Lojistas se revoltam com chegada de Feira Volante em Coelho Neto

Os lojistas de Coelho Neto estão uma fera. O motivo foi a chegada de um caminhão na cidade anunciando uma Mega Feira.

Os produtos seriam advindos das famosas feiras do Brás e da 25 de março em São Paulo, cujos preços serão vendidos bem abaixo da média. A notícia deixou os lojistas em pé de guerra, pois viram as chances de suas vendas ameaçadas pelos produtos vendidos a baixissimo custo, sem pagamento de impostos e ameaçando o já combalido comércio local.

Uma turma teria entrado em contado com integrantes do governo para tentar barrar que as vendas aconteçam, mas até agora nenhuma medida foi tomada.

Já existe um grupo se organizando para ir bater na porta da prefeitura nesta segunda(18), enquanto outro grupo se organiza para entrar com uma medida judicial para coibir a ação.

Sobre Magno Bacelar e a simbologia de uma homenagem…

Magno Bacelar ao receber do presidente da Câmara Osmar Aguiar a maior comenda do legislativo coelhonetense. Foto: CN Bambu

O ex-prefeito Magno Bacelar foi figura de proa na Sessão Solene realizada pela Câmara Municipal de Coelho Neto na última quinta (14). Condecorado com a Medalha Maria Bacelar, a homenagem é a maior honraria do Legislativo Coelhonetense dada a uma autoridade, daí a grandiosidade da simbologia do ato.

Como bem pontuou Milson Coutinho, o “velho” Magno Bacelar é considerado na política como astro de primeira grandeza. Herdeiro de Duque e dona Maria, advogado por formação, casado e pai de 07 filhos, tem uma das carreiras mais completas do Maranhão e na sua terra natal nenhum político tem biografia mais completa quanto ele.

Foi deputado estadual (eleito presidente da Assembleia Legislativa), chefe de gabinete da Prefeitura de São Luís, deputado federal por quatro mandatos, secretário de Estado (Casa Civil, Educação, Interior, Justiça e Segurança), vice-prefeito de São Luís, senador da república, chefe de gabinete do Ministério do Meio Ambiente e prefeito de Coelho Neto.

Foi líder do PDT no Senado e travou lutas importantes ladeado por Neiva Moreira, Jackson Lago e Leonel Brizola. Fez parte de missões em todos os continentes e se tornou uma das figuras mais respeitadas no Congresso Nacional, se destacando sempre pelo perfil conciliador que se tornou uma de suas marcas.

O homenageado discursando aos presentes. Foto: CN Bambu

Na área empresarial ajudou o irmão Raimundo Bacelar a criar a TV Difusora (a primeira do Maranhão), diretor do Jornal do Dia (depois transformado em O Estado do Maranhão), e um dos cabeças do Grupo Bacelar, responsável por diversas empresas dentre os quais o que culminou com o segundo maior projeto industrial da Sudene no Nordeste no início da década de 70, que resultou na criação da Celulose e Papéis do Maranhão – Cepalma.

Essa homenagem chega em boa hora, pois reconhece em vida a importância de alguém que tanto fez pelo Estado e pelo chão que o viu nascer. O “velho” Magno segue sua vida escrevendo como ninguém, conhecendo a história recente como poucos (em muitas das ocasiões como principal protagonista), exalando sabedoria por onde passa e se preparando para comemorar no início do próximo ano seus bem vividos 80 anos.

Embora estejamos na atualidade separados por posições políticas diferentes, jamais deixariamos de registrar essa justa homenagem.

Porque na imprensa, assim como na política, a grandeza de espírito deve estar além das querelas e posicionamentos políticos individuais.

E isto para nós é inegociável…

Absurdo! Prefeito de Coelho Neto quer gastar meio milhão de reais com uma Ouvidoria que nem existe…

R$ 500.000,00 mil reais num órgão que sequer existe

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) realmente perdeu o bom senso e a noção das coisas.

Se não bastasse ter passado o ano inteiro pagando um ouvidor com salário de secretário num órgão que sequer existe na prática, o petista não achou pouco e optou por ir além.

Na proposta do orçamento de 2018, Américo pretende gastar nada mais, na menos que R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) num setor que só existe no papel.

Esse governo é uma piada…

Só não tem graça porque a fatura dessa pouca vergonha é paga pelo dinheiro do contribuinte.

Infelizmente!

Albertina Tavares agora é Cidadã Coelhonetense…

A Assistente Social Albertina Tavares passou a ser oficialmente Cidadã Honorária Coelhonetense desde a noite de ontem (14), em sessão solene realizado na Câmara Municipal.

Albertina recebendo a homenagem das mãos do vereador João Paulo

A entrega do título foi realizada pelo seu genro e vereador João Paulo (PMDB) e motivado pelos relevantes serviços prestados por ela ao município em mais de duas décadas.

Ela participou da solenidade acompanhada do marido Edielson Tavares, da filha Emanuelle e do neto João Pedro. “Que meu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando meus passos e intuindo suas decisões,para que minhas conquistas e vitórias sejam constantes em meus dias”, disse ela em sua rede social celebrando o título.

Albertina com a filha Emanuelle e o marido Edielson

História

Albertina Curvelo Tavares nasceu no dia 23 de dezembro em São Bento – MA. Assistente Social por formação é filha de Raimundo Curvelo e Maria José Galvão Curvelo.  Casada com o empresário Edielson Tavares, mãe de Emanuelle e Aline e sendo avó do João Pedro.

Em Coelho Neto trabalhou durante 16 anos no Grupo Industrial João Santos, além de ter sido servidora pública comandando com dedicação a Secretária de Assistência Social (2009-2015) e posteriormente a secretaria de Educação (2016).

Durante a sua gestão foi premiada com o Selo UNICEF Município Aprovado e Selo SUAS na área da Assistência Social pelo Governo do Maranhão. Foram esses predicativos que pesaram para que recebesse o Título de Cidadania Honorária Coelhonetense.

O desrespeito da Secretaria de Saúde Coelho Neto com seus usuários…

A Secretaria de Saúde em Coelho Neto tem deixado a desejar em vários fatores mais um em especial merece destaque: a falta de humanização no tratamento dos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS.

Ontem (14) um ônibus saiu da cidade levando pacientes para fazer exames em Caxias e de acordo com denúncia feita ao blog, em condições no mínimo precárias.

Para economizar se escolhe um dos ônibus que visivelmente não está em melhores condições, sujo e sem qualquer conforto a quem já não está com sua saúde em bom estado.

Estranha-se essa economia toda porque a prefeitura tem contratos assinados para aluguéis de carro na ordem de R$ 1.516.380,00 (um milhão, quinhentos e dezesseis mil e trezentos e oitenta reais). Desse valor só a saúde consome sozinha em aluguéis dois contratos no valor de R$10.800,00 (dez mil e oitocentos reais) e R$ 524.400,00 (Quinhentos e vinte quatro mil e quatrocentos reais) assinados em junho deste ano.

Com tanto dinheiro envolvido em aluguéis de carro não dá pra entender os motivos de se submeter pacientes, na sua grande parte sendo idoso, a condições que contrariam em sua totalidade o princípio de humanização pregado pelo Sistema Único de Saúde.

São essas as melhorias que o prefeito Américo de Sousa (PT) diz ter na saúde? Enquanto se sustenta o discurso de economia e não se preza pela qualidade do carro que é alugado, os milhões seguem vazando pelos cofres da prefeitura.

Uma lástima!

Quase R$ 100 mil: Após cobrança do blog, pagamentos dos carros alugados da Prefeitura de Coelho Neto aparecem…

O blog fez uma matéria recente cobrando da Prefeitura de Coelho Neto explicações sobre os pagamentos dos carros alugados para a Prefeitura, que por não constarem, dava a impressão de que estavam trabalhando de graça (relembre AQUI).

Embora tenham assinado 07 (sete) contratos para aluguel de carro totalizando R$ 1.516.380,00 (um milhão, quinhentos e dezesseis mil e trezentos e oitenta reais), não se sabe por que cargas d´agua só aparece a prestação de serviço da empresa Sousa Campelo LTDA.

Chamou atenção do blog até aquela data a empresa ter quase R$ 400 mil empenhados e nenhum valor pago.

Após a cobrança, surgiu no portal da transparência o pagamento de pelo três parcelas totalizando R$ 94.333,33 (noventa e quatro mil, trezentos e trinta e três reais e três centavos).

A fatura ainda longe de ser paga, aliás o governo tem tido dificuldades de pagar fornecedores e até trabalhadores, como é o caso dos carros que prestam serviço a limpeza pública e os garis, respectivamente.

Quase R$ 100 mil de aluguéis de carro. Pense numa crise a desse governo…

Orçamento da Prefeitura de Coelho Neto para 2018 está estimado em mais de R$ 175 milhões

Encontra-se na Câmara Municipal para apreciação dos vereadores o Projeto de Lei nº 023/2017 que Estima a receita e fixa a despesa do Município para o Exercício de 2018.

De acordo com o estabelecido na Lei Orçamentária Anual – LOA , o valor global do orçamento estimado para 2018 será no valor de R$ 175.838.637,99 (cento e setenta e cinco milhões, oitocentos e trinta e oito mil, seiscentos e trinta e sete reais e noventa e nove centavos).

Em relação à proposta do ano passado, o orçamento teve um reajuste de mais de R$ 15 milhões, com concentração de recursos em maior número na educação e na saúde.

O orçamento encaminhado pelo prefeito Américo de Sousa (PT), no entanto, está cheio de pegadinhas que tentam a todo custo emponderar o Poder Executivo sem que as decisões passem pela Câmara.

Mas essa é uma outra história…

Soliney Silva defende nome do Leste na chapa de candidatos do grupo Sarney

Ex-prefeito Soliney Silva: apoio declarado a Roseana

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (PMDB) reafirmou nesta terça (12), ponderou a necessidade de sair da região Leste um dos nomes que deverão compor a chapa de candidatos do grupo Sarney. Para o peemedebista a região tem sua importância e know-how suficiente para compor em qualquer cargo.

“Não abrimos mão dessa prerrogativa e desse espaço da nossa região para integrar a chapa de candidatos do nosso grupo. Estamos juntos no apoio ao nome da ex-governadora Roseana, mas defendemos que façamos parte da chapa, seja como vice governador, seja na suplência dos pré-candidatos Lobão e Sarney Filho”, disse ele.

Para fundamentar seu pedido, Soliney destacou o cacife eleitoral da região e do apoio que esta sempre deu aos nomes do grupo, em especial da ex-governadora.

Silva que é pré-candidato a deputado estadual se mostrou confiante nas chances de vitória do seu grupo político. “O povo está com saudade do trabalho da nossa guerreira e por isso clamam a sua volta”, finalizou.

A patética nota da Secretaria de Comunicação de Coelho Neto…

É no mínimo hilário a nota divulgada agora pouco pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Coelho Neto a respeito de matéria veiculada por esse blog sobre as demissões realizadas pelo governo. Sobre o caso o blog já havia se colocado a disposição dos envolvidos mas não bastou, era necessário esticar a corda. Pois lá vamos nós.

A patética nota admite que as demissões foram feitas devido a “mudanças metodológicas de trabalho”. E quer dizer que por isso a equipe não se adequava? São tudo de bom mas não servem mais para as funções? É a primeira vez que se tem notícia de uma equipe sendo demitida por excesso de competência. Mas tudo bem, para o blog essa é pauta vencida e o que nos move a matéria é outra vertente.

Estranha na verdade a aparição da incompetente Secretaria de Comunicação que para estas coisas pareceu bastante afiada, mas para dar resposta aos reclames da população não redige uma linha.

Por que não emitiram uma nota falando de quando vão pagar o dinheiro dos professores contratados que trabalharam nos finais de semana e não receberam as horas extras? Por que não fizeram uma nota falando a respeito do atraso do pagamento dos agentes de limpeza? Por que não deram um pio quando pretendem regularizar o pagamento dos carros que prestam serviço para a limpeza pública? E principalmente por que não redigiram uma nota falando sobre os motivos da entrega das reformas das escolas José Barreto e Leozinho Sabido está empacada e não ir mais nem pra frente e nem pra trás? Será um prazer debater exaustivamente sobre estas questões, em especial a última…

Na verdade o governo e sua claque de aliados pensa que é nos atacando que corrigirão os problemas da cidade. Aos que fizeram chegar aos nossos ouvidos o recado do processo vamos aguardar a ação na justiça para como todo cidadão comum apresentar a nossa defesa tanto lá como aqui.

E a secretaria de Comunicação que se comporte como um órgão de governo para divulgar e esclarecer coisas que dizem respeito a administração e não se comportar como “leva e trás” para massagear o ego e o brio dos amigos do poder.

Poderia começar respondendo os questionamentos feitos acima….

Américo e o retrato de abandono da cultura de Coelho Neto…

Quem acompanhou a mídia governista anunciando uma reunião da secretária de Indústria e Comércio Cristiane Bacelar com representantes culturais de Coelho Neto no mês passado até pensa que o governo liderado pelo prefeito Américo de Sousa (PT) tem algum apreço pela cultura. Tudo balela!

No discurso e nestas reuniões infindáveis que não tem qualquer resultado efetivo pode até ser, mas na prática a cultura da cidade anda longe de ter alguma prioridade do atual governo.

A Secretaria Adjunta de Cultura ou Fundação Municipal de Cultura (ninguém sabe qual dos dois órgãos realmente é quem cuida da cultura atualmente) sequer tem uma sede. O desrespeito é tamanha que o secretário adjunto Adilson Torres está jogado com seus colaboradores em número reduzidíssimo na sede da Biblioteca.

Sede da Biblioteca Municipal abriga o órgão da cultura e um depósito no mesmo espaço: situação total de abandono

Isso mesmo, a biblioteca que deveria ser apenas um lugar de pesquisa passou a ser sede do órgão gestor de cultura e ainda serve de depósito. Diversos instrumentos musicais que deveria está sendo utilizado na formação de crianças, adolescentes e jovens estão abandonados e amontoados num canto.

Instrumentos em total desuso

A última apresentação da banda municipal se deu durante a posse do agora prefeito e de lá para cá não se sabe de qualquer ação deste projeto, que em outras administrações era a menina dos olhos durante as apresentações.

Programas culturais foram totalmente desativados pelo governo petista

Para que reuniões se o órgão gestor de cultura não tem o mínimo sequer para funcionar? É lamentável que após um ano o governo “da economia de boca” ainda esteja tão perdido ao ponto de abandonar setores importantes da administração pública.

Pense num governo desastroso em todos os setores.

E ainda acham ruim quando são chamados de incompetentes…

Fotos: Ronaldo Lopes (Ronaldão)