Soliney, Luiz Ramos e o abraço dos afogados…

Há cada dia que passa, a população tem mais motivos para desacreditar da classe política devido ao comportamento dubio que seus representantes desempenham no dia a dia.

A cidade de Coelho Neto por exemplo, assistiu estupefata nesta terça (20), pela tv local, a retomada da “velha parceria” do agora presidente-biônico da Câmara vereador Luiz Ramos (PSD) e o ainda prefeito Soliney Silva (PMDB).

Para quem não lembra, Ramos foi um dos vereadores que impuseram em Soliney a famosa derrota na disputa da Câmara em 2014, quando o prefeito desejava a eleição de Raimundão e os vereadores rebelados optaram por eleger o então vereador Márcio Almeida (PMDB).

Depois disso, Luiz Ramos passou a fazer oposição sistemática contra o governo municipal. Ao fazer uso da tribuna, por diversas vezes vociferava contra o governo de Soliney, suas práticas e seus métodos.

Para contrapor o adversário, o prefeito decidiu usar de sua influência para tomar o comando do PSD (partido do vereador), a fim de liquidá-lo politicamente. A operação só não surtiu efeito porque o presidente Claudio Trinchão não aceitou.

Respeitado pela posição firme que manteve contra o prefeito, Ramos disputou a reeleição no palanque do empresário Luis Serra (PSDB), e garantiu a renovação do mandato.

Com a inesperada posse na cadeira principal do Poder Legislativo na semana passada, Luiz Ramos resolveu mostrar sua verdadeira faceta e fazer jus ao ditado “quer conhecer alguém dê-lhe a ele poder”. Foi esse motivo e interesse nada republicano de se manter no comando da Câmara que fez o parlamentar esquecer o passado recente, deixar a dignidade de lado e “pedir benção” a quem ele até poucos dias atrás condenava.

Soliney na ânsia de ainda mostrar força no encerramento do mandato, também decidiu fazer vista grossa do tratamento que recebeu do agora neo-aliado, já que tenta a todo custo  interferir na eleição da Mesa Diretora para ganhar dividendos políticos com a disputa.

Juntou a fome com a vontade de comer.

E o resultado é um verdadeiro abraço dos afogados…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *