Sem limpeza, principal cartão postal de Coelho Neto agoniza…

388

Quando era apenas um apresentador de rádio sedento para sentar na cadeira de prefeito, o petista Américo de Sousa (PT), passava a semana inteira apontando os problemas da cidade.

Uma das pautas constantes era o abandono da praça João Santos. Quando assumiu o governo, o petista se preocupou em pintá-la (um dos poucos equipamentos que foram pintados com as cores do governo atual) e reativar a fonte luminosa.

No início do primeiro ano de governo, quando seu secretário de Meio Ambiente implicou com “as tias da batata” e quando ele tinha coragem de ir ao rádio todos os finais de semana (hoje não tem mais porque não tem o que dizer), o prefeito prometeu que a praça seria revitalizada, inclusive com espaço próprio para as merendeiras.

Hoje estamos no terceiro ano, a fonte luminosa continua funcionando, mas o espaço das merendeiras foi ignorado e a praça agoniza sem limpeza, embora esse quadro não seja uma particularidade da Praça João Santos.

Contraste da fonte luminosa com o matagal: descaso

O governo se esforça para tentar mostrar que o setor está em funcionamento, mas é desmascarado todas as vezes que surgem denúncias como essa.

O principal cartão postal da cidade agoniza com o descaso de quem tanto já cobrou cuidados.

E o governo não anda porque tropeça na própria incompetência…