Zé do Caixão: Prefeito de Coelho Neto é o segundo no ranking de gastos com caixões…

Do Blog do Garrone

Em um rápido levantamento feito pelo o blog no Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas (Sacop), disponibilizado no site do Tribunal de Contas do Estado – TCE/MA foi constatado que em 2017 somente cerca de 70 municípios contrataram R$ 11.066.209,10 em serviços fúnebres.

Entre caixões, mortalhas, translado e outros acessórios fúnebres, o município de Viana merece uma lápide de honra no cemitério das verbas públicas.

Com uma população estimada pelo IBGE em 2016 em 51.503 habitantes, Viana contratou R$ 789.850,00 em urnas e indumentárias fúnebres.

Terras de cemitério

Viana – Contrato 070/2017 – Contratação de Pessoa Jurídica para Fornecimento de Urnas e Indumentárias Fúnebres.

Contratado: LOURIVAL PEREIRA MARTINS – ME

Valor: R$789.850,00

Coelho Neto – Contrato 001/2017 – CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NO FORNECIMENTO DE URNAS FÚNEBRES, SERVIÇOS DE PREPARAÇÃO E TRANSLADO DE CORPOS.

Contratado: FRANCISCO DANTAS DA COSTA

Valor: R$405.000,00

Bom Jardim – Contrato 039/2017 -CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE URNAS FUNERÁRIAS E SERVIÇOS FUNEBRES

Contratado: ROSYVANE SILVA LEITE – ME

Valor: R$382.360,00

Imperatriz – Contrato 50/2017 -CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE SERVIÇOS FÚNEBRES COM FORNECIMENTO DE URNAS MORTUÁRIAS, MORTALHA, TRANSLADO E SERVIÇOS COMPLEMENTARES 

Contratado : MR – SERVICOS FUNERARIOS LTDA – ME

Valor: R$364.250,00

Bom Jesus das Selvas – Contrato 0112/2017 – Contratação de empresa para a aquisição de urnas funerárias e prestação de serviços fúnebres Contratado: EMPREENDIMENTOS FUNERÁRIOS LTDA – ME

Valor: R$342.600,00

Comentário do Blog – No que se refere a Coelho Neto apesar a licitação constar “contratação de empresa especializada no fornecimento de urnas fúnebres, serviço de prepração e traslado de corpos”, essa não é uma prática corriqueira. A prefeitura cede só caixão e olhe lá e pelo visto a gestão do prefeito Américo de Sousa (PT), agora Zé do Caixão, tem sido uma verdadeira ave de mal agouro para a cidade. Ta repreendido!

Prefeitura de Coelho Neto e as promessas do programa “Mais Mentiras”…

O dia era 02 de março de 2017. Um dos lacaios do governo trazia em primeira mão que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) anunciava com pompa para os professores durante a realização do Encontro Pedagógico a promessa de reforma de 05 escolas da rede municipal: Leozinho Sabido, José Silva, José Barreto, Sarney e Benedito Duarte. Tudo mentira!

Nas contas do prefeito as reformas durariam três meses em duas etapas: Leozinho, José Silva e Barreto iniciariam imediatamente com Sarney e Benedito na sequência, mas todas com previsão para entrega ainda no ano de 2017. Mais mentira! Daquela promessa feita aos professores para cá o cenário não mudou quase nada. Leozinho Sabido e José Barreto apesar de adiantadas e já com problemas, sequer foram entregues. José Silva não tem previsão e as outras duas nunca começaram.

Prevendo que não daria conta de entregar as escolas no tempo prometido, o prefeito determinou uma redução no ano letivo com aulas aos sábados para que o calendário fosse cumprido até 30 de novembro e assim, sobrasse mais tempo para que as escolas fossem reformadas. Mais mentira!

O mês de dezembro terminou sem que nenhuma das outras três escolas prometidas para serem entregues no ano passado recebessem uma mão de tinta. Estamos para completar a primeira quinzena de janeiro de 2018 e as escolas continuam na mesma. O vereador Rafael Cruz (MDB) recentemente denunciou o estado crítico da Escola Benedito Duarte.

A escola sem sombra de dúvidas é uma das mais necessitadas de reforma, mas que pelo andar da carruagem vai continuar esperando. É mentindo e ludibriando professores, alunos e pais de alunos que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa vai passando os dias.

E o pacote de mentiras anunciados por ele mesmo vai apenas reforçando o quão imprestável o seu governo é.

Simples assim!

Descaso: Um flagrante desrespeito no atendimento da UPA de Coelho Neto…

As pessoas perderam a paciência com tanta incompetência e felizmente já não tem mais medo de denunciar os constantes abusos cometidos pela gestão do prefeito Américo de Sousa (PT). Diferentemente da propaganda oficial vendida pelos lacaios pagos pelo governo, a saúde de Coelho Neto vai de mal a pior se não fosse um detalhe: é comandada pelo homem que mais criticou o setor nos governos anteriores.

Filas e muita reclamação na Upa de Coelho Neto: saúde engessada

Américo apontava filas, denunciava os descasos, exigia contratação de mais médicos e cobrava onde estava indo parar os milhões que entravam na saúde. Sentado na cadeira de prefeito se mostra extremamente incapaz de corrigir os problemas apontados por ele mesmo.

Na noite de ontem (05), por volta das 19h:40, em plena sexta-feira, um leitor gravou o flagrante desrespeito ao usuário do Sistema Único de Saúde – SUS e o terror que tinha se transformado a fila de espera da Unidade.

Um rapaz baleado agonizava há meia hora esperando atendimento enquanto a médica do plantão segundo a denúncia estava deitada. Uma multidão aguardando atendimento e uma pobre técnica de enfermagem correndo pra cima e pra baixo para tentar realizar o atendimento e conter a revolta dos pacientes da fila que aguardavam atendimento.

Quando um dos presentes começou a gravar o vídeo que ilustra essa matéria e os presentes começaram a se manifestar foi que decidiram socorrer o rapaz, que diga-se passagem até o início da manhã deste sábado (06), aguardava transferência para Caxias sob protesto da família pelo descaso.

Não adianta a propaganda do governo dizer que contratou cirurgião se não consegue manter a urgência e a emergência funcionando a contento. Em tudo essa secretaria de Saúde tem economizado: reduziram salários, demitiram servidores, cortaram gratificações, as unidades estão funcionando basicamente com concursados e não se sabe para onde está indo o dinheiro de tanta economia.

A saúde de Coelho Neto agoniza sob o olhar letárgico de um prefeito muito bom de gogó, mas que na prática se revela um descompromissado, incompetente e totalmente perdido na própria gestão.

O prefeito de Coelho Neto e sua máquina de moer adversários…

Ex-verador Val sendo transferido algemado mesmo sem risco algum para satisfazer as lentes da máquina de moer do prefeito

A cidade de Coelho Neto respira ares de medo. Os recentes acontecimentos que tem se visto acontecer serviu para mostrar quão impiedosos e cruéis são os atuais inquilinos do Palácio da Cidade. Aquele que durante os últimos 20 anos comandou uma oposição implacável contra os ocupante do poder de outrora, hoje tenta a todo custo descartar as vozes que se levantam contra o seu des-governo.

O prefeito Américo de Sousa (PT) é a figura personificada de um projeto de ditador, que se aproveita do poder para fazer maldades e descartar quem lhe acha conveniente. O sentimento de auto-suficiencia é tamanha, que ainda durante a posse dos vereadores no dia 1º de janeiro chegou a dizer que quem quisesse lhe fazer oposição teria trabalho, pois não ia ter a que se opor.

Logo depois foi a vez deste blogueiro experimentar a fúria do mandatário, que publicou uma conversa de whatsapp em sua rede social tentando uma desmoralização pública. Dissimulado, não publicou a conversa na íntegra, mas apenas o trecho que lhe interessava.

O ex-prefeito Soliney Silva, o empresário Luis Serra e a ex-prefeita Márcia Bacelar são outras figuras que ao longo do ano foram vítimas da máquina de moer do prefeito, numa cidade onde só quem presta é ele e sua pequena claque de aliados. Ao apontar o dedo aos adversários, o petista usa a imprensa ligada a ele e paga com recurso do contribuinte para expor, ridicularizar e perseguir quem ousar contrariar eus interesses.

Em sua boca os adversários não devem ser ouvidos (bem diferente de quando ele era oposição), porque para ele é mais cômodo ouvir a meia-dúzia de puxa-sacos que baixam a cabeça cada vez que ele dá um chilique: no governo petista quanto mais subserviente, mais bem visto é. Assessores do segundo escalão atacam vereadores da oposição, agridem o empresariado local e nada acontece, porque se o chefe não tem bons modos, não se pode esperar isso dos seus chefiados.

O caso recente a que foi exposto o ex-vereador Edvaldo Alves – Val é mais um produto da máquina de moer adversários do governo petista, porque Américo se acha assim, senhor absoluto da vida e da liberdade de todos.

Val é só mais um alvo. Amanhã poderá sermos nós novamente ou qualquer outro que ousar questionar o governo mais incompetente da história política de Coelho Neto.

Seja na exposição por rede social, seja nos microfones de seu famigerado programa de rádio, seja com ações na justiça, seja com o pequeno time escalado em de grupo de whatsapp e seja através da sua imprensa chapa branca que a movimentação é apenas uma: tentar sufocar quem ousa contrariar uma administração que após um ano, nunca saiu do lugar.

Por ser uma pessoa amarga, impiedosa e pequena de espírito, é pelo medo que Américo continua tentando se impor…

Sobre os ataques do prefeito de Coelho Neto ao secretário de Flávio Dino…

Intriga política: Chilique do prefeito de Coelho Neto foi motivado por reuniões de Adelmo com figuras políticas da cidade

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) mandou “vomitar” nos blogs ligados ao seu governo suas mágoas em relação ao Governo do Estado, em especial ao secretário de Agricultura Familiar Adelmo Soares.

Engana-se, portanto quem pensa que esses ataques tenha algo de patriótico no município, muito pelo contrário, o despeito do petista contra o secretário é de longas datas e deve-se a fato meramente politiqueiros.

A ira do prefeito só aumentou após a divulgação desse blog dos contatos políticos de Adelmo com lideranças de Coelho Neto. Primeiro com o ex-prefeito Guanabara com o filho Sérgio Guanabara e logo após com o atual vice-prefeito Antônio Pires, tanto que fez questão de deixar claro que se o secretário aparecesse na cidade pedindo votos não era pra ninguém votar nele.

Adelmo Soares não persegue Coelho Neto coisa alguma. Américo foi na Secretaria de Agricultura Familiar apenas uma vez, mas se acha tão merecido que imagina que o secretário tem que andar atrás dele.

As críticas foram motivadas por questões tão subalternas, que Américo por exemplo não citou o secretário de Saúde Carlos Lula, para quem ele pediu ajuda de custo para manter a UPA e não ganhou um real. Engraçado que ele não citou o secretário de Educação Felipe Camarão, já que as escolas estaduais das cidades circunvizinhas todas foram reformadas só não as de Coelho Neto. Também não citou o secretário de Infraestrutura Clayton Noleto que tem inaugurado praças, asfalto, calçamento de ruas e o petista não vê nem o apito da lancha. Com a grande maioria sequer bateu na porta e se acha auto-suficiente ao ponto das coisas chegarem sem seu menor esforço. É um prefeito mais fraco do que caldo de peteca!

Na verdade todo esse episódio só confirma aquilo que esse blog sempre disse: que ele não tinha prestígio algum com o governador Flávio Dino, tanto, que ele mesmo já classificou as ajudas do governador como tímidas. E o que é pior tenta conseguir isso na marra e no grito. Ou alguém em sã consciência imagina que algum secretário de Flávio Dino faz ou deixa de fazer algo sem lhe comunicar?

Passado quase um ano de governo, Américo mostra quão fraca é sua articulação política e confirmaa sua pequenez pessoal diante do cenário político estadual.

Se Flávio Dino for inteligente como sei que o é, não cairá nesse conto do vigário…

Absurdo! Prefeito de Coelho Neto quer gastar meio milhão de reais com uma Ouvidoria que nem existe…

R$ 500.000,00 mil reais num órgão que sequer existe

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) realmente perdeu o bom senso e a noção das coisas.

Se não bastasse ter passado o ano inteiro pagando um ouvidor com salário de secretário num órgão que sequer existe na prática, o petista não achou pouco e optou por ir além.

Na proposta do orçamento de 2018, Américo pretende gastar nada mais, na menos que R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) num setor que só existe no papel.

Esse governo é uma piada…

Só não tem graça porque a fatura dessa pouca vergonha é paga pelo dinheiro do contribuinte.

Infelizmente!

Incoerente, prefeito de Coelho Neto muda a dieta da “folha de cansanção” para o cafezinho…

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) deu mais uma mostra clara de que se transformou num poço de contradição. Acuado diante de um governo que nunca conseguiu mostrar a que veio, o petista vai se enrolando no exercício do poder para tentar ganhar sobrevida e mostrar que não perdeu a rédea da própria gestão.

Tão logo assumiu a prefeitura, tratou de se munir de artilharia pesada contra a imprensa que optou por não ceder a seu jeito truculento, ditador e perseguidor de administrar. Fora os três blogueiros da cidade que integram sua claque, o prefeito ainda contratou mais um da região e outro da capital para fazer frente a comunicação do governo e paralelo a isso, a estrutura de uma TV que sem grande alarde presta serviço ao município.

Mas é na blogosfera que a guerra campal acontece: de um lado a tropa de choque do governo tentando tirar leite de pedra e de outro o núcleo duro da oposição que tem pintado e bordado com os erros e amadorismos de uma equipe perdida.

Com os comunicadores da oposição Américo sempre foi extremamente radical. Dizia que quem batia esperando ser chamado não teria vez no governo, que ele não se submetia a esse tipo de chantagem e que blogueiro da oposição com ele a dieta seria na folha de cansanção, porque ir para a folha de pagamento mesmo, jamais.

Pois bem, nos últimos dias Américo encarnou o personagem “paz e amor” que nem de longe chega a combinar com seu perfil. Baixou o tom, fala repetidamente que é preciso união de todos e durante a semana as “conversações” foram grandes para cooptar blogueiros da oposição para o governo há pouco mais de um ano da eleição.

Um se suspeita que já foi e o outro já é fato consumado. Ezequias Martins celebrou sua entrada no governo durante um encontro neste sábado (02), na casa da secretária de Indústria e Comércio Cristiane Bacelar. O fato foi comemorado por alguns dos defensores ferrenhos do governo em um grupo de whatsapp. Não há da nossa parte qualquer crítica a adesão do amigo ao governo, muito pelo contrário, reconhecemos sua competência e seu profissionalismo.

O tiro no pé quem deu mesmo foi o próprio prefeito que após fazer pouco caso dos blogueiros da oposição, reconhece a necessidade de alguns deles no seu “grupelho”. A medida também representa um banho de água fria na comunicação do governo, que para o petista são tão incompetentes que foi preciso buscar reforço justamente em meio aos adversários.

Américo de Sousa mais uma vez morde a própria língua. E perdido, se obriga a mudar a dieta que ele mesmo receitou trocando a folha de cansanção pelo cafezinho…

Mudou ou não mudou?

Prefeito de Coelho Neto muda a idade, só não muda o discurso….

Américo de Sousa: idade nova e discurso velho

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) está de aniversário e de idade nova neste sábado (25).

Poderia ter aproveitado o dia para curtir a família e os amigos, mas resolveu ir para o seu tradicional programa de rádio, até para usar depois num dos seus discursos que nem no dia “dos seus anos” deixou os microfones da rádio.

De novo mesmo só a idade, porque o discurso e as desculpas esfarrapadas para justificar seu governo letárgico são as mesmas: enfadonhas, repetitivas e redundantes.

Ao invés de anunciar benefícios para hoje, programa para o próximo ano as novidades. Ora pois, se não deu conta de cumprir reforma das 05 escolas que prometeu dar conta em três meses e entregá-la todas até o final do ano, como poderá fazer planejamento a longo prazo? Piada né?

Além disso o disco arranhado se desdobra na mesma conversa de sempre: casa bagunçada, crise e desmerecimento a opositores que segundo ele reclamam porque perderam a boquinha na prefeitura.

Em seu aniversário Américo merece ganhar apenas os parabéns e olhe lá. E o presente?

Menino birrento, teimoso, perseguidor, chorão e mal criado não ganha presente, no mínimo umas vaias e se tocar para aprender a falar menos e trabalhar mais.

Simples assim…

10 x 3: Vereadores impõe derrota humilhante ao prefeito de Coelho Neto

Extremamente rejeitado pela opinião pública diante da desastrosa gestão que tem feito a frente da cidade, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), sentiu pela primeira vez o sabor amargo da derrota.

O petista encaminhou um projeto para a Câmara Municipal para reduzir 20% do salário de servidores, dentre eles professores com a desculpa de enfrentar a crise.

Acontece que o município já recebeu mais de R$ 66 milhões desde janeiro e dados do Portal da Transparência aponta que pouco mais de R$ 19 milhões estão entre pagamentos e empenhos, mas não trata de onde estariam os outros quase R$ 47 milhões.

A sessão extraordinária realizada na manhã desta quinta (19), foi realizada em clima de suspense e muita apreensão: de um lado o povo pressionando pela derrota do projeto e de outro o “prefeito-ditador” querendo aprovar mais uma medida contra os servidores.

Quando o presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) – defensor de primeira hora do prefeito – disse que quem aprovasse o projeto ficasse como está dez vereadores levantaram da mesma hora: Moabe Branco, Liza Pires, Rafael Cruz, Dr Ricardo, Camilla Liz, Júnior Santos, Wilson Vaz, Reginaldo Janse – Cará, marcos Tourinho e João Paulo rejeitaram a proposta.

Aliado ao presidente da Câmara que não votou mas fez questão de destacar sua posição, ficaram a turma subserviente e contrária aos servidores: Luiz Ramos e Sillas do Louro.

Esta sessão tem um significado muito emblemático. É a primeira vez que a maioria de vereadores impõe uma derrota ao prefeito Américo de Sousa e pelo menos um recado ficou claro: os parlamentares não estão dispostos a comprar briga com a população para agradar os devaneios e as loucuras que o petista tem liderado em sua falta de gestão.

Os discursos e detalhes desta sessão, serão detalhados em uma outra postagem. Essa o prefeito perdeu. E o povo mais uma vez mostrou que unido consegue ser mais forte.

Parabéns vereadores pela coragem!

Queda de braço entre funcionários e Grupo João Santos se agrava sob os olhares inertes do Executivo e Legislativo…

Nem prefeito e nem presidente da Câmara de Vereadores são capazes de se posicionar diante do flagrante desrespeito do Grupo João Santos com seus trabalhadores que a qualquer momento pode chegar ao extremo.

Trabalhadores atearam fogo em pneus na entrada das empresas

Com o descaramento das empresas em propor pagar os trabalhadores demitidos dessa safra apenas na safra do ano que vem, os manifestantes engrossaram e a empresa resolveu autorizar a liberação dos pagamentos na última sexta (13). Nesta segunda (16), os trabalhadores retomaram o protesto e queimaram pneus na portaria da empresa após a decisão extemporânea sabe-se lá por quais motivos de suspender o pagamento que já havia iniciado.

Lamentavelmente desde que a crise e agravou, nem o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), nem o presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) se manifestaram sobre ocorrido, como se isso não fizesse parte de suas atribuições.

Para fazer politicagem no início do mandato, Américo e o suplente de deputado Rafael Leitoa (PDT) chegaram a programar uma intermediação sobre a situação do Grupo João Santos, mas após a saída dos fotógrafos e da imprensa tudo não passou de conversa fiada. Leitoa chegou a ensaiar uma ida ao Escritório Central do Grupo João Santos em Recife-PE, mas só atravessou mesmo o Itapirema para retornar para sua Timon.

Politicagem de Américo e Rafael Leitoa no início do ano ficou só no gogó

Os trabalhadores terão que contar com a própria sorte, porque se depender dos representantes dos poderes, eles estarão muito ocupados para tomar qualquer providência, afinal não estamos em ano eleitoral mesmo.

Uma lástima!

Post atualizado às 15:53h – Após uma reunião da empresa com o sidicato da categoria, o grupo João Santos se comprometeu novamente a retomar os pagamentos nesta terça (17).