Chegada de Carlos Machado confirma incompetência da Secom de Américo…

Carlos Machado agora integra o governo de Américo: incompetência dos aliados o obriga a se abraçar com os adversários

Conforme antecipado pelo blog, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), confirmou oficialmente no último sábado (15), a chegada do radialista Carlos Machado como novo integrante do governo.

Ao se render e ter que chamar mais um nome da oposição para compor o governo, Américo admite a incompetência da Secretaria de Comunicação e de seus aliados para fazer a tarefa de casa e divulgar as ações do governo. Não estamos falando de qualquer nome da oposição, estamos falando de alguém que fez oposição ferrenha ao petista durante toda a vida.  Américo estava disposto a dar todos os poderes a Machado, mas ele teria recuado para evitar fissuras num governo fissurado por natureza.

Pelo despreparo do titular da pasta Franco Filho, a Secom é seletiva e evita falar sobre temas polêmicos envolvendo o governo. Para termos alguns exemplos o governo nunca se posicionou sobre o mentiroso número de partos divulgados pela propaganda oficial, nunca falaram sobre a inclusão do nome do marido da Secretária de Saúde como servidor da Unidade de Pronto Atendimento (mesmo morando em Salvador-BA) e não emitiu qualquer explicação com a denúncia de que um erro do governo prejudicou inúmeros servidores que ficaram sem receber os benefícios do Pasep. Se responde aquilo que dá pra responder.

Apesar de está estruturalmente organizados, a Secom de Américo não decola. A tentativa de importar um apresentador de TV é uma das frustrações do petista, pois o programa não decolou e nunca houve qualquer repercussão de algo divulgado lá. É um formato totalmente sem sal. O homem só ainda não foi exportado de volta porque tratou de se segurar no governo com um contrato “bem amarradinho”.

Para incrementar a rede de blogs, além da manutenção de páginas apócrifas, o governo chamou um dos blogueiros da oposição para tentar reforçar o time e mesmo assim a propaganda oficial parece não agradar o Chefe do Executivo. Quando busca na oposição nomes para reforçar o governo, Américo admite a ineficiência da equipe que escolheu.

A Secom é retrato de um governo incompetente.

E não se pode cobrar que Carlos Machado seja a salvação da lavoura…

Eu avisei: Américo divide o grupo e sacrifica votos de Rafael Leitoa

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), é sem dúvida alguma o gestor mais perdido em época eleitoral que se tem notícia por essas bandas.

Sem rumo e com vergonha de colocar a cara na rua para pedir votos para seus candidatos, o prefeito opera nos bastidores e já fez aquilo que esse blog já havia dito: dividiu o seu tímido grupo.

O mais sacrificado da história é na verdade o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), que sonhava em ser o candidato único, conforme ventilado por diversas vezes por seus capatazes na internet. O pedetista que contava com os votos de Coelho Neto deveria por as barbas de molho, pois não há no grupo do prefeito ninguém com estrutura de campanha na rua para ir atrás de voto para ninguém, muito menos para ele. Ao contrário o que se ouve pelos cantos é choro e muita reclamação da pindaíba.

Não há na história política um prefeito que tenha se anulado do processo político posterior a sua eleição como Américo. Com a fama de traidor Maranhão afora após o episódio envolvendo o deputado federal Zé Carlos (PT), o petista confirma que é um político do acaso.

Que se esconde atrás de um governo apático e medíocre…

Candidato a deputado estadual do PT amigo do prefeito ganhava mais do que um secretário em Coelho Neto…

Luiz Henrique e Américo: muy amigos

Não é de hoje que esse blog destaca a relação “muy amiga” do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), com o também petista Luiz Henrique, assessor direto do deputado federal Zé Carlos (PT). Anunciado candidato a deputado estadual, Henrique tem a preferência de Américo a tal ponto que o mandatário tem usado suas redes sociais para fazer propaganda do amigo, mesmo jurando de pé junto que seu apoio será para Rafael Leitoa (PDT).

Pois bem, a relação de amizade perpassa também pela troca de favores. Mesmo morando em São Luís, Luiz Henrique foi agraciado no ano passado com uma “boquinha” no governo em Coelho Neto. Oxente, mas não era Américo que no governo anterior era contra está em São Luís e trabalhar recebendo dinheiro por Coelho Neto? Pois não é.

Luiz Henrique foi nomeado para o cargo de Assessor Especial de Acompanhamento de Projetos da Secretaria Municipal de Governo e Articulação Política e se manteve no cargo até o dia 30 de maio de 2018, conforme portaria de exoneração de nº 458/2018.

O que chama atenção no entanto, é a generosidade de Américo com o amigo ao ponto de lhe pagar um salário maior do que o dos próprios secretários. Qual seria o argumento? Isso mesmo, Luiz Henrique além do salário de R$ 4.000,00 (quatro mil reais), ganhava como prêmio uma gratificação por tem integral no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), perfazendo um total de R$ 6.000,00 (seis mil reais). Quer uma demonstração de amizade maior do que essa?

É o estilo PT de governar. Mudou ou não mudou?

Prefeito de Coelho Neto abandona bairros da periferia da cidade

 

A população do bairro Olho d´aguinha vem sentindo na pele o descaso do prefeito de Coelho Neto com a periferia da cidade.

Indiferente a realidade dos bairros que um dia ele mesmo tanto criticou, hoje no poder o petista massacra a população que não consegue ver as ações do poder público chegar com a mesma facilidade que era dita no microfone de uma rádio durante quase 20 anos.

A Secretaria de Infraestrutura dé incompetente em todos os níveis que se possa imaginar e incapaz de realizar um serviço sequer digno de reconhecimento.

A população denuncia o lixo, o descaso com as vias públicas e o abandono inclusive de rua que teve a intervnção de melhoria iniciada, mas que ficou por isso mesmo.

Américo comanda um governo de faz de contas.

Cercado de incompetentes por todos os lados…

Sem cadeiras, paciente e acompanhante são obrigados a dividir a mesma cama no hospital de Coelho Neto

O retrato da irresponsabilidade do governo Américo com a saúde de Coelho Neto

A saúde de Coelho Neto está chegou a um nível tão ruim que a há cada nova notícia de descaso as pessoas infelizmente já recebem com naturalidade.

Tanto o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), quanto sua secretária de saúde Olímpia Delgado se revelam dois incompetentes de marca maior ao ponto de não conseguir dotar a saúde do básico, deixando o povo sofrer míngua.

O blog recebeu a denúncia de alguém revoltado com mais um descaso no Hospital Municipal. Jogado para as baratas pelo atual governo, a unidadenão dispõe mais sequer de cadeiras para os acompanhantes dos internados nas enfermarias.

Cansada de ficar em pé, a acompanhante não teve outra alternativa senão dividir com o paciente a mesma cama. Pode isso acontecer? Em Coelho Neto tudo pode.

A incompetência do prefeito e da secretária de saúde passa despercebida do Conselho de Saúde, cujo presidente mesmo sendo da sociedade civil foi agraciado com uma boquinha no governo, talvez para agir da forma que tem feito desde que assumiu o órgão: letárgico, cego, surdo e mudo para os desmandos do patrão.

É só mais um caso de descaso na saúde.

De um governo que trata as pessoas de forma irresponsável…

Imagem do Dia: Moradora chama prefeito de Coelho Neto “na catraca”

Enquanto faz festa com chapéu alheio tentando se promover a todo custo com o programa Mais Asfalto como se ele tivesse alguma coisa a ver com a obra estadual, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), esquece de relamente cumprir com a sua obrigação e garantir a manutenção das ruas tão criticadas por ele no passado. 

Nesta segunda (18), a moradora da rua Profa. Socorro Lima, no conjnto Duartão resolveu chamar o prefeito “na catraca” na rede social: Isso é rua que se chama né? Então há anos nós moradores estamos aqui esperando uma solução ! Solução essa que nunca chega até nós e ficamos aqui sem solução nehuma. No inverno é muita lama e os buracossó aumenta e verão é muita poeira. E estamos aqui Sr prefeito Américo de Sousa esperando uma resposta”, escreveu ela. 

Em tempo, no conjunto Duartão moram pelo menos dois vereadores da base do governo: Camilla Liz e Júnior Santos. Não seria pedir demais se os dois parlamentares se atentassem para o pedido extremamente justo da vizinha. 

Flávio Dino em Coelho Neto: entre promessas antigas, requentadas e as novas promessas…

 

Depois de inúmeras visitas desmarcadas, o governador Flávio Dino esteve na última sexta (08), em Coelho Neto. Sem os devaneios e o bumbo dos aliados do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), o blog faz uma análise do que o comunista já tinha prometido, o que prometeu novamente e as novas promessas.

Em 27 de janeiro de 2017, o prefeito de Coelho Neto esteve com o governador onde foram anunciadas algumas “boas novas” para o município dentre as quais: a recuperação e reabertura do Farol do Saber, a reforma, reequipagem e abertura do hospital Ivan Ruy e a recuperação da MA-034.

As promessas para o Farol do Saber e do hospital Ivan Ruy não foram cumpridas e a recuperação da MA-034 foi feita de péssima qualidade, tanto que pouco mais de um ano o Governo do Estado voltou recentemente para fazer novas intervenções na via. Se o serviço tivesse sido feito de qualidade, alguém acredita que em um curto espaço de tempo o governo voltaria para fazer reparos na via?

Pois bem, no dia 23 de janeiro desse ano, o prefeito Américo de Sousa recebeu uma comissão de secretários de Estado, para segundo eles anunciarem “um pacote de ações” para o município. Naquele período anunciaram entre outras coisas:

Secretários de Flávio Dino em Coelho Neto no início do ano: muita promessa e pouco resultado
  • Na segurança (mais um Delegado para reforço do plantão da Delegacia de Polícia Civil, aumento do quadro de investigadores, viatura para a Policia Civil e Implantação do Sistema de Comunicação via rádio da Polícia com as cidades que pertencem ao Batalhão de Caxias). Destas promessas nenhuma foram cumpridas;
  • Na educação (doação de mobília escolar, entrega de Ônibus escolar e a entrega da Escola de Tempo Integral prometida ainda em 2015); Não se tem notícia de doação de mobília, não se sabe da chegada de nenhum ônibus escolar novo e a escola de tempo integral prometida em 2015 foi apenas requentada.
  • Na infraestrutura (Vistoria nas ruas do Bairro Sarney asfaltadas e que as necessitam de recuperação, vistoria em ruas que receberão os serviços do Programa Mais Asfalto – 10 km confirmados para a zona urbana e construção de uma Praça). De lá para cá o Bairro Sarney não recebeu intervenção alguma e a promessa de construção da tal praça foi esquecida);
  • No serviço de abastecimento de água (Visita ao Sistema de Abastecimento de Água no Bairro Anil – Captação de Água do Rio Parnaíba para apresentação da atual situação do projeto e solicitação de apoio da CAEMA para conclusão da obra). O assunto ficou apenas nos registros, pois qualquer definição sobre o tema fora tomada.

Sem mencionar o resultado das promessas que haviam sido feitas e não foram cumpridas, o governador Flávio Dino volta a prometer: 16 km de afalto que beneficiará 40 ruas (que ninguém sabe quais são), assiantura da ordem de serviço do Instituto de Educação do Maranhão (prometido em 2015), ajuda de custeio de valor de r$ 300 mil para a Upa, instalação de um espaço do Microempreendor no antigo Mercado e uma nova etapa do Mais Asfalto (sem concluir sequer a que já começou).

Com tantas promessas feitas e não cumpridas dá para acreditar? Quem diz que a motivação de tantas novas promessas não seja o ano eleitoral? Fica a critério da população avaliar e medir o que tem sido prometido e o que realmente tem sido feito…

Alô Flávio Dino! O Mais Asfalto em Coelho Neto e a farsa das quase 40 ruas…

Lambança de Américo para tentar aparecer atinge em cheio o governador Flávio Dino

 

 

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), no afã de aparecer para diminuir sua rejeição acaba passando vergonha e comprometendo outras pessoas que nada tem a ver com a incompetência do seu desgoverno. Nesse contexto a vítima é o governador Flávio Dino (PCdoB).

Ocorre que a etapa do Programa Mais Asfalto do Governo do Estado iniciada na última terça (05), tem como proposta asfaltar 16 km de ruas na cidade o que segundo a propaganda oficial do prefeito corresponderia a quase 40 ruas. Segundo apurou o blog, a conta está bem aquém disso e tudo parece que ficará na promessa.

Acontece que segundo apuramos com uma fonte do governo, no papel de fato os 16 km de asfalto contemplaria as 40 ruas, mas na prática a coisa não é bem assim. As ruas escolhidas na sua maioria, não receberam qualquer preparo para receber a camada asfálltica, mesmo com o governo sabendo que a ação seria executada. A bagunça é tamanha, que o governo deixou para abrir uma galeria na Avenida Santana no mesmo dia do início do Mais Asfalto, mostrando que planjemaneto não é o forte do governo municipal.

Como o asfalto chega e não espera, a saída honrosa para não se perder o que ganhou foi recorrer para asfaltar ruas que já tinham asfalto: só a Avenida Santana sozinha consumiu cerca de 3km. Estariam no pacote várias ruas do centro da cidade como o entorno das Praças Duque Bacelar e João Santos, Dr Luis Raimundo, Benedito Duarte, 14 de abril, Raimundo Bacelar, Almir Melo, Rua do Anil, Sérvulo de Lima e Valentim Antonio de Sousa.

A explicação para a Prefeitura não divulgar o nome das ruas se dá justamente pelo fato de saberem que não vão entregar aquilo que prometeram. A incompetência de um prefeito rejeitado acaba que pondo em cheque o nome do próprio governador, que na verdade será quem pagará o pato com o não cumprimento da chegada de asfalto nas quase 40 ruas. O que esperar de um governo que divulga número de partos que nunca fez não é verdade? estamos diante de uma gestão do faz de conta.

O governador Flávio Dino que deve chegar a Coelho Neto nesta sexta (08), poderá aproveitar a oportunidade para explicar mais uma lambança que seu “grande” aliado lhe colocou e garantir se entregará ou não as quase 40 ruas prometidas pelo prefeito.

Chegada do Mais Asfalto em Coelho Neto deixa prefeito e aliados em frenesi…

 

Parecia até que era a primeira vez que a cidade recebia asfalto nas ruas. O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), coordenou pessoalmente uma verdadeira patacoada com o início de mais uma etapa do Programa Mais Asfalto em Coelho Neto.

A zuada começou na manhã de ontem (05), quando uma retroescavadeira abriu um buraco no meio da Avenida Santana para fazer uma galeria. Foguetes, fotos e uma verdadeira encenação circense mobilizou os aliados em rede social para anunciar o grande feito. O povo precisava fazer festa com o início da “grande obra”. Era necessário que todos agradecessem ao gestor pelo benefício “nunca dantes visto na história do município”.

Galeria na Avenida Santana: obra secular do governo Américo

Na parte da tarde, foi dado início as obras do Mais Asfalto comandada pelo Governo do Estado. O início da execução dos serviços deixou o prefeito e seus aliados em frenesi. Ai é que foi coisa feia. O prefeito chamou a imprensa alugada do governo para não deixar que um palmo de asfalto deixasse de ser registrado. Uma placa da prefeitura foi improvisada porque o prefeito queria a todo custo colocar na cabeça das pessoas que ele também tinha participação na obra (mesmo sem ter). Vereadores sumidos das sessões resolveram aparecer e colocar a cara no sol para sair bem na foto.

Placa improvisada mostra desespero do prefeito em fazer festa com chapéu alheio

Não custa nada dizer que Flávio Dino já havia asfaltado ruas durante o governo do ex-prefeito Soliney Silva. No ano passado asfaltou novas ruas e esse ano implantou uma nova etapa do programa. Também não é tardio lembrar que o asfalto não é favor, é obrigação pois é fruto dos impostos que todo cidadão paga diariamente.

Toda essa alegria desenfreada de Américo e sua claque de aliados tem uma razão de ser: na cabeça deles, o asfalto será o salvador da pátria para diminuir a rejeição que o governo tem hoje. Ledo engano. O asfalto não é a solução de todos os nossos problemas e não diminui em nada a incompetência do mandatário tupiniquim em cumprir com as promessas feitas por ele atrás de um microfone.

Prefeito e vereadores na espreita: era preciso colocar a cara no sol e sair bem na foto

A rejeição não é só ao governo municipal. A rejeição é aos secretários despreparados. A rejeição é contra a falta de planejamento. A rejeição é contra a perseguição a aliados e adversários. A rejeição é contra a politicagem. A rejeição é principalmente contra o prefeito, que se revelou um grande engodo desde que tomou posse.

Américo vai precisar de muito mais do que uma carrada de asfalto para desfazer a péssima imagem de gestor que construiu nesses quase um ano e meio…

Obra tabajara: Escola reformada pelo prefeito de Coelho Neto nem foi inaugurada e já incomoda os vizinhos…

Água fétida que transborda da fossa incomoda os vizinhos; Diretor não tem resolução alguma para o problema

Que a educação no governo do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) vai de mal a pior isso todo mundo já sabe, mas no comando do petista não existe nada que não possa piorar.

Sem ter o que mostrar em 1 ano e 6 meses de governo, o mandatário escolheu as reformas de escolas como um mantra que é repetido diariamente, que até se compreende pelo fato de não ter outra coisa a mostrar. Mas é no decorrer dos dias que as obras vendidas pelo governo do PT vão se mostrando como um castelo de areia, que basta conhecer, para tudo se ruir.

Como exemplo disso temos a Escola José Barreto, que antes mesmo de inaugurada já apresentava rachaduras no muro. A tão vendida “climatização” é outro engodo, já que foi instalado apenas um ar-condicionado pequeno em cada sala e que não climatiza coisa alguma, principalmente nas salas mais lotadas.

Outro descaso foi denunciado nesta segunda (04), pelos vizinhos da Escola Benedito Duarte, que nem foi inaugurada mas também já apresenta problemas. Basta a escola entrar em funcionamento para a fossa começar a transbordar e uma água fétida descer na calçada e se espalhar pela rua. Por incrível que pareça, o absurdo acontece justamente na escola onde o irmão da secretária de Educação Williane Caldas, é o diretor.

O assunto já foi denunciado e reclamado por diversas vezes, mas o problema persiste sem qualquer resultado prático. É essa a “revolução” que aconetce na educação do PT de Coelho Neto, cujas obras vendidas pela imprensa alugada pelo governo anda longe de ser um mar de rosas. Esse tipo de problema o secretário de Meio Ambiente Gabriel Delano não age, mas se fosse para destratar empresário e barrar evento alheio ele já teria tomado as providências.

E é no comando do prefeito Américo e da secretária “gigante” Williane que a educação do município desce desgovernada ladeira abaixo…