“Tem secretário que não sabe nem para onde vai”, diz Tourinho sobre equipe de Américo

 

Vereador Marcos Tourinho: críticas firmes a secretários

 

 

O vereador Marcos Tourinho (PDT), dez um discurso duro na sessão da última quinta (17), em que fez críticas a equipe de secretariado do prefeito Américo de Sousa (PT).

“Tem secretário que não sabe nem para onde é que vai… não eu vou falar com o prefeito… O secretário tem que ajudar, dar soluções. E está na hora do prefeito sim fazer mudanças no governo. Eu já me irritei. Essa semana eu ando irritado com secretário e acho como vereador da base do governo e sou da base do governo, que o prefeito está na hora de mudar secretários. Por que tem secretário que está piorando a situação da administração”, disse ele.

Na sua fala o pedetista condenou a postura de marasmo dos secretários na resolução dos problemas.  “

“Por várias vezes a gente veio a essa tribuna falar sobre os mesmos temas. Cheguei na semana passada a frequentar algumas secretarias aqui em Coelho Neto levando as indicações que são frequentes e cheguei a ser recebido por secretário, apesar de ser um vereador da base do governo que disse assim: não pera ai, que vou falar com o prefeito. E era coisa simples, não era coisa de gasto não, era coisa que já tem um histórico, é bom senso e acha que o vereador é chato por está cobrando as mesmas coisas 24 horas”, relatou.

Tourinho também cobrou a resposta de secretários do governo as demandas apresentadas pelos vereadores.

“A questão do semáforo ela vem se alongando desde o ano passado, a questão das quadras como colocou o vereador João Paulo que disse que o vereador Moabe pediu a quadra isso é verdade. As vezes a gente tenta entender o que está acontecendo nos pedidos dos vereadores, pedido muitas vezes da base do governo, mas é pra atender a todos, não é só a base”, cobrou ele.

Se o governo não liga para as reivindicações dos aliados, que dirá dos adversários….

Sobre o caso de uma criança acidentada e o descaso com a educação de Coelho Neto…

Passou a circular desde a noite da última sexta (11), fotos de uma criança acidentada e o depoimento de familiares denunciando mais um descaso com a educação de Coelho Neto.

Não é de hoje que temos alertado o quanto a gestão do prefeito Américo de Sousa (PT) aliado a sua secretária de Educação Williane Caldas tem sdo nociva a nossa educação. A dupla tem sido responsável por um verdadeiro sucateamento do setor que agoniza e toda semana faz uma nova vítima.

A criança se acidentou na zona rural e perdeu parte da bochecha é apenas a ponta do iceberg. As fotos que circulam são tão chocantes que preferimos nem publicá-las para não expor a criança. A parente denuncia que a criança está sendo obrigada a correr riscos na estrada para garantir a ida para a escola por falta de transporte escolar. Ela informa que desde o início do ano o transporte escolar nunca foi e que o risco é necessário para não perder o Bolsa Família.

O fato lamentável vem a tona no mesmo dia que o prefeito teve a desfacatez de dizer que tem feito uma revolução na educação, porque faz a população como se fosse para os filhos dele. Engraçado ele dizer isso com os filhos estudando na rede particular de ensino não é? Se é com esse tratamento desumano que ele trataria a educação para os filhos dele, imagina como ele não faria com os inimigos…

Não há como aceitar tantas denúncias sem fazer nada. Pior que nem com a Câmara se pode contar mais, já que os vereadores não tem feito muita questão sequer de comparecer as sessões.

Algo precisa ser feito com urgência.

Ou outras crianças continuaram expostas as mazelas impostas pela má gestão do governo mais incompetente de nossa história…

Alô MP! Mesmo alegando falta de recurso para melhorar a saúde, prefeito de Coelho Neto compra um estádio…

Com o hospital caindo os pedaços, prefeito tira R$ 50 mil para comprar um estádio

É isso mesmo que você leu. A hipocrisia do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) é tamanha, que chega a beirar a falta de vergonha na cara.

Onde chega o prefeito alega falta de dinheir: não tem dinheiro para ele pagar o que deve, não tem dinheiro para melhoria da saúde, não tem dinheiro para contratar pais de família e pagar os poucos prestadores de serviço, não tem dinheiro para asfaltar as ruas, não tem dinheiro para fazer melhorias no calçamento, mas tem dinheiro para comprar um estádio.

Não se sabe ao certo os motivos que levaram o prefeito a fazer essa estravagância com o recurso público se tudo o que o município não precisa agora é de um estádio. Hoje Coelho Neto tem 03 (três) estádios, dois dele abandonados, mesmo assim ele decidiu pagar pelo velho Estádio João Santos Filho a bagatela de R$ 50 mil reais.

O velho estádio João Santos Filho: R$ 50 mil na compra e quanto será gasto nessa reforma? Em que bolso vai parar esse dinheiro?

Sabem quantas famílias poderiam ser ajudadas com esse valor? Será que esse valor não daria para melhorar as condições dos banheiros da Maternidade denunciados recentemente por uma agente de saúde? Será que esse valor não daria para fazer assistência a famílias pobres do município.

Detalhe: Américo vai pagar R$ 50 mil pela estrutura do estádio e deve gastar mais quanto para reformá-lo? Será que já tem alguma emenda sendo negociada visando essa reforma? O blog foi informado que o Grupo João Santos repassou o Estádio para a Liga sem nenhum ônus como é que agora o município vai pagar pelo estádio, por sua reforma e por sua manutenção?

Tem algo de errado ai. Explica essa para o povo Américo: como é que não tem dinheiro para a saúde e tem para comprar estádio? Vão tirar esse recurso de onde e para o bolso de quem ele vai parar?

Segundo informações que obtivemos extra-oficias essa transação não poderia envolver recurso público e diz respeito a própria construção do estádio.

Mas essa é uma outra história…

Sem audiência, governo tira Globo do ar para forçar população assistir “jornal do prefeito”…

 

A situação do governo em Coelho Neto é cada vez mais deplorável. Não é de hoje que a população denuncia as intervenções criminosas da Secretaria de Comunicação nos canais do município.

Na última semana, as interrupções tem sido cada vez mais excessivas. Como o município dispõe de apenas dois canais (Globo e SBT), a secretaria de Comunicação resolveu obrigar a população a assistir o jornal local.

De acordo com as denúncias que o blog tem recebido, exatamente na hora do jornal local o sinal da Globo é cortado ficando apenas o SBT, onde passa a programação local por meio da TV Difusora. O fato tem acontecido com cada vez mais frequência.

Esse caso precisa ser levado ao conhecimento das autoridades para que intervenham em mais essa pouca vergonha.

Sem crédito para vender o que não tem, o governo usa de uma prática tacanha, digna da época dos coronéis sem patente que reinaram no Maranhão na década de 40.

Lamentável!

Esporte sucateado: Desportistas denunciam falta de manutenção na Quadra do Bela Vista

 

Há dias começamos uma série de denúncias sobre a situação de abandono e sucateamento vivido pelo esporte em Coelho Neto, graças ao descaso do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) e do secretário de esportes Adailton Lima (Dodinha).

O blog recebeu denúncias de desportistas que frequentam a Quadra de Esportes Bela Vista sobre o descaso da secretaria na manutenção da unidade.

Não se sabe ao certo o motivo de tamanho descaso, já que há mais de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais), destinados ao esporte e nesse valor está incluído a manutenção das praças esportivas.

O caso do Bela Vista não é um caso isolado. Já denunciamos a situação de abandono da Quadra do Tancredo Neves e outras que eram tão criticadas pelo prefeito e que após sua ascensão ao poder nunca sofreram uma pintura sequer. E se não estando dando conta de uma simples manutenção, como poderão dar conta de reformar o Estádio João Santos Filho?

Não há o que discutir. O esporte de Coelho Neto agoniza…

Imagem do dia: Construindo a Coelho Neto que queremos…

Animais circulando na frente da Prefeitura

Quando era um simples apresentador de rádio, o agora prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) passava horas denunciando a circulação de animais soltos nas vias públicas do centro da cidade. O ex-secretário de Obras Chico Vereador que o diga…

Hoje, sentado na cadeira principal do Palácio da Cidade, o prefeito se depara na janela do seu gabinete com as vacas circulando no trânsito sem que seu governo incompetente faça absolutamente nada. Porque suas críticas não tinham nada de patrióticos, eram  apenas uma estratégia falsa para chegar ao poder. O projeto político do PT em Coelho Neto é alicerçado numa farsa, que anda longe de ser o da cidade que queremos…

A perseguição continua! Prefeito de Coelho Neto manda perseguir vendedoras ambulantes novamente…

Mães de família gastaram o que tinham para melhorar a barraca, mas governo quer depeja-las a todo custo para “não fazer feio para o governador”. Perseguição é a tônica do governo do PT em Coelho Neto

 

 

A revolta é geral. O blog foi procurado por várias pessoas para denunciar mais um caso de perseguição do governo chefiado pelo prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa (PT).

Sem dar emprego para as pessoas, o petista continua a perseguir aqueles que durante uma vida lutam para sustentar suas famílias. A ordem dessa vez é despejar as ambulantes que vendem lanches na calçada da Escola Coelho Neto.

Leia mais:

Os vizinhos procurados pelo blog relataram que as barracas tinham estrutura bem humilde, mas que a prefeitura procurou as ambulantes para cobrar um local visivelmente mais aprazível.

Elas gastaram comprando madeiras para fazer a estrutura de  vista na foto, mas com a desculpa de não “fazer feio” na suposta vinda do governador Flávio Dino (PCdoB), para inaugurar a reforma da escola, estão exigindo que mesmo depois do gasto, que elas saiam de vez do local onde fazem suas vendas há quase 20 anos. Nem a proposta de fazer estrutura de tijolo conseguiram demovê-los da idéia de perseguir as mães de famílias.

Não é de hoje que Américo persegue ambulantes. No ano passado ele quis tiriar vendedoras de batatinha da Praça João Santos e só recuou diante da pressão popular. Na época prometeu que reformaria o delta lanches apra dar um espaço mais digno as ambulantes, mas como o que o prefeito diz ninguém escreve, tudo ficou só na promessa, reforçando a tese de perseguição pura e simples.

E assim age o pior governo de nossa história. Perseguindo mães de família que sem a oferta de empregos da prefeitura, trabalham duro para garantir o sustento dos filhos.

Esse é o governo da mudança implantado pelo PT em Coelho Neto. A mudança que chegou pra muito pior…

Bomba! Vice-prefeito e vereadora anunciam rompimento com o prefeito de Coelho Neto

Antônio Pires e Américo: paciência chegou ao limite

Às 08h: 43

Em entrevista concedida a esse blog, o vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires anunciou oficialmente o rompimento com o grupo do prefeito Américo de Sousa (PT).

Filiado ao PCdoB, Antônio Pires de Oliveira é sindicalista, ex-vereador e ex-presidente da Câmara. Abdicou da disputa para o cargo de prefeito em 2016 para compor na chapa com o PT que há quase duas décadas lutava para chegar a Prefeitura de Coelho Neto.

Na entrevista concedida na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTR, o comunista estava acompanhado da esposa, a vereadora Liza Pires.

1) O que levou o senhor a romper com o governo do prefeito Américo de Sousa?

Rompemos com o governo por não acreditarmos mais no governo. Há quase um ano e cinco meses a nossa população espera por aquela cidade perfeita que era cobrada pelo prefeito Américo quando ele apresentava um programa de rádio. Rompi com o grupo político que tinha, para correr atrás do sonho de ser prefeito e abdiquei desse sonho para compor com o Américo por achar que ele representava o sentimento de mudança que o povo tanto almejava. Passado esse tempo vejo que na prática a coisa tem sido bem diferente daquilo que ele pregava.

  1. Muitos problemas no governo?

Muitos. Começou tão logo quando assumiu e esqueceu de colocar em prática os compromissos defendidos durante a campanha: a recriação da secretaria de Cultura e a criação da secretaria de Juventude que foram prometidas e estão no plano de governo encaminhado a Justiça Eleitoral foram simplesmente esquecidas, só para exemplificar. No ano passado o governo não inaugurou uma obra sequer e não há um projeto com a marca desse governo. A gestão é centralizadora e não funciona.

  1. Mas o senhor não participava do governo?

Nunca. Participei de alguns eventos como convidado, mas nunca fui convocado para colaborar com nada, ao contrário, fui vítima de toda ordem de perseguição. Deixaram de beneficiar várias famílias com uma estrada vicinal porque diziam que lá tinha propriedade do Antônio Pires, tentaram aliciar associados para tentar me prejudicar na eleição do sindicato e a vereadora Liza sempre foi tratada como adversária. Aguentamos tudo calados para não sermos apontados como empecilho para o governo.

  1. Por incrível que pareça a perseguição tem sido a tônica desse governo e nós como veículo de imprensa temos sentido isso na pele. Isso não é prejudicial ao próprio governo?

Claro que sim. É prejudicial do governo e a democracia. Quem imaginaria que o governo de um sindicalista do PT fosse perseguir adversários e veículos da imprensa? Vivemos em outros tempos. Por último acompanhei denúncia de assédio moral com servidores, demissões de contratados sem o devido pagamento, enfim práticas que deveriam ter ficado no passado. Como já disse, deixaram de beneficiar várias famílias com arados de terra por serem próximos a mim e a minha região que é a mais populosa da zona rrual, isso sem falar nas estradas vicinais e iluminação pública. Ele tentou financiar uma chapa com a própria diretoria do sindicato para me deixar de fora, retirou os pouquissimos contratos da vereadora e meus pedidos não eram aceitos pelos secretários. É normal esse tratamento com um companheiro de chapa?

  1. E essa posição é sua ou do partido?

Essa é uma decisão pessoal minha, da vereadora Liza e devidamente comunicada ao nosso grupo político. Não faz sentido manter esse faz de conta de que integramos um governo sem de fato fazer parte dele. A nossa importância foi só até o prefeito garantir a eleição, após a posse nos foi reservado o papel de meros expectadores.

  1. E o governador Flávio Dino onde fica nessa história?

O governador Flávio Dino é quem de fato sem sido o prefeito de Coelho Neto. Ai de nós se não fosse as obras e as ações do Governo do Estado. Mesmo o prefeito tendo dito certa vez que as ajudas do governador eram tímidas, na prática se tirarmos elas, constatamos quem o governo municipal praticamente não fez nada, fato que se confirma com a rejeição do próprio prefeito.

  1. E a agricultura que é uma de suas bandeiras, não tinha como ter avançado?

Logicamente. Não há projetos com a cara desse governo em execução, as áreas de terras aradadas não chegaram a 70 hectares, na agricultura familiar foram contempladas 20 famílias que vendiam produtos comprados de Teresina-PI e as ações de campo agrícola foram simplesmente esquecidas. A inúmera frota que o governo dispõe hoje está praticamente parada, quando deveria está a serviço do homem do campo.

  1. Um dos grandes defeitos do atual governo é a falta de articulação política. A que o senhor atribui isso?

Ao próprio prefeito. Ele se fecha em copas, não conversa com a classe política, não responde as reivindicações dos vereadores e assim a tal articulação política é inexistente. Para se ter uma idéia, o governo perdeu o ex-vereador Lustosa, que foi um dos primeiros a apoiar o Américo nas votações de matérias importantes para o novo governo na época. O governo acaba de perder o Jademil, que tinha tudo para está revolucionando o SAAE, mas que saiu por falta de condições de trabalho. Infelizmente, essa é a realidade.

  1. E para finalizar: o Antônio Pires e a vereadora Liza Pires hoje, são oposição?

Sim, somos oposição porque não foi esse modelo de governo que defendemos em palanque e ajudamos a construir. Nos comprometemos a fazer um governo participativo, em que a população teria voz e que as ações chegariam de fato a quem precisa. Não há como compactuar com um governo de poucos, de perseguição, feito de autoritarismo e que ignora os cidadãos. Os empregos sumiram, a população está à mercê da própria sorte e não vemos uma luz no fim do túnel. Estamos tranquilos por estarmos fazendo a coisa certa e conscientes de que a população entenderá nosso posicionamento. A nossa missão de defender os interesses da população permanece de pé. Vamos continuar fazendo política independentes, tendo por base nosso grupo e trilhando os caminhos que o povo achar que devemos trilhar, pois somos servidores do povo.

Bomba! A denúncia que pode resultar numa CPI contra o prefeito de Coelho Neto…

Prefeito Américo: governo em meio a denúncias

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), só tem um ano e quatro meses de mandato, mas nesse intervalo de tempo é grande o número de denúncias graves contra o setor de licitação, um dos mais desorganizados do governo.

Fora as inúmeras publicações de erratas e cancelamentos, o setor já foi alvo de denúncias, várias delas com o devido registro feito ao Ministério Público. Uma das mais graves diz respeito a reforma do Centro de Imagem para adaptação e assim abrigar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu.

No dia 16 de março, a Prefeitura de Coelho Neto divulgou no Diário dos Municípios, a licitação de reforma do prédio através da Tomada de Preço nº 003/17  que seria realizada no dia 03 de abril.

Leia mais

Prefeitura de Coelho Neto abre licitação para reforma do prédio do Samu

Prefeitura de Coelho Neto vai reformar prédio do Samu duas vezes

Vixe! Américo manda cancelar licitação da reforma do Samu

A licitação não ocorreu e fomos surpreendidos com a publicação do dia 18 de abril com o edital da Tomada de Preço nº 004/17 assinado na mesma data, só que com licitação marcada desta vez para o dia 04 de maio.

No dia 03 de maio, um dia antes do tal certame, a Prefeitura de Coelho Neto publicou um novo edital desta vez cancelando o último edital, no caso a Tomada de Preço nº 004/2017.

Logo depois foi feita uma nova convocação, desta vez a Tomada de Preço nº 05/2017, cuja vencedora da licitação foi a empresa Construção e Transportes do Maranhão – Cotral, que teve contrato assinado no dia 29 de maio de 2017, no valor de R$ 74.412,08 (setenta e quatro mil, quatrocentos e doze reais e oito centavos).

No frigir dos ovos a bagunça generalizada resultou num a primeira publicação, seguido de um adiamento,uma segunda publicação, um adiamento seguindo de uma nova publicação.

Obra do Samu: Investigação pode virar CPI na Câmara

No dia 15 de junho de 2017, o Blog do Milton Vieira trouxe a tona uma denúncia grave relacionada a esta licitação. Apesar do contrato celebrado entre a prefeitura e a empresa vencedora fosse de R$ 74.412,08 (setenta e quatro mil, quatrocentos e doze reais e oito centavos), um dos partícipes do processo garantiu que a empresa havia vencido o certame mas apresentando uma proposta de apenas R$ 53.699,44 (cinquenta e três mil, seiscentos e noventa e nove reais e quarenta e quatro centavos).

No último dia 21 de abril, o empresário que havia feito a denúncia resolveu se manifestar mostrando documentos que reforçam o indício de fraude.

Mas essa é outra história…

O oportunismo deslavado do prefeito de Coelho Neto…

Governador Flávio Dino ao lado do vice Brandão anunciou o IEMA para Coelho Neto ainda em 2015 sem Américo ter nada haver com a história agora tenta ganhar os dividendos da obra: oportunista

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) não perde a oportunidade de tentar ganhar dividendos políticos-eleitorais até mesmo com aquilo que não é da sua alçada e que não tiveram nenhuma participação sua. Para isso usa a imprensa paga com recursos públicos para tentar ludibriar e enganar aqueles que desconhecem os fatos.

A última postagem para tentar elevar a moral do prefeito disparado pela comunicação do governo é um misto de mal gosto, descaramento e mentiras tudo junto no mesmo caldeirão: Iema de Coelho Neto – um sonho cada vez mais próximo de virar realidade, diz o título da matéria. No teor fala da licitação da unidade de ensino que ainda será realizada e tenta insinuar que a ação só veio após a conversa do prefeito com o governador Flávio Dino (PCdoB) esse ano. É muita cara de pau!

Para esclarecer a verdade dos fatos, o IEMA de Coelho Neto foi anunciado pelo governador Flávio Dino ainda em abril de 2015, naquilo que seria a primeira obra do governo dele na cidade (relembre AQUI). Em setembro de 2016, o Governo do Estado anunciou que o IEMA de Coelho Neto entrava para a fase de projetos (relembre AQUI).

Ainda na gestão do ex-prefeito Soliney Silva (MDB) iniciou-se o processo de doação do terreno para a instituição. Pois bem, em 09 de fevereiro de 2017 (pouco mais de um mês da posse de Américo como prefeito) um dos lacaios do governo na blogosfera fez uma postagem dizendo que as obras do IEMA de Coelho Neto iriam começar. Para enfeitar a história disse que as obras estavam atrasadas porque o ex-prefeito não tinha feito a terraplanagem, mas que ele Américo o faria imediatamente para que as obras fossem iniciadas.

Agora, um ano depois, Américo confirma o quanto é mentiroso. Ora, como é que as obras estavam atrasadas porque o ex-prefeito Soliney Silva não tinha feito a terrapalanagem e que ele ia fazer, se a obra sequer tinha sido licitada? Nas reuniões que teve com o governador, não há qualquer registro público de fala sobre o Iema, é tanto que esse blog fez uma postagem no mês passado fazendo uma cobrança (relembre AQUI), já que na visita dos secretários de estado a Coelho Neto, nada sobre o assunto foi publicizado.

Pois bem é essa a história do IEMA de Coelho Neto, que após 03 (três) anos da promessa vai sair do papel. A obra é um compromisso de Flávio Dino com a cidade e que Américo não tem nada haver com a história.

Sem ter o que mostrar do seu governo incompetente, o prefeito tenta enganar a população com seu oportunismo deslavado.

Mas felizmente quem conhece a história não cai nessa conversa fiada…