Vice-Prefeito de Coelho Neto prestigia evento na zona rural…

 

O vice-prefeito de Coelho Neto Antônio pires (PCdoB), participou ontem (11), da realização da final do Campeonato Rural, no povoado Lagoa dos Cavalos.

Acompanhado da esposa e vereadora Liza Pires (PCdoB), Pires cumprimentou os atletas, conversou com populares e destacou a importância da realização do evento.

“Queremos parabenizar o Delzo pelo belíssimo campeonato e todos os que tiveram a oportunidade de participar, em especial a comunidade pelo apoio dado aos nosso desportistas”, disse ele.

Irregularidades e atraso nos salários marcam a rotina dos servidores da garagem da educação de Coelho Neto

 

Não é de hoje que esse blog trás a tona a triste realidade vivida pelos funcionários da garagem, ligados a Secretaria de Educação de Coelho Neto.

Situação precária da garagem já havia sido constatada pelo vereador João Paulo (MDB)

O setor é comandado diretamente por Mauro Costa, que no governo anterior liderava motim reivindicando melhores condições de trabalho e hoje sem nenhum pudor, expõe seus colaboradores a uma situação bem pior do que aquela que ele cobrou um dia.

De acordo com uma denúncia recebida pelo blog, os servidores estão com quase dois meses sem receber seus salários. Na conversa ele denuncia a precarização da situação de trabalho que vai desde as instalações físicas do local, passando pela irregularidade nas contratações.

 

Conforme já denunciado por esse blog, eles não sabem de onde vem os recursos que pagam eles e nem quem seria a empresa responsável por essa terceirização. Além de nunca haverem assinado contratado algum (tática que o governo utiliza para não ser cobrado), o pagamento é feito de forma irregular (em dinheiro vivo, ao invés de transferência bancária), e ainda com descontos ilegais, diga-se de passagem.

Não é possível que tanto desrespeito não mobilize as autoridades competentes a investigar o descaso patrocinado pelo prefeito Américo de Sousa (PT) e a secretária de Educação Williane Caldas.

Mas não apenas os servidores da garagem a sofrer calote desse desgoverno.

Mas essa é uma outra história…

Sob olhar inerte do Conselho de Saúde, Prefeitura mantém cemitério de ambulâncias em Coelho Neto

 

É impressionante a letargia do Conselho Municipal de Saúde diante dos descasos do governo com a saúde de Coelho Neto. Foram ágeis para reprovar as contas da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e legitimar a perseguição do governo contra a entidade, mas também na prática só serviram pra isso.

No que realmente deveriam atuar a preocupação é zero. As denúncias são diárias e não se vê uma manifestação pública do órgão de controle sobre tantas mazelas, silêncio que talvez pode ser explicado pela “boquinha” dada ao presidente para não exercer o papel que deveria.

Em um ano e meio o atual governo se encarregou de transformar o setor de transporte da saúde num cemitério de ambulâncias paradas e sucateadas por falta de manutenção.

Até a ambulância mais nova dada pelo Governo do Estado no ano passado não sai mais da oficina, ficando a cargo das ambulâncias pequenas deixadas pela gestão anterior, a tarefa de suprir a enorme demanda que o setor exige.

Atualmente todas as ambulâncias grandes estão quebradas, revelando o verdadeiro descaso que a dupla Américo e Olímpia tratam a saúde pública.

Quem adoecer que ore a Deus para não precisar de transporte. Porque se depender da gestão mais incompetente da nossa história, os ususários do Sistema Único de Saúde – SUS, ficarão a mercê da própria sorte.

E do descaso de um governo irresponsável…

Fábio Gentil dá aulas de habilidade política ao prefeito de Coelho Neto…

Gentil tem sido principal articulador da campanha do pai: talvez a relação de amor do filho com o pai seja traumática para o prefeito de Coelho Neto por algum motivo

O prefeito de Caxias Fábio Gentil (PRB), tem dado um verdadeiro baile no prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), em todos o sentidos, mas principalmente na habilidade política.

Gentil é agradável, sabe dialogar, consegue atrair em torno de si admiradores do seu trabalho e é extremamente simples, ao contrário de Américo que é tem todas as caracterísiticas daquilo que pode se chamar de “encosto” da política. Tem perfil rancoroso, perseguidor ao extremo (principalemnte de nomes da imprensa), anti-social, anti-popular e que tenta se impor na marra, nem que para isso seja preciso utilizar a justiça como escudo.

Desde que chegou a Coelho Neto para viabilizar os apoios a candidatura a deputado estadual de Zé Gentil (PRB), Fábio foi conversando com lideranças de todos os tipos e partidos conseguindo simpatia imediata, diferente de Américo que há um ano e meio a frente do governo mantém uma secretaria de Articulação Política que não lhe rendeu um dividendo, muito pelo contrário. É só mais uma secretaria para abrigar uma cabo eleitoral de campanha.

É a primeira vez na história recente do município que um prefeito com a máquina na mão não consegue atrair ninguém para o seu grupo político em apoio aos seus candidatos, ao contrário, vereadores da base aliada escancaradamente votam em outros candidatos reforçando a tese que o petista é um desastre em todos os sentidos.

Esse grupo consolidado que Fábio conseguiu arregimentar em apoio ao pai num cirto espaço de tempo, acaba que por despertar a ira do “projeto de ditador da cidade”, que escalou seus “capatazes” na internet para atacar o prefeito de Caxias. Na falta do que mostrar de ações de um governo incompetente, vale o tudo ou nada e a baixaria, tão bem cultivada pelo prefeito em seu currículo extenso de derrotas eleitorais.

Américo é conhecido por ser “alérgico” a voto, tanto que em duas disputas políticas conseguiu a proeza de em 1992 conseguir 44 votos e quatro anos depois em 1996 saiu das urnas com os mesmos 44 votos.

Talvez essa reação virulenta contra Gentil é motivada pelo medo de passar vergonha nas urnas.

Algo que parece ser cada vez mais inevitável, diante do governo desastroso e inerte que ele comanda…

Prefeito de Coelho Neto abandona bairros da periferia da cidade

 

A população do bairro Olho d´aguinha vem sentindo na pele o descaso do prefeito de Coelho Neto com a periferia da cidade.

Indiferente a realidade dos bairros que um dia ele mesmo tanto criticou, hoje no poder o petista massacra a população que não consegue ver as ações do poder público chegar com a mesma facilidade que era dita no microfone de uma rádio durante quase 20 anos.

A Secretaria de Infraestrutura dé incompetente em todos os níveis que se possa imaginar e incapaz de realizar um serviço sequer digno de reconhecimento.

A população denuncia o lixo, o descaso com as vias públicas e o abandono inclusive de rua que teve a intervnção de melhoria iniciada, mas que ficou por isso mesmo.

Américo comanda um governo de faz de contas.

Cercado de incompetentes por todos os lados…

Cadê a ambulância prometida, Simplício Araújo?

O agora ex- secretário de Indústria e Comércio do Estado, Simplício Araújo, usou sua rede social no dia 09 de maio para anunciar que sua gestão havia viabilizado 42 ambulâncias para municípios maranhenses.

Os veículos seriam frutos de contrapartida social de empresas com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Industria e Comércio.

Dentre os municípios contemplados estava Coelho Neto, mas passados três meses do anúncio essa ambulância nunca chegou, talvez porque esteja vindo de tartaruga.

O veículo seria muito bem recebido, já que o prefeito Américo de Sousa (PT), aliado do governador Flávio Dino (PCdoB) tratou de sucatear as ambulâncias do município, incluindo a que ele recebeu da Secretaria de Saúde do Estado há pouco mais de um ano.

Então a pergunta que não quer calar: cadê a ambulância que estava aqui?

Desarticulado, prefeito de Coelho Neto já mostra incômodo com crescimento do grupo de Zé Gentil

Américo: frsutrado pela própria incompetência

 

 

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), tem demonstrado intenso incômodo quando o assunto é o crescimento do grupo político do candidato a deputado estadual Zé Gentil (PRB). A inconformidade é tão grande, que o petista escalou seus “capatazes” das redes sociais para atacar a gestão do prefeito de Caxias Fábio Gentil (PRB), filho do candidato.

Mas o despeito de Américo com Gentil vai mais além: a inveja. O prefeito de Coelho Neto não deixa esconder seu despeito com a administração êxitosa e com a popularidade do colega, diferentemente dele que faz uma gestão desastrosa e é tido como o pior prefeito da história do município.

Américo também não engole o fato do prefeito de Caxias ter impedido seu plano maquiavélico de fechar a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e na falta de argumento para conseguir apoio para seus fracos candidatos, o petista parte para o tudo ou nada.

Zé Gentil já reuniu em torno de sim um grupo político forte, formado por ex-vereadores, ex-vice-prefeito, ex-deputado e ex-prefeito, ao contrário de Américo, que permanece com um grupo minguado e desarticulado politicamente.

Se a máxima de que só os bons frutos sofrem ataques, Fábio Gentil está no lucro e seu pai deve colher os louros de ser articulado, ter experiência e lastro político como ponto de convencimento do eleitor.

Já o prefeito de Coelho Neto, terá que ralar dobrado para sair do marasmo político em que se encontra e se livrar da vergonha no abrir das urnas de outubro próximo…

Prefeito de Coelho Neto paralisa obra antes mesmo de começar…

 

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), usando de proselitismo político e na tentativa de criar uma boa imagem de sua gestão desatrosa, anunciou com pompa a reforma da praça entre as ruas Vicente Correia Lima e Ditador Coutinho, no centro da cidade.

Para tentar passar a imgem de que o governo trabalha, Américo mandou que o piso e parte das bancadas fossem destruidas para as fotos que segundo a imprensa ligada ao governo teria sua recuperação feita de forma imediata.

Passado quase dois meses da tão propagada reforma, o que se vê é que a obra parou antes mesmo de começar. Como toda ação da despreparada Secretaria de Infraestrutura, o quebra-quebra ficou por isso mesmo e a reforma sem que se saiba quando começa e quando terminará.

Nem a conclusão da galeria feita de última hora por conta do Mais Asfalto fora concluido, inclusive o buraco segue exposto e com risco de acidentes.

Coelho Neto experimenta um governo que não sabe o que é planejamento e que faz pouco caso da cara da população para alimentar uma gestão de propaganda fictícia.

Cuja irresponsabilidade não tem limites…

A desfaçatez do vereador Luiz Ramos…

Luiz Ramos: na ânsia de agradar “o chefe” vereador se esquece dos problemas da saúde de Coelho Neto para atacar o município vizinho

 

 

O vereador Luiz Ramos (PSD), mostrou nesta segunda (06), que perdeu totalmente a noção do ridículo e do resto de bom senso que ainda tinha.

Sem o menor pudor, Ramos para massagear o ego do prefeito e para atender seus interesses politiqueiros teve o atrevimento de atacar a saúde de Caxias, tendo sido rebatido pelo colega vereador Moabe Branco (PSD).

O ainda líder do governo não tem legitimidade alguma para atacar a saúde do município vizinho, quando a saúde do governo do qual ele é líder é uma vergonha.

Será que ele não sabe que as UB´s do interior estão fechadas? Será que ele não acompanha as inúmeras denúncias de descaso na UPA? Será que ele tomou conhecimento que o hospital está sem cadeira e que pacientes estão sendo obrigados a dividir a cama com os próprios acompanhantes? O parlamentar alguma vez teve a curiosidade de saber os motivos do sucateamento do setor de ambulâncias do município.

Para omitir a vergonhosa da saúde em Coelho Neto, o vereador perde tempo atacando a cidade vizinha como se aqui a saúde fosse um exemplo. Siga o exemplo bíblico vereador: ajude a corrigir primeiro os defeitos daqui para depois se preocupar com os problemas dos outros.

É muita falta de óleo de peroba…

Vice-prefeito de Coelho Neto responde provocações do SINTASP

 

 

O vice prefeito de Coelho Neto Antônio Pires, usou sua rede social para responder os ataques gratuitos do comando do Sindicato dos Servidores do Serviço Público da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP/MCN.

Pires tem sido alvo de ataques gratuitos pelo comando da entidade – que deveria se preocupar em defender o direito dos servidores – pelo simples fato de apoiar as reivindicações da categoria. Confira a integra da nota divulgada por ele:

Amigos, antes de mais nada e veementemente refuto certas acusações vazias sobre o nosso sindicato, o dos trabalhadores rurais. Continuamos trabalhando da forma mais zelosa possível para defendermos a classe, nossas cicatrizes de luta falam por si só, inúmeras vezes lutamos com muito afinco em prol do direito do trabalhador rural, trabalho esse que continua sendo realizado e continuará sendo de forma indeterminada.

Nosso sindicato sempre será a casa do trabalhador rural. Não obstante, importante a lembrança de que sou o vice prefeito de Coelho Neto, portanto, representante do povo e como representante da população Coelhonetense não posso fechar os olhos para o que acontece com a cidade.

Estou sempre vigilante e atento para tudo que acontece em Coelho Neto, sempre à disposição para ajudar com muito trabalho, inclusive prestando apoio aos sindicatos irmãos e seus associados, companheiros de movimento, acho que esse é o papel primordial de um representante do povo, zelar e estar sempre à disposição para ajudar. Doravante, essa não foi a primeira vez que nos solidarizamos com sindicatos de outras categorias que tiveram seus direitos adquiridos silenciados diante de um presidente que não vê e não houve os anseios dos seus associados.

No mais, quero dizer que as minhas portas sempre estarão abertas para a sociedade de Coelho Neto, podendo me procurar em quaisquer situação e igualmente as portas do sindicato dos trabalhadores rurais estarão abertas para todos aqueles que sentirem seus direitos tolhidos, independente de qual categoria pertençam. Se estamos sendo procurados por um outro público é porque eles não estão se sentindo representados pelo seu Sindicato de origem.

O que dizer de um Sindicato que cala-se diante do patrão que não paga o 1/3 de férias, que permanece calado diante da perda de um ano letivo, sem justificativa. O que dizer de um sindicato mudo diante do não pagamento dos contratados, quando da proposta apresentada a justiça eleitoral foi de salário igualitário aos dos efetivos. Sindicato esse que calado ficou e calado permaneceu diante de toda uma categoria chamados de preguiçosos, pela equipe de comunicação do atual governo, unicamente por defenderem seus direitos e não baixarem a cabeça para o desmando deste governo!

Antonio Pires 
Vice Prefeito de Coelho Neto