Mais uma arapuca: Aprovados em Seletivo para Agente de Saúde padecem aguardando chamamento em Coelho Neto…

Homologado há mais de dois meses, aprovados aguardam a oportunidade de trabalho que não vem em decorrência de um governo desorganizado e incompetente

Se não precisava para que fizeram? O seletivo para Agentes de Saúde promovido pela Prefeitura de Coelho Neto no ano passado é mais uma amostra da falta de planejamento e da desorganização do governdo liderado pelo prefeito Américo de Sousa (PT).

Querendo mostrar serviço, o petista junto com a secretária de Saúde da época Cristiane Bacelar idealizaram o seletivo para preencher as vagas das áreas que permanecem sem a presença deste profissional. Muita gente aproveitou a oportunidade para entrar na disputa e assim garantir uma oportunidade de trabalho.

Passado o sucesso da procura e já com o dinheiro das inscrições nas contas, o governo realizou a prova, homologou o resultado em dezembro e até o presente momento os aprovados não tem qualquer perspectiva de assumirem os postos. Pense numa bagunça!

A má-vontade para chamamento dos profissionais não tem razão de ser, pois o pagamento destes é feito com recursos oriundos do Fundo Nacional de Saúde – FNS da ordem de mais de R$ 100 mil reais/mês.

Como é que um governo desse tenta vender a imegaem de que abre postos de trabalho se quando tem a oportunidade de fazer isso massacra a expectativa das pessoas que querem trabalhar? E tudo sob o olhar complacente dos integrantes do Conselho de Saúde que são expert em rejeitar as contas da Associação dos Pais e Amigos dos Excepecionais – APAE para agradar ao prefeito, mas que fecham os olhos e não reagem para tomar provid~encias naquilo que realmente é do interesse popular.

É uma lástima!

A arapuca dos 200 empregos “vendidos” pelo prefeito de Coelho Neto…

Trabalhadores na frente da Secretaria de Obras na última terça (20): esperança de emprego frustrada pelas  condições humilhantes de trabalho escondidas na propaganda oficial

Na última semana, a cidade de Coelho Neto foi surpreendida com a notícia dada pelo prefeito Américo de Sousa (PT), que estava autorizado os reparos em todas as escolas da rede municipal de ensino.

Para as obras seriam necessários cerca de 200 trabalhadores que se revezariam entre as unidades da zona urbana e zona rural. Além da decisão tardia (três meses depois da antecipação do término do ano letivo feito pela secretaria de Educação) e da ausência de informações no portal da transparência sobre o processo licitatório, a “bondade” vendida pelo governo trata-se de uma arapuca e segundo denúncias a que o blog teve acesso, concebida em situação humilhante para muito destes trabalhadores.

Na tarde da última terça (20), diversos destes se aglomeraram na frente da Secretaria de Obras para aguardar informações sobre os tais empregos. Documentos dos mais diversos foram solicitados para que depois da análise houvesse a confirmação ou não da contratação.

Pois bem, segundo trabalhadores ouvidos pelo blog, o trabalho que seria feito por uma empresa deverá ser executado na verdade pela própria Prefeitura, com a contratação em regime de diária. O pedreiro que vai para a zona rural no entanto, terá que se virar para providenciar o transporte, combustível e alimentação.

No caso de um pedreiro por exemplo, que receberá a diária de R$ 80,00 (oitenta reais) para gastar com transporte e alimentação o que sobrará? Tem casos que o trabalho será feito em apenas 01 (um) dia de serviço e o trabalhador fará a obra em apenas uma escola e sem chance de nova oportunidade. Após tomar conhecimento do “tratamento”, alguns desistiram da empreitada antes mesmo de começar.

As denúncias acendem o sinal vermelho das condições a que serão submetidos estes trabalhadores e portanto carente da fiscalização do Ministério Público. O governo do PT em Coelho Neto tem marca conhecida de calote e maus tratos a servidores: se tiraram os incentivos de zona rural dos professores contratados e fazem vista grossa dos maus tratos da empresa que executa a limpeza pública, não poderíamos esperar tratamento diferenciado aos trabalhadores da construção civil.

Américo disse que empregaria quase 200 trabalhadores.

Só ainda não havia dito a situação humilhante a que estes estariam submetidos…

Sem Saúde e Assistência, Coelho Neto já recebeu mais de R$ 12 milhões em menos de 02 meses

Cifras milionários nos cofres do município: suporte para “bondades” em ano eleitoral. Fonte: Demosntrativo BB

Ninguém se espante com as “bondades” que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) começar a mostra daqui para frente. Será tudo friamente calculado.

Diferentemente de 2017 quando o prefeito não fez nada que não fosse reduzir postos de trabalho e ecoomizar dinheiro, este ano o cenário é diferente, já que estamos em ano eleitoral com a máquina do governo necessitando mostrar sua força nas urnas.

Nos últimos dias o petista não tem feito outra coisa que não dar uma de popular e andar com o dente na praça esbanjando simpatia, afinal não há motivo algum para tristeza. Após fazer um corte drástico na folha de pagamento no ano passado com servidores contratados, Américo entrou o ano com o pé direito.

De 1º de janeiro até este dia 20 de fevereiro, ou seja, em menos de 60 dias, a Prefeitura de Coelho Neto já recebeu mais de R$ 12 milhões de reais em repasses constitucionais, sem incluir nesse montante os recursos da Saúde e da Assistência Social.

Diante das cifras polpudas que entraram nos cofres do município, o petista terá din-din de sobra para fazer o que quiser. O que ele tem feito nas escolas no entanto não conta, já que é fruto da economia do ano passado feito a custa de cortes nas gratificações e no calote dado em contratados.

Há muita coisa para ser feita. As fortes chuvas acabaram por colocar em cheque a situação das ruas e avenidas. Os prédios públicos na sua maioria necessitam de intervenções e as promessas de campanha precisam sair do papel. A população ainda espera a hora do governo iniciar de verdade. Só não faz se não quiser.

Conversa de falta de dinheiro e  crise são desculpas que não colam.

Não convence mais nem os aliados do governo…

Anúncio de “reparos” em escolas feito por Américo desmente cenário de crise inventado por ele…

Américo de Sousa: reformas das escolas  inventadas de última hora é aceno do prefeito para tentar melhorar a imagem de “tirador de empregos”

 

 

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), aproveitou a empolgação do pós-Carnaval para anunciar os “reparos” em todas as escolas municipais. A medida foi pensada para tentar criar uma imagem positiva para o governo pós a festa momesca.

Em evento com professores no ano passado, Américo condenou aquilo que ele chamou de “maquiagem” a reforma das escolas que eram feitas pelo governo anterior. Segundo ele, as reformas em seu governo seriam completas.

Pois bem, depois de conseguir reformar apenas duas escolas durante o ano (mesmo ainda sem as ter entregue) e aproveitando o ano eleitoral para tentar se limpar perante a opinião pública, o petista anuncia repentinamente os “reparos” (para não chamar de reforma) em todas as escolas. Ou seja, as unidades de ensino da rede municipal serão pintadas e receberão as mesmas melhorias que eram feitas no governo anterior tão criticadas pelo petista.

O anúncio da contratação de cerca de 200 trabalhadores para dar conta do serviço logo foi usado pelo governo para vender a imagem de “empregador de gente”. Se farão todos esses reparos a lógica é de que se tem dinheiro em caixa. Mas no ano passado não foi de crise e o prefeito não estava de pires na mão alegando perda de receitas?

Toda essa balbúrdia confirma a falta de planejamento do governo e abre questionamentos sobre a ausência de informações do processo licitatório de quanto esses “reparos” custarão aos cofres públicos.

Incompetente, Américo terminou o ano letivo em novembro para iniciar as ditas reformas e despudoramente determina esses serviços praticamente no meio do mês de fevereiro, ou seja, três meses depois. E como ficará o ano letivo?

Essa é uma outra história…

Perseguição concluída: Governo do Estado transfere Albino de Coelho Neto para Açailândia

 

 

Às 20h:28

O plano de transferir o investigador da Polícia Civil de Coelho Neto, Albino Klauberth desta vez foi concluido com sucesso.

Para não afrontar o movimento popular que havia sido realizado no mês passado por populares que foram as ruas reivindincar que a transferência não fosse efetivada, o Governo do Estado recuou, mas não desisitiu da transferência que foi consumada no último dia 26 de janeiro.

O Diário Oficial do dia 06 de fevereiro de 2018 trás a publicação da transferência de Albino para a cidade de Açailândia, tudo dentro do planejado.

Segundo comentários, a transferência é motivada por perseguição, como iniciativa de gente sem escrúpulos que integra a banda podre da política de Coelho Neto e que aproveitando-se da proximidade com o Governo do estado, exigiu a cabeça do investigador na bandeija.

Mas um duro golpe de perseguição que chega ao seu objetivo. É a lei do chicote e da mordaça voltando para Coelho Neto. O ato é assinado pelo delegado geral da Polícia Civil, Leonardo do Nascimento Diniz.

Click: Parabéns Márcia Bacelar

Quem muda de idade nesta segunda (19), é a ex-prefeita de Coelho Neto, Dra Márcia Bacelar. A aniversariante governou a cidade entre os anos de 1997-2004, num período de grande progresso e consolidada como uma das melhores prefeitas da história do município.

Conhecida pelo slogan “Minha palavra, Sua garantia”, Dra Márcia realizou uma gestão de grandes obras e que mudou sobremaneira o panorama urbanístico do município. No dia do seu aniversário, aproveitamos a oportunidade para felicitá-la desejando votos de muita saúde e muita paz. Parabéns guerreira!

Na mesma data, seu irmão Paulo Buzar que foi um dos melhores secretários de Educação do Município – senão o melhor – também muda de idade a quem estendemos a homenagem e felicitações pela data natalícia.

Agora vai! Após denúncia do blog, Prefeitura inicia recuperação do teto da Rodoviária

O blog denunciou na última quinta (15), a situação deplorável em que se encontrava o teto da Rodoviária de Coelho Neto, cujo problema era vísivel há pelo menos 01 (um) mês.

Após a denúncia, este blogueiro foi informado que os técnicos da Secretaria de Obras estiveram no local para na sequência iniciar os trabalhos de recuperação.

Recentemente, quando fizemos uma matéria positiva sobre o Carnaval alguns poucos não conseguiram compreender a avaliação porque acham tem que se criticar tudo a todo tempo. Não foi a primeira matéria elogiosa feita ao governo e esperamos não ser a última.

Primeiro é importante deixar claro que não há da nossa parte o menor interesse em agradar o governo e nem a qualquer pessoa que a ele integra. Segundo que reconhecer acertos é gesto de nobreza e faz parte do papel da imprensa, coisa que muitos deles que hoje ocupam o Palácio da Cidade nunca fizeram quando eram oposição.

Alguém lembra dos blogs ligados ao PT fazendo algum reconhecimento ao governo quando estavam em lado oposto? Curiosamente hoje se acham no direito de cobrar essa deferência. Alguém recorda dos ex-vereadores Cristiane Bacelar, Osmar Aguiar e o próprio prefeito Américo quando integravam a oposição elogiando alguma ação do governo do ex-prefeito Soliney Silva? Deve ser por isso que hoje eles estranham uma atuação mais responsável de quem eles apostavam que não viria, simplesmente porque medem os outros com a mesma régua que medem a si próprio.

Voltamos a frisar que o blog faz oposição com responsabilidade, elogiando quando é pra elogiar e principalmente cobrando quando se deve cobrar…

Papel que o blog não abre mão, jamais!

Falta de servidores compromete qualidade no atendimento da UPA de Coelho Neto

Coordenadora da UPA precisou colocar a mão na massa para diminuir a fila de espera por atendimento

 

 

A tesoura afiada com a qual o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) cortou diversos servidores contratados no final do ano passado, continua prejudicando o bom andamento dos trabalhos nos setores do governo, em especial da secretaria de Saúde.

Se não bastasse o rodízio de servidores para dar conta do serviço nas Unidades Básicas de Saúde – UBS, nesta quinta (15), o blog constatou que esse corte tem afetado também o atendimento já comprometido da Unidade de Pronto Atendimento – UPA.

Ao chegar para consultar meu filho, o atendimento com o médico do plantão foi praticamente imediato, o problema na verdade se deu na sala de administração de medicamentos. Foram exatos quarenta minutos aguardando a aplicação de duas injeções.

Como a sala infantil desativada, apenas uma técnica de enfermagem se revezava para atender a todos que estavam na fila de espera, com crianças e adultos recebendo atendimento no mesmo espaço. Ou seja, o governo segue descaracterizando o funcionamento da UPA, colocando adultos e crianças no mesmo espaço apenas para não pagar mais uma técnica de enfermagem.

Visivelmente constrangida com o número considerável de pessoas na fila, a coordenadora da unidade Ivonete Brito não se fez de rogada, botou o jaleco e entrou em ação para ajudar no atendimento.

A atitude dela logicamente deve ser enaltecida, pois mostra desprendimento e compromisso com a unidade que está sob sua responsabilidade, mas não minimiza o erro do governo. A secretaria de Saúde precisa rever esse corte e constatar que é humanamente impossível manter apenas uma profissional para todo o atendimento. Se bem que todo esse mau atendimento faz juz ao interesse de gente de proa do governo que torce para que a UPA seja fechada, talvez por isso a idéia de precarizar o seu funcionamento.

Problemas como esse o governo não enxerga, ou pelo menos faz de conta que não. E o Conselho de Saúde esse muito menos.

Mas essa é uma outra história…

Alô prefeito Américo! Teto da rodoviária segue cedendo e sem providências…

Teto do Terminal Rodoviário com avarias

Há pelo menos quase 01 (um) mês, esse blogueiro já havia percebido a situação do teto do Terminal Rodoviário de Coelho Neto que havia cedido uma das placas do teto.

Nesse intervalo e mesmo com o aumento das chuvas, a Secretaria de Infraestrutura e a administração da rodoviária não deu conta de fazer os devidos reparos e a situação piorou.

É a velha ineficiência da administração pública que prefere esperar o pior do que optar pela agilidade e evitar que o problema aumente.

Como a direção da rodoviária não tomou providência e a secretaria de Infraestrutura também não, resta apelar para o bom senso do prefeito Américo de Sousa (PT), para que o problema seja resolvido com menor tempo possível, afinal se imagina que as chuvas devem está causando infiltrações no prédio.

Quem passa e olha a situação pode imaginar que a cidade não tem prefeito…

Ou ter certeza. Simples assim!

Sobre o Carnaval de Coelho Neto, o velho mimimi e o pós-festa…

 

Qualquer avaliação da Festa de Momo em Coelho Neto não pode deixar de levar em consideração os investimentos feitos numa programação de qualidade e na prioridade dada ao quesito segurança.

Corredor manteve lotação de público praticamente em todas as noites: acerto do governo

Editorial

O Carnaval de Coelho Neto terminou com os raios de sol na manhã desta quarta (14). Ao entrar na minha rede social me deparei com um questionamento de um leitor: O que você achou do Carnaval? O discurso diário contrário ao governo que ai está, não pode me tornar um irresponsável que faz campanha contra a própria cidade, pelo contrário, evitamos tecer qualquer tipo de crítica sem fundamento apenas para engrossar o coro “dos contras”. Esse velho mimimi precisa ser superado, pois a condição de está na oposição não pode ser confundida com falta de bom senso.

Os carnavais de São Paulo e do Rio de Janeiro foi marcado por protestos pintados de arte. Em Coelho Neto essa prática não é comum, talvez por isso tenhamos perdido a oportunidade de passar um recado sobre as nossas frustrações e reclames quase que diários nas redes sociais.

Sou contra o discurso hipócrita de que o Carnaval não tinha que ser feito para usar o dinheiro com outras coisas. Não existe isso. Alguém cantou que a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte… a população precisa do lazer assim como das demais políticas públicas e uma coisa não deve sobrepor a outra.

Não poderia dizer que o Carnaval foi péssimo apenas para satisfazer o ego de quem deseja criticar por criticar. É necessário ter responsabilidade até quando se critica e não há demérito algum em reconhecer o governo quando este acerta… E desta vez acertou.

A programação foi muito boa se compararmos a realidade de diversos municípios no país afora. Reconhecidamente o prefeito Américo de Sousa (PT) procurou inovar e fazer o seu melhor, mesmo com críticas – já que é impossível agradar a todos – mas o resultado pôde ser visto: uma festa animada e mais uma vez sem qualquer incidente. Aqui para fazer a festa, o prefeito não sacrificou a folha de pagamentos, cenário típico em terras maranhenses nos dias atuais e por isso merece reconhecimento.

A festa acabou. Viramos a página das boas atrações, dos abadás e da latinha de cerveja como brinde. A ressaca vai passar e amanhã os problemas “esquecidos” até então, voltarão a bater em nossas portas.

Prefeito Américo de Sousa gostou de encarnar um perfil mais popular: que o aceno represente uma gestão mais próxima das necessidades dos coelhonetenses

Que a imagem do prefeito no meio da multidão não tenha acabado junto com o Carnaval. E que sua sensibilidade de “ouvir a voz das ruas” seja a tônica da sua gestão esse ano, não apenas pela proximidade do pleito eleitoral, mas pela necessidade urgente pelas quais o povo passa.

Não torcemos pelo quanto pior melhor. Temos esperança de dias melhores e é por isso que continuaremos cobrando.

Com responsabilidade, sobretudo!