PM prende 15 dos criminosos que assaltaram BB de Bacabal

Polícia Militar do Maranhão conseguiu prender, na noite de ontem (4), 15 integrantes do bando que assaltou o Banco do Brasil de Bacabal na semana passada.

A ação ocorreu em Santa Luzia do Paruá.

Os bandidos estavam escondidos na carroceria de um caminhão-baú que foi abordado pela PM. O motorista e o carona foram interrogados e acabaram confessando que parte do bando estava escondida atrás.

Além de prender os criminosos, a polícia apreendeu armas e sacos onde, acredita-se, estava parte do dinheiro roubado.

https://youtu.be/nClKpJveqrc[\embed]

Do Blog do Gilberto Leda

Assalto em Bacabal rendeu R$ 100 milhões aos criminosos…

Algo em torno de R$ 4 milhões foram deixados de propósito pelos bandidos espalhados dentro e fora do banco, envolvendo a população e confundindo a polícia, que ainda não tem notícias dos assaltantes

Abordada por policial, uma das moradoras de Bacabal é obrigada a devolver dinheiro que havia escondido na roupa

Foi estrategicamente planejada a ação da quadrilha que explodiu uma agência do Banco do Brasil em Bacabal, na noite do último domingo, 25.

Sabendo exatamente o que queriam os bandidos arrombaram com maçarico os cofres onde estavam cerca de R$ 100 milhões, embora o secretário Jefferson Portela diga ser especulação este valor.

Do total, cerca de R$ 4 milhões foram espalhados pela agência e até na rua, despertando a cobiça da população e confundindo a polícia. (Entenda aqui)

Do total deixado estrategicamente para trás, a polícia conseguiu recuperar cerca de R$ 3 milhões, mas sabe que ainda há quase R$ 1 milhão escondidos em Bacabal.

Com os bandidos, sumiram mais de R$ 90 milhões.

O maior assalto a banco já realizado no Maranhão mostrou a fragilidade do Sistema de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

Parte do dinheiro deixado pelos ladrões espalhados próximo ao banco atraiu a população e atrapalhou a ação policial

Até pela sofisticação da operação – realizada em plena noite de domingo, às vésperas de pagamentos de servidores públicos estaduais e de várias prefeituras – tudo indica que os bandidos vinham há meses estudando a rotina policial e bancária em Bacabal, que serve de polo financeiro para a região.

Nestes casos – pelo que se vê em enredo de filmes – até a baixa de alguns bandidos entra no planejamento, como, de fato, ocorreu em Bacabal.

A polícia maranhense acusa o Banco do Brasil de favorecer a operação criminosa ao não informar a movimentação atípica da quantia milionária na região.

O banco, por sua vez, diz apenas que está colaborando com as investigações.

E até agora nem sinal dos criminosos e da maior parte da fortuna roubada…

Do Blog do Marco d´Eça

Líder do assalto ao BB de Bacabal morreu com um tiro de fuzil entre os dois olhos

 

O secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, informou hoje em coletiva que o líder da ação criminosa ao BB de Bacabal Edielson Francisco Lumes, o Dô ou Titi (foto abaixo), foi acertado com um tiro entre os dois olhos e morreu no local.

Portela voltou a elogiar o serviço dos policiais que continuam na operação de buscas ao restante da quadrilha que permanece encurralado em cidades vizinhas de Bacabal.

O líder da quadrilha, Edielson Francisco Lumes, natural da Bahia, estava em um carro blindado na hora do tiroteio travado com os militares na noite de domingo último (25) e madrugada de segunda-feira (26). No momento em que saiu do veículo,  estava com um fuzil amparado no ombro de uma refém usada como escudo humano.

Um militar foi cirúrgico quando aproveitou o descuido do bandido e atirou na região da cabeça, entre um olho e outro, o que facilitou o tombamento de mais dois elementos quando olharam o chefe da quadrilha morto. Os demais procuraram fugir. O local do tiroteio ocorreu próximo do 15° BPM.

Os dois outros assaltantes mortos em confronto com a polícia foram Wasley dos Reis Sousa, de Castanhal, no Paraá, e Gean Martins Rocha, de Araguarina, no Tocantins.

Edielson, estava portando uma carteira de identidade falsa em nome de José Raphael Silveira Araújo, como tendo nascido em Sergipe. Ele é irmão do líder do maior bando de assaltos a agência bancárias, com domínio em grandes pontos de tráfico no Nordeste, de nome José Francisco Lumes, o Zé Lessa (foto abaixo), que comanda o crime organizado, embora morando no Paraguai. Lessa é foragido procurado pela Interpol, PF, Polícia Civil e Militar do Brasil.

Do Blog do Luis Cardoso

Após assalto, PM recupera sacos de dinheiro em Bacabal

A Polícia Militar do Maranhão já conseguiu recuperar parte do dinheiro roubado ontem (25) em Bacabal.

Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, o alvo da ação criminosa não foi apenas o Banco do Brasil, mas também uma unidade da transportadora de valores Prosegur na cidade.

Na imagem acima, sacos com o dinheiro recuperado, com notas separadas em maços de R$ 50 mil.

Do Blog do Gilberto Leda

Bandidos promovem noite de terror ao assaltar banco em Bacabal

Bandidos fortemente armados promoveram uma noite de terror em Bacabal ao assaltar uma agência do Banco do Brasil na cidade.

O assalto teve início por volta das 22h. Durante a ação, eles incendiaram viaturas, atacaram a Delegacia de Polícia Civil, o quartel do 15º Batalhão da Polícia Militar e entraram em confronto com a polícia local.

As primeiras informações dão conta de que pelo menos três bandidos morreram. Um morador também teria sido assassinado pelos criminosos.

Para garantir sucesso da empreitada, os bandidos atravessaram veículos e os incendiaram sobre as pontes que ficam entre o Rio Mearim e o Igarapé do Bambu. Carretas também foram atravessadas no meio de ruas da cidade e em trechos da BR-316, para dificultar a chegada da polícia.

A ação foi muito parecida com a registrada em janeiro de 2017 (reveja).

Abaixo, alguns vídeos feitos por moradores.

Do Blog do Gilberto Leda

Tchau Zé Vieira! TSE determina realização de nova eleição em Bacabal

22h59 – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou na noite desta terça-feira (19), por unanimidade, a realização de nova eleição para prefeito de Bacabal.

A decisão foi tomada com base em voto do ministro Luiz Fux, relator da matéria, que negou provimento a um apelo de Zé Vieira (PP) e derrubou a liminar que o mantinha no cargo até hoje.

Vieira obteve 20.671 votos na eleição de 2016 – contra 18.330 do deputado estadual Roberto Costa (MDB) -, mas teve o registro de candidatura indeferido pela juíza Daniela de Jesus Bonfim Ferreira, então titular da 13ª Zona Eleitoral (reveja).

O líder político está com os direitos políticos suspensos porque foi condenado por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. A condenação, pelo Tribunal de Justiça do Maranhão antes da eleição de 2016, foi confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em 2017 (saiba mais)

Como Zé Vieira não conseguiu reverter a decisão contrária, Bacabal deve voltar às urnas em virtude de uma alteração promovida ao artigo 224 do Código Eleitoral antes das últimas eleições.

Segundo essa nova regra, mesmo quando o número de votos anulados por conta de indeferimento de candidatura representem menos de 50% dos válidos – como é o caso de Bacabal – haverá nova eleição, e não posse do segundo colocado, exatamente como disse o Blog do Gilberto Léda no dia 3 de outubro de 2016, um dia depois da eleição daquele ano (reveja).

Do Blog do Gilberto Leda

Deputado Roberto Costa anuncia curso de Medicina em Bacabal

Na sessão desta segunda-feira (11), o deputado Roberto Costa fez um importante anúncio para a cidade de Bacabal: a autorização da instalação de um curso de Medicina para o município.

Ao passo que anunciou a conquista, Costa também fez um apelo para que a Prefeitura, independente de posições políticas do gestor, pudesse cumprir as exigências do Ministério da Educação para que o curso seja instalado, já que em duas oportunidades anteriores, o município de Bacabal deixou de receber o curso, por omissão da gestão municipal em deixar de apresentar a documentação requisitada pelo Governo Federal.

“Essa é uma luta que estamos travando há cerca de 4 anos, que é de extrema importância tanto para a cidade de Bacabal, que se tornou referência em Educação, como para toda a região do Médio Mearim. Aqui ficam meus agradecimentos também ao senador João Alberto e ao deputado João Marcelo, que sempre estiveram ao meu lado e foram incansáveis para que o sonho de muitos bacabalenses se tornasse realidade”, destacou.

LUTA

O parlamentar lembrou que esta é uma luta que tem se dado intensamente nos últimos quatro anos, no sentindo de fortalecer a Educação na cidade de Bacabal com a implantação do curso de Medicina. Roberto contou que na época, ele, o senador João Alberto e o deputado João Marcelo tiveram diversas conversas com o então ministro da Educação, Aloízio Mercadante, que resultou na primeira aprovação do pleito junto ao Ministério.

Porém, mesmo com a aprovação, a Prefeitura de Bacabal deveria se manifestar para que a instalação se efetivasse. Como não houve a manifestação, por falta de preenchimento de formulário no site do Ministério da Educação, todo o processo acabou sendo arquivado.

Apesar disso, o senador João Alberto, o deputado Roberto Costa e o deputado federal João Marcelo estiveram incansáveis na luta em prol da instalação do curso. Há cerca de um ano e meio, eles voltaram a reivindicar o pleito junto ao Governo Federal e assim conseguiram que uma Comissão do Ministério da Educação fosse a Bacabal. Infelizmente, por falta de estrutura na Saúde Municipal, o processo mais uma vez foi arquivado.

Mas a luta dos parlamentares, representantes do povo bacabalense, continuou. Há 15 dias, eles estiveram uma audiência com o presidente da República, Michel Temer, que lhes deu a notícia de nova autorização para a implantação de um curso de Medicina em Bacabal.

APELO

Da tribuna, Costa fez um apelo para que a Prefeitura, desta vez, ofereça as condições mínimas para que a luta seja efetivada. “Agora é necessário que a Prefeitura de Bacabal, que o senhor prefeito da cidade de Bacabal, independente das questões políticas que estamos travando, faça a sua parte. O Ministério abriu o prazo e agora a Prefeitura de Bacabal precisa mostrar o seu interesse em fazer o cadastro e preencher todas as informações que o Ministério da Educação solicita”, alertou o deputado.

Roberto Costa destacou que a parte mais complexa de todo o processo é a autorização, que já foi uma conquista conseguida por ele, pelo senador João Alberto e pelo deputado João Marcelo. A partir de agora, a responsabilidade é do Poder Público municipal em preencher todos os formulários, apresentando as documentações, para que o sonho dos bacabalenses se torne realidade.

“As questões políticas se tornam pequenas, neste momento, porque a instalação da Faculdade Medicina, na cidade de Bacabal, será uma vitória para a cidade e para a região do Médio Mearim. Nós que sofremos hoje ainda na Saúde no Maranhão todo, e na cidade de Bacabal não é diferente, com a falta de médicos, sabemos o quanto será importante esse curso de Medicina”, enfatizou.

Zé Vieira manobra para permanecer no cargo em Bacabal

O prefeito de Bacabal, Zé Vieira (PP) – que teve os direitos políticos suspensos recentemente -, está tentando uma manobra para se manter irregularmente no cargo. O progressista, através de seus advogados, Thiago André Bezerra Aires e Gilson Alves Barros, está desafiando a Justiça maranhense, com medidas protelatórias, mesmo depois de já ter sido condenado pelo TRF por litigância de má-fé.

Na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça STJ) confirmou a suspensão dos direitos políticos de Zé Vieira, por conta da condenação de improbidade administrativa, por danos ao erário público, com data de trânsito em julgado em março de 2016, ou seja, antes do pleito eleitoral, enquadrando-o na lei da ficha-limpa, o que, em tese, deveria ter impossibilitado Zé Vieira de ser candidato nas eleições do ano passado.

A decisão já foi publicada pelo STJ e comunicada para o juiz de base em Bacabal.

O STJ também encaminhou a notificação para o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cleones Carvalho Cunha, que já informou o juízo de Bacabal.

Buscando uma forma de burlar a lei e intimidar a Justiça do Maranhão, imediatamente, os advogados de Zé Vieira entraram com uma ação direta de inconstitucionalidade, com pedido de liminar de urgência em face do art.75 da Lei Orgânica do Município de Bacabal, que dispõe sobre a vacância do cargo de prefeito.

Agora, o que beira o absurdo é que o art. 75 inciso III da Lei Orgânica municipal diz que será declarado vago o cargo de prefeito quando eate “perder ou tiver suspenso os direitos políticos”. O que é explicitamente o caso de Zé Vieira.

Na tentativa de confundir e intimidar o Tribunal de Justiça, os advogados alegaram inconstitucionalidade no art.75 da Lei Orgânica, por supostamente entender que o município está legislando em matéria de ordem federal. O que é inconsistente, uma vez que o referido artigo afirma que será declarado vago pela Câmara Municipal o cargo de prefeito, quando houver condenação por crime funcional, eleitoral, ou criminal após sentença transitada e julgada.

O que a defesa de Zé Vieira esqueceu de explicar, é que em momento algum a legislação municipal cria norma de competência federal, mas reafirma o que está na Constituição Federal:

Art. 15. É vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos casos de:

I – cancelamento da naturalização por sentença transitada em julgado;

II – incapacidade civil absoluta;

III – condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos;

IV – recusa de cumprir obrigação a todos imposta ou prestação alternativa, nos termos do art. 5º, VIII;

V – improbidade administrativa, nos termos do art. 37, § 4º.

Os atos de improbidade administrativa de Zé Vieira geraram 72 processos por danos ao erário público, suspensão de direitos políticos, litigância de má-fé, e, mesmo assim, o grupo do prefeito espalha na cidade que conseguirá mais uma liminar pra se manter no cargo.

Resta saber, se a justiça do Maranhão permanecerá com um ficha-suja no poder, diante de tantas decisões favoráveis a sua saída do cargo de prefeito de Bacabal.

Bacabal: Justiça Eleitoral cassa diploma de Zé Vieira

O prefeito de Bacabal, Zé Vieira (PP) sofreu ontem (28) uma nova derrota judicial.

A juíza Daniela Bonfim, titular da 13ª Zona Eleitoral, cassou o diploma do progressista e do seu vice, Florêncio Neto (PHS).

Eles foram condenados por abuso de poder econômico (compra de votos) e políticos nas eleições de 2016 e, por isso, também tiveram os direitos políticos suspensos por oito anos.

Ambos podem recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão nos respectivos cargos.

Segunda derrota

Essa é a segunda derrota de Zé Vieira só nesta semana. Na quarta-feira (27), o Superior Tribuna de Justiça (STJ) confirmou, em julgamento conjunto da Primeira e Segunda Turmas, que o prefeito de Bacabal está com os direitos políticos suspensos desde março do ano passado.

O acórdão confirma uma decisão monocrática que havia sido dada pelo relator do caso, ministro Napoleão Filho, em março deste ano (reveja).

Do Blog do Gilberto Leda

 

“Prioridade é continuar lutando pelo povo de Bacabal”, diz Roberto Costa

O deputado estadual Roberto Costa (PMDB) contestou hoje (11), por meio de um comunicado oficial, informação do Blog do Gilberto Léda segundo a qual ele teria acertado sua candidatura a suplente de senador na chapa do deputado federal Sarney Filho (PV).

“Nunca foi cogitado e nem tratado com alguém a possibilidade de concorrer a uma vaga de suplente de senador”, disse.

Segundo o peemedebista, a prioridade é seguir lutando “para que seja feita justiça” em Bacabal – provavelmente referindo-se aos processos contra o atual prefeito, Zé Vieira (PP).

Costa acredita que conseguirá assumir o cargo numa eventual cassação do mandatário da cidade.

Abaixo, a íntegra da nota.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A  respeito da matéria publicada neste blog sobre uma suposta “suplência de senador”, venho  esclarecer os seguintes fatos:

1- Nunca foi cogitado e nem tratado com alguém a possibilidade de concorrer a uma vaga de suplente de senador na chapa do ministro do Meio Ambiente, deputado federal, Sarney Filho, ou de qualquer outro candidato;

2- Minha prioridade é continuar lutando pelo povo de Bacabal para que seja feita justiça;

3- Continuo trabalhando através do meu mandato de deputado estadual, em prol dos interesses do povo do Maranhão.

Atenciosamente,
Deputado Roberto Costa