda na escola e uma família que quer tomar e empregar a família toda. Isso é uma grande vergonha para uma escola que já foi referência”, disse ela cobrando fiscalização.

Demonstrando total desconhecimento do fato, a secretária para minimizar a gravidade da denúncia que ocorre debaixo do seu nariz se limitou a dizer que tomaria conhecimento do fato e que as devidas providências seriam tomadas.

Cadê a equipe da Coordenação do Campo? Talvez se alguns deixassem de tentar patrulhar as redes sociais e se dedicassem para sua função com a mesma força que tem para defender “a chefa” das críticas, haveria menos conversa e mais ação. E de quebra evitariam de expor a secretária a “tomar um pito” público por tanto descaso.

E diante desse quadro ainda não querem receber críticas? Sejam competentes então e honrem a função pública que lhes foi confiada.

Simples assim!

Alunos da rede municipal denunciam falta de aula em escola de Coelho Neto

Alunos da rede municipal de ensino gravaram um vídeo denunciando o descaso e a falta de aula na escola localizada no povoado Bananalzinho.

De acordo com a gravação encaminhada ao blog ontem (23), a escola estava sem professores nas salas e os alunos com o tempo ocioso e nas mediações do prédio.

E é assim que anda a educação sob o comando da secretária de Educação Williane Caldas. Confira o vídeo:

Mas essa não é a única reclamação de escola do campo que cai no colo da Secreatria de Educação.

Mas essa é uma outra história…

 

Secretário de Educação de Afonso Cunha participa da COMAE em São Luís

O secretário de Educação de Afonso Cunha Milton Bastos está em São Luís desde o último dia (08), participando da Conferência Maranhense de Educação (Comae 2018).

O evento tem como tema “A consolidação do Sistema Nacional de Educação – SNE e o Plano Nacional de Educação – PNE: monitoramento, avaliação e proposição de políticas para a garantia do direito à educação de qualidade social, pública, gratuita e laica”.

A Comae 2018 tem por objetivo potencializar ações de mobilização da sociedade maranhense para a avaliação do cumprimento do Plano Nacional de Educação (PNE) e propor políticas e ações que viabilizem uma educação para todos com qualidade social.

A programação encerra nesta quinta (11) e reuniu cerca de 500 delegados de todo o Estado. Na foto ele aparece com a secretária de Duque Bacelar Dra Lúcia Oliveira.

Duque Bacelar participa da Conferência Maranhense de Educação

 

A cidade de Duque Bacelar está representada na realização da Conferência Maranhense de Educação – Comae 2018 que acontece em São Luís. Representam o município no evento a professora Ednilda e a Dra Lúcia Oliveira, presidente do Fórum de Educação de Duque Bacelar.

O evento teve abertura oficial realizada ontem (08) e vai até o próximo dia 11, com o tema A Consolidação do Sistema Nacional de Educação e o Plano Nacional de Educação: monitoramento, avaliação e proposição de políticas para a garantia do direito à educação de qualidade social, pública, gratuita e laica”.

“Estamos dentro da representação da Unidade regional de Educação – URE de Caxias, na certeza de que haveremos de contribuir com estas discussões que envolvem o Plano Estadual de Educação e o Plano Nacional de Educação”, disse a Dra Lúcia Oliveira. Participam do evento representantes do governo, da sociedade civil organizada e instituições públicas.

Ao falar sobre educação, prefeito de Coelho Neto ignora IDEB e promessas de campanha para o setor…

Williane e Américo silenciaram sobre o que deveriam ter falado: dupla desastrosa

 

 

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), esteve nesta terça (25), no segundo dia de entrevistas para falar sobre a educação.

Acompanhado da secretária de Educação Williane Caldas, o petista gastou metade desse tempo com a velha lenga-lenga de atacar o vice-prefeito Antônio Pires (que ele escolheu para ser seu companheiro de chapa) e se mostrou novamente incomodado com seus adversários.

Sobre educação mesmo ele falou quase pouco. Américo não falou por exemplo da tesoura que ele e sua secretária de educação tem usado para cortar salários dos contratados e não disse quando o contratado vai receber igual o concursado como ele exigia dos governos anteriores. Também não falaram do caos a que está exposto a garagem da educação, que funciona em condições precárias.

Sobre os dados do Índice de Desenvolvimento de Educação – IDEB, tanto ele como a secretária de Educação nunca se manifestaram sobre nada. O silêncio sobre os números talvez seja porque não dá para culpar o governo anterior, porque se assim o fizer, jogará nas costas da atual secretária de educação e sua equipe a responsabilidade pelos números, afinal eram elas que estavam nas salas.

Américo também não deu uma palavra sobre suas promessas de campanha. Não falou sobre eleição para diretor quando estava no Sintasp, não falou quando vai começar a doar os uniformes e os materiais escolares e nem disse nada quando vai desmembrar a Cultura da Educação como havia prometido.

No mais, a piada da entrevista ficou quando o prefeito disse que seu governo não persegue ninguém e quando disse que a população havia eleito um prefeito liso.

Só faltou dar a receita de como é que um liso anda de Hillux….

Prefeitura de Chapadinha amplia oferta de vagas para creche

 

A Prefeitura de Chapadinha através da Secretaria de Educação – Semed, está ampliando as ofertas de vagas de creche para alunos da rede municipal.

Na última segunda (24), foram inauguradas mais duas salas na Pré-Escola Jardim de Infância Anjo da Guarda, atendendo uma demanda dos bairros São José, da Cruz e adjacências.

Com a conquista a escola passa a ter 100 novas matrículas na educação infantil, com salas de creche para rianças a partir de 03 anos.

“Estamos trabalhando para ampliar essa oferta em outras unidades, para minimizar essa demanda que é sempre cresente. Estamos estudando os meios de garantir que novas vagas estejam disponíveis a partir do próximo ano”, destacou a secretária de educação, Vânia Cristina.

Alunos de Coelho Neto continuam sendo prejudicados por falta de transporte escolar…

Em agosto alunos ficaram sem o ônibus escolar po falta de combustível: problemas de toda ordem

A incompetência da secretária de Educação Williane Caldas aliada a má gestão do prefeito Américo de Sousa (PT), continua trazendo prejuízos irreparáveis ao ano letivo em Coelho Neto. Desde o início do ano, alunos tem sido prejudicados pela falta de transporte escolar e o problema parece persisitir ao longo dos meses.

No mês de agosto alguns deles ficaram sem ter como retornar para suas localidades por falta de combustível, fora outras inúmeras denúncias direcionadas ao setor.Nesta sexta (21), o vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires (PCdoB), voltOU a denunciar o descaso da dupla com os alunos da zona rural. Confira a integra do relato:

Recebi hoje várias DENÚNCIAS de pais de estudantes das escolas da zona rural, povoado Taboca da Santa Paz e Taboca dos Bois, onde essas escolas estão há quase dez dias sem aulas, como relataram. Sabemos que este ano o período letivo para essas escolas, começou no final de abril, bastante atrasado. Nas últimas duas semanas do mês de agosto, os alunos ficaram literalmente sem aulas e hoje a mesma rotina acontece com as escolas desses povoados, último dia de aula da escola no povoado Taboca da Santa paz foi na quarta feira passada, tudo por falta de ônibus para levarem os alunos.

Outro dia postei que os alunos estavam vindo da zona Rural e ficavam até as 15h, com fome e adolescentes jogados pelas ruas sem acompanhamento, esperando ônibus para voltarem. Me informaram que os professores estão sendo pressionados a botarem notas para os alunos nos meses de março e abril, como se houvessem aulas nesses meses. Para quem tinha um discurso de inovação na educação, pra quem é professor, foi sindicalista e presidente do SINTASP, é uma hipocrisia sem fim, a luta e todo o discurso de mudança. Hoje sabemos que, a única universidade que apreendeu foi a da perseguição! Tome vergonha Prefeito e resolva os problemas dessas escolas, já não basta a perca do ano letivo!!

Biblioteca Infantil descentraliza atividades de leitura em Afonso Cunha

 

A Prefeitura de Afonso Cunha através da Secretaria de Educação – Semed, tem diversificado as ações de incentivo a leitura no município.

A Biblioteca Infantil “Fernanda Medeiros”, além das atividades realizadas no espaço da biblioteca, teve suas ações descentralizadas e levou seu acervo para a rua. Na praça, crianças entre 3 a 12 anos ficaram a vontade para conhecer o diverso acervo da biblioteca.

De acordo com o secretário de Educação Milton Bastos, as atividades de leitura são importantes aliados do professor em sala de aula.  Segundo ele a determinação é para que a coordenadora Júlia Rodrigues continue descentralizando as atividades da biblioteca.

Williane copia Aldeias Altas e implanta “dieta” do milho na merenda escolar de Coelho Neto

Williane Caldas: dieta do milho para alunos de Coelho Neto

A secretária de Educação Williane Caldas parece ter aprendido todas as aulas com o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), de como ser um desastre na gestão.

Segundo denúncia de alunos e professores, a secretária resolveu copiar o mau exemplo de Aldeias Altas e decidiu implantar uma espiga de milho na merenda escolar.

Professores denunciaram caso ao blog

Na época o assunto na cidade vizinha virou escândalo nacional e a secretária de Educação ao que parece não deve está ligando muito pra isso, já que no atual governo a ordem é economizar.

Sobre os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB a secretária permanece muda.

Mas essa é uma outra história…