Prefeitura de Duque Bacelar realiza mais uma edição da Feira de Agricultura Familiar…

A Prefeitura de Duque Bacelar através da Secretaria de Agricultura realizou no último sábado (07), uma edição da Feira de Agricultura Familiar na praça Vicente Vilar.

Com barracas padronizadas fornecidas pela Secretaria de Agricultura Familiar do Estado, os agricultores ganharam um canal a mais para comercializar seus produtos e consequentemente manter acesa a chama da economia local.

O secretário de Agricultura Toinho da Gracinha comemorou o resultado da ação. “Esse é mais um dos projetos ousados da gestão do prefeito Jorge Oliveira, que de fato tem colocado a agricultura como prioridade do seu governo e os resultado começam a ser contabilizados. Além do agricultor garantimos espaço ao pequeno empreendedor que pode utilizar desse espaço para vender seu produto”, explicou ele.

A atividade realizada em um local estratégico e com bastante visibilidade chama atenção de quem passa e tem sido sucesso desde a sua primeira edição em agosto.

Fotos: Max Sutdio

Jorge Oliveira destaca avanços na Agricultura Familiar do Estado

O prefeito de Duque Bacelar Jorge Oliveira (PCdoB) elogiou as iniciativas do Governo do Estado para fortalecimento da agricultura familiar.

A declaração foi dada durante a entrega de 21 patrulhas agrícolas, títulos de terra que beneficiarão 158 famílias e recursos de chamadas públicas para incrementos de cadeias da juçara, coco babaçu, entre outros, com investimentos que somam R$ 8 milhões para a produção familiar local.

“Não podemos deixar de reconhecer o esforço do governador Flávio Dino e do secretário Adelmo Soares em investir na agricultura familiar. Fazemos esse reconhecimento público porque Duque Bacelar também está inserido nesse contexto e tem recebido benefícios importantes neste setor por parte do Governo do Estado”, disse o prefeito.

A agricultura família é uma das prioridades de Jorge Oliveira definidas ainda na campanha eleitoral e que ele vem buscando junto ao governo estadual as parcerias necessárias para tornar reais os investimentos neste setor.

Prefeitura de Duque Bacelar realiza Dia “D” do Programa de Aquisição de Alimentos

A Prefeitura de Duque Bacelar através da Secretaria de Agricultura realizou na última segunda (29), uma programação especial em alusão ao Dia “D” do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA.

O evento contou com a presença do prefeito Jorge Oliveira, do Superintendente de Reordenamento Agrário da Secretaria de Agricultura Familiar do Estado (SAF), Pedro Belo e o secretário municipal de Agricultura, Toinho da Gracinha.

Durante a programação houve uma visita a agricultores que farão parte do programa, nos povoados Sítio Novo e Mocambo Velho.

A ação marcou o início do programa no município, onde foi realizado a primeira compra junto aos produtores  cadastrados e que agora fornecerão ao município.

“Fortalecer a agricultura é um tema que exerce papel de destaque no noso governo. Estamos realizando ações com recursos próprios e ao mesmo tempo recebendo apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura Familiar para que essas ações sejam ampliadas e fortalecidas. O agricultor familiar continuará tendo todo apoio do nosso governo”, destacou o prefeito Jorge Oliveira.

Secretário de Agricultura Familiar do Estado reforça parceria com governo de Jorge Oliveira

Em visita institucional realizado nesta sexta (06), em Duque Bacelar, o secretário de Estado da Agricultura Familiar Adelmo Soares, reafirmou a parceria do Governo do Estado com a gestão do prefeito Jorge Oliveira (PCdoB).

Adelmo Soares e Jorge Oliveira durante entrega de sementes em Duque Bacelar

A visita é uma demonstração de prestígio por se tratar de uma agenda institucional de um representante do governador, seis dias após a posse do novo prefeito. A programação foi marcada pela solenidade de entrega das sementes selecionadas para agricultores do município.

Adelmo Soares e Jorge Oliveira com comitiva durante visita a plantações de agricultores

“Queremos aumentar a quantidade dessas sementes, vamos pleitear mais kit´s de agricultura, estamos precisando de poços artesianos, enfim estamos aqui para cobrar que as ações da Secretaria de Agricultura Familiar chegue até o nosso agricultor. O governo é nosso apoiador e precisamos que essa parceria se torne cada vez mais efetiva”, disse o prefeito Jorge Oliveira sob aplausos dos presentes.

Prefeito Jorge Oliveira ao fazer uso da palavra

Durante o evento, a comitiva fez uma visita para verificação “in loco” dos kits de agricultura que foram disponibilizados para a cidade que foram usados em plantações de milho, feijão e macaxeira.

Secretário e Prefeito durante visita a plantações de agricultores

“Estamos aqui para celebrarmos a experiência êxitosa dos primeiros kits de agricultura e a entrega das primeiras sementes dessa primeira parceria oficial com seu governo prefeito. Pode ter certeza que novas parcerias haveremos de estabelecer para fortalecer a agricultura familiar de Duque Bacelar e a nossa presença aqui hoje é para reafirmar isso”, declarou Adelmo Soares.

Adelmo reafirmou apoio do Governo do Estado ao governo de Jorge Oliveira

Estiveram presentes diversas autoridades dentre as quais o vice-prefeito Carreta, o presidente da Câmara José Ocean, o secretário de Agricultura Toinho da Gracinha, além de outros secretários, vereadores e agricultores do município.

Modernização da Central de Agricultura Familiar de Afonso Cunha será inaugurada…

13567122_1212764692066901_837685812844708506_n

A Prefeitura de Afonso Cunha através da Secretaria de Agricultura realiza nesta sexta (15), na Praça da Comunidade, a inauguração e modernização da Central de Abastecimento da Agricultura Familiar.

O kit de modernização é composto por veículo caminhão baú frigorífico, mesa de escritório, impressora, cadeira c/rodas, computador, balança eletrônica, balança de piso, freezer vertical, freezer horizontal, lavadora de alta pressão e pallests.

Será feito ainda a entrega de 01 moderno kit agrícola formado por trator Agrícola, carreta tanque pipa, batedeira de cereais MATRON, roçadeira hidráulica RHA 150, carreta agrícola CEMAG e plaina dianteira PDV.

Assembleia Legislativa participa do lançamento de ações em prol da agricultura familiar

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), e outros parlamentares participaram, nesta quinta-feira (2), do lançamento de diversas ações de Incentivo à agricultura familiar. Em solenidade realizada no Palácio Henrique de La Rocque, o Governo do Estado entregou títulos de terras, kits agrícolas, motocicletas, além de anunciar chamada pública para investimento em projetos produtivos.

a1829ae14a3556a2a1d45ac065f407d2

Cleudiane Santos é produtora agrícola e moradora da comunidade Itapera de Maracanã, zona rural de São Luís. Ela vive da produção de verduras, frutas, vegetais e tubérculos, junto com outras famílias que compartilham a mesma área de produção. Agora ela terá a oportunidade de melhorar a sua produção, pois foi uma das completadas pelo projeto ‘Quintais Produtivos’, que distribuiu 300 kits agrícolas para mais de mil famílias em 34 municípios.

“Somos uma comunidade que tem uma área muito boa de produção e, por isso, plantamos bastante. O kit que estamos recebendo melhora o nosso trabalho, a nossa produção, porque cultivamos o ano inteiro, então precisamos molhar a produção todo dia”, afirmou.

Além dos kits, também foram entregues 50 motos para assistência técnica e extensão rural da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp). Foram entregues ainda títulos de posse de terras aos moradores dos municípios de Lago da Pedra, Pedro do Rosário e Brejo de Areia.

“O Maranhão é um estado potencialmente agrícola e rural. O governador Flávio Dino tem buscado vários incentivos para desenvolver esse potencial”, destacou Adelmo Soares, secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF).

O presidente da AL elogiou a iniciativa e ressaltou a importância dos investimentos para os produtores agrícolas do Maranhão. “É um projeto que vai incentivar a produção e o desenvolvimento através da agricultura familiar. São iniciativas de grande importância para o desenvolvimento do estado”, assinalou Humberto Coutinho.

021ed3051a2195d3b088c26b8cd206b9

O deputado Fábio Braga (SD) também ressaltou a importância desses investimentos. “Boa parte da população do estado vive na zona rural. E a produção dos pequenos, médios e grandes produtores deve ser incentivada e melhorada. Isso incentiva o desenvolvimento do estado e melhora os nossos índices”, disse. Participaram também da solenidade os deputados Bira do Pindaré (PSB), Levi Pontes (PCdoB), Paulo Neto (PSDC) e Ricardo Rios (SD).

ANÚNCIO DE INVESTIMENTOS

Durante a solenidade aconteceu também a posse da nova presidente do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Margareth Teixeira Mendes. Foi lançada ainda chamada pública para seleção e apoio de projetos produtivos de comunidades de baixa renda do estado, com investimentos no valor de R$ 6 milhões.

Além disso, foi anunciada a inclusão do Maranhão no Programa 2ª Água, do Governo Federal. A parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Governo do Estado irá destinar R$ 40 milhões para construção de cisternas, que garantirão acesso à água para irrigação e consumo de rebanhos. Cerca de 4 mil famílias rurais maranhenses serão beneficiadas com tecnologias sociais de acesso à água para produção de alimentos.

“Nós acreditamos muito no papel da agricultura familiar, que vai ampliar o mercado, o comércio e a oferta de serviços. É justamente esse o caminho para o crescimento verdadeiro e inclusivo”, completou o governador Flávio Dino.

Em ti quero alegrar-me e exultar, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo. Salmos 9:2

Governo apresenta experiências de agricultura familiar para Fundo Internacional de Desenvolvimento

Foto-2-Visita-de-representantes-de-Fundo-Internacional-ao-MA

Em visita ao Maranhão, esta semana, representantes do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrário (Fida) conheceram experiências bem sucedidas na área de produção agrícola familiar que estão sendo colocadas em prática no interior do estado. O Fida é um órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU).

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, e os adjuntos, Luciene Figueiredo e Chico Sales, levaram os consultores do Fida Emmanuel Bayle e Octávio Damiani, para conhecerem experiências colocadas em prática pela Associação em Áreas de Assentamento no Estado do Maranhão, nos setores de educação e produção.

Entre as propostas, eles conheceram as escolas agrícolas de metodologia de alternância, a Escola de Ensino Médio e Técnico Prof. Manuel Monteiro e Escola Família Agrícola Antônio Fontenele (de ensino Fundamental), além da Cooperativa dos Pequenos Produtores Agroextrativistas de Lago do Junco. Mais de 500 alunos já foram formados nas duas escolas, que são, segundo seus administradores, referência no modelo de alternância no país.

Já a Cooperativa dos Pequenos Produtores Agroextrativistas de Lago do Junco Ltda. (Coppalj), única produtora de óleo orgânico de babaçu no país, conta com mais de 160 famílias beneficiadas pela comercialização do produto com gigantes da indústria cosmética no mundo.

“A COPPALJ vende cerca de 90% de sua produção orgânica de óleo de babaçu para empresas de cosméticos como L´Oréal, Aveda e a cooperativa italiana Mundo Solidário”, disse o consultor técnico da Assema, que presta serviços para a Cooperativa, Valdener Miranda.

Os técnicos do Fida gostaram de conhecer experiências como as que estão sendo colocadas em prática em Lago do Junco. “É interessante verificar como moradores de comunidades que passaram por sérios problemas se uniram e conseguiram fazer um excelente trabalho”, disse o consultor, Damiani, se referindo aos problemas de conflitos de terra em Lago do Junco nos anos 1960.

As visitas, segundo o consultor Octávio Damiani, juntamente com reuniões realizadas com o Sistema SAF e movimentos sociais, auxiliarão na confecção do memorando que será apresentado ao governador Flávio Dino, nesta sexta-feira (16), pelo gerente de Operações do Fida no Brasil, Paolo Silveri.

“O memorando tem a mesma função de uma carta de intenção e contará com muitos pontos que serão inseridos em um acordo de cooperação, a ser apresentado em pouco tempo”, informou o secretário Adelmo Soares.

Nesta quinta-feira (15) os consultores do Fundo estiveram reunidos na sala da Vice-Governadoria do Estado para desenvolverem o texto do memorando, base para a assinatura de um acordo de cooperação. O texto ainda será alinhado com o Sistema SAF, à frente da parceria em desenvolvimento. Eles também conheceram o trabalho de cadastro quantitativo e qualitativo desenvolvido pelos técnicos de ATER do Plano Mais IDH. A apresentação foi feita pelo secretário Adelmo Soares.

Fida

O International Fund of Agricultural Development (IFDA) foi criado pela ONU, em 1977, para responder à crise de alimentos. No Brasil mantém escritórios em Brasília e em Salvador.

SAF reúne prefeituras e entidades para tratar do Fórum do Abacaxi

Reunião Abacaxi

Nesta segunda-feira (06), o vice-governador do Estado, Carlos Brandão, e o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, deliberaram sobre o desenvolvimento da cadeia produtiva do abacaxi no Maranhão, junto aos prefeitos municipais de Fortuna, São Domingos, Tuntum e Buriticupu, além de representantes de instituições como Embrapa, Faema, e Banco do Brasil.

A reunião foi aberta com a apresentação preliminar sobre a discussão do projeto de desenvolvimento do abacaxi no Maranhão. Cerca de 20 municípios estarão envolvidos no chamado Fórum do Abacaxi, liderados pelas experiências já exitosas de São Domingos do Maranhão e Turiaçu.

Os municípios foram instruídos sobre os critérios de participação como possuir um Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável – CDMRS, participar do Cadastro Ambiental Rural, Garantia Safra, Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Segundo os dados apresentados pelo coordenador de Departamentos da SAF, Osvaldo de Albuquerque, o plano preliminar prevê 2 mil hectares para 6 mil agricultores, somando 24 mil pessoas beneficiadas através das famílias produtoras nos 20 municípios.

Para o vice-governador Carlos Brandão é essencial para o sucesso do empreendimento a continuidade independente das gestões públicas. “Pensamos em um arranjo produtivo de longo tempo e há muitos projetos parados em nosso estado por falta de pequenos ajustes. É importante que haja o comprometimento para além do Governo em exercício. Além disso, não há nada que dê melhor e mais rápido retorno que um projeto de Agricultura Familiar”, ressaltou o vice-governador, Carlos Brandão.

Segundo o prefeito de São Domingos, Clovis Tratorzão, mais de 200 famílias trabalham na cultura do abacaxi no município. “Estamos muito felizes em participar dessa iniciativa para tratarmos da cultura do abacaxi. Somos os maiores produtores no Maranhão, nossa economia base é essa. Dessa forma, é muito bom saber que o Governo do Estado está empenhado em desenvolver essa produção”, comentou o prefeito de São Domingos, Clovis Tratorzão.

Adelmo Soares, secretário de Agricultura Familiar chamou atenção para a necessidade de viabilizar recursos para o projeto. “Vamos abrir uma chamada pública para o abacaxi. Não é um projeto barato, mas sem dúvidas trará enormes benefícios para nosso Estado”, disse.

Beneficiários do Brasil sem Miséria são incluídos no Programa Garantia-Safra

agerp-2

Na última quinta-feira, 17, no município de Magalhães de Almeida, 300 agricultores beneficiários do Programa Brasil sem Miséria (PBSM) foram contemplados com o Programa Garantia Safra, durante reunião de abertura das oficinas de politicas públicas, referente à Chamada Pública do Baixo Parnaíba. A reunião é destinada à prestação de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para agricultores e agricultoras familiares em situação de extrema pobreza, em execução no Maranhão, com ações simultâneas coordenadas pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF).

O anúncio foi feito pelo presidente da Agerp, Fortunato Macedo, junto ao secretário de agricultura do município, Antônio Gomes, que firmarão uma parceria entre os órgãos públicos em prol do agricultor familiar. O programa Garantia-Safra é um seguro para agricultores familiares com renda mensal igual ou inferior a 1,5 (um e meio) salário mínimo, cujo valor para a safra 2015/2016 será de R$ 850 por agricultor, divido em 5 parcelas de R$ 170. O programa visa garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios sujeitos a perda de produção, em razão de fenômenos naturais como a estiagem, o excesso ou irregularidade das chuvas.

“Temos dois principais objetivos, e também desafios, que são garantir a Ater para as famílias já incluídas no Plano Brasil Sem Miséria e agora dar continuidade ao trabalho, possibilitando mais um benefício social para os agricultores sujeitos a perda de safra, garantindo a produção e mudança na qualidade de vida do homem do campo”, disse Fortunato Macedo.

O evento prosseguiu com a programação da chamada pública com oficinas diárias, das quais participaram 20 agricultores, por cada modalidade de oficinas. A Chamada do Baixo Parnaíba integra ações do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), no âmbito do Programa Brasil sem Miséria, para famílias com renda mensal inferior a R$ 80 per capita. Composta por duas fases, com 18 etapas cada, a chamada beneficiará 4.100 agricultores, divididos em 15 municípios do Estado.

Dentre as atividades da Chamada Pública do Baixo Parnaíba, para os cinco municípios que compõem a segunda fase: Água Doce, Santana do Maranhão, Magalhães de Almeida, Araioses e Tutóia, constam a execução, avaliação de diversas atividades individuais e coletivas, que têm por objetivo o fortalecimento da agricultura sustentável, promoção da segurança alimentar, disponibilização de serviços de assistência técnica, aumento da produção, comercialização e mudança na qualidade de vida destas famílias.

Estiveram presentes no evento o prefeito da cidade, Tadeu de Jesus Batista, o diretor de Ater da Agerp, Pedro Pascoal e a equipe técnica da Agerp.

Flávio Dino entrega certificados e técnicos fortalecerão agricultura familiar nos municípios com menor IDH

O pequeno agricultor Fidelismar enfrentou durante anos dificuldades com a sua produção. Ele pensava em sair do Maranhão, mas mudou de ideia. São João do Sóter, cidade onde ele mora, será um dos 30 municípios em que famílias de pequenos agricultores irão receber assistência especializada para melhorar a produção e combater a fome.

Durante discurso, governador Flávio Dino parabenizou os técnicos. Ao fundo, entre as autoridades, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Humberto Coutinho; o vice-governador Carlos Brandão e o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares.
Durante discurso, governador Flávio Dino parabenizou os técnicos. Ao fundo, entre as autoridades, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Humberto Coutinho; o vice-governador Carlos Brandão e o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Fidelismar Gonçalves participou do evento de certificação de 90 técnicos em Agricultura Familiar que irão para os municípios com menor IDH do Maranhão. A assistência técnica que chegará a essas comunidades vai beneficiar mais de três mil famílias nos 30 municípios com menor IDH do Maranhão. Ao priorizar pessoas vulneráveis, que vivem em situação de risco e de extrema pobreza, o governador Flávio Dino aponta a produção interna como um dos caminhos que garantirá a força impulsionadora para diminuir os problemas sociais e proporcionar desenvolvimento econômico para o Maranhão.

“A luta contra a desigualdade social é a força que nos move. Desenvolvimento sem igualdade social não se sustenta. Queremos que os pequenos produtores sejam capazes de prover o sustento, com segurança alimentar, rompendo com a fome em nosso estado. Precisamos também olhar adiante, compreender que o Plano de Ações Mais IDH é um conjunto de ações que reduzem as desigualdades e oferecem novas oportunidades de vida às pessoas”, afirmou Flávio Dino.

O Governo do Estado investiu R$ 23 milhões na implantação dos ‘Sisteminhas’ nos 30 municípios que possuem o menor IDH do Maranhão. Os 90 técnicos certificados foram aprovados em um seletivo, em seguida, capacitados através de cursos teóricos e práticos, e a partir do dia 24 de setembro seguem para os municípios do Plano de Ações Mais IDH onde implantarão os Sisteminhas.

O governador Flávio Dino e o produtor rural Fidélix Gonçalves, de São João do Sóter, uma das cidades que irão receber os técnicos em agricultura familiar do Governo do Estado. Foto: Karlos Geromy/Secom
O governador Flávio Dino e o produtor rural Fidélix Gonçalves, de São João do Sóter, uma das cidades que irão receber os técnicos em agricultura familiar do Governo do Estado. Foto: Karlos Geromy/Secom

Participaram do ato de certificação dos 90 técnicos, o vice-governador Carlos Brandão, o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, os deputados estaduais Rogério Cafeteira, José Inácio, Vinicius Louro, Paulo Neto, Toca Serra e Sérgio Frota. Os presidentes dos órgãos, Fortunato Macedo(Agerp), Mauro Jorge(Iterma) e Waldemicio Ferreira (Embrapa), participaram do evento ao lado de Chico Miguel (Fetaema), Davi Telles (Caema), prefeitos, gestores e secretários municipais.

Como funcionam os Sisteminhas?

O principal objetivo dos Sisteminhas, implantados pela Secretaria de Agricultura Familiar, com o apoio da Agerp, Iterma e Embrapa, é combater a fome nas comunidades mais pobres do estado, a partir da troca de experiências e do conhecimento. Ao utilizar o conhecimento tecnológico para diminuir as desigualdades sociais o projeto é capaz de retirar famílias da extrema fome depois de 5 meses dos sistemas já implantados nas comunidades.

Para que o Sisteminha funcione é preciso que os produtores tenham um tanque de piscicultura, montado a partir de módulos. O módulo do peixe é o que gera maior consumo de ração e consumo de energia elétrica necessária para movimentar as bombas instaladas. A partir de R$ 500,00 o Sisteminha cria mecanismos para que as famílias consigam produzir alimentos para consumo interno e com os excedentes podem comercializar, gerando emprego e renda.

“A transformação começa agora. Vamos gerar riqueza no coração de cada maranhense, transformar a fome e a tristeza em esperança de dias melhores. Esse é o papel da Agricultura Familiar, saber que as famílias poderão ficar no Maranhão porque agora vivemos um estado de oportunidades”, disse o secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

O doutor em Genética, Luiz Guilherme, criador do Sistema Integrado de Tecnologias Sociais, os “Sisteminhas” da Embrapa, participou da certificação e relembrou a principal finalidade do programa que é combater a fome e suprir as necessidades das famílias em mais de 300% das suas necessidades diárias.

“Esse modelo agrícola sustentável traz esperanças, resgata a dignidade das pessoas e faz com que elas voltem a acreditar na vida e a sonhar. Nós devolvemos àquelas famílias a capacidade de sonhar e como é bom poder transformar sonhos em pequenas realidades”, disse o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Durante um ano, os 90 técnicos selecionados e capacitados pelo Governo do Estado estarão imersos nas comunidades dos municípios com menor IDH do Maranhão. Natural de Pindaré, o técnico Ronald Pereira, vai trabalhar no município de São João do Caru. Ronald disse que poder transmitir o conhecimento que eles aprenderam para as pessoas que mais precisam é uma das tarefas mais gratificantes no processo de implantação dos Sisteminhas.

Momento comemorativo com o governador entre os técnicos que receberão a certificação na manhã desta terça (15).
Momento comemorativo com o governador entre os técnicos que receberão a certificação na manhã desta terça (15).

As equipes chegarão nos municípios a partir do dia 24 de setembro, nos municípios de Fernando Falcão, Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Satubinha, Água Doce do Maranhão, Lagoa Grande do Maranhão, São João do Carú, Santana do Maranhão, Arame, Belágua, Conceição do Lago-Açú, Primeira Cruz, Aldeias Altas, Pedro do Rosário, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, São João do Sóter, Centro Novo do Maranhão, Itaipava do Grajaú, Santo Amaro do Maranhão, Brejo de Areia, Serrano do Maranhão, Amapá do Maranhão, Araioses, Governador Newton Bello, Cajari, Santa Filomena do Maranhão, Milagres do Maranhão, São Francisco do Maranhão e Afonso Cunha.