Professores criticam discurso do prefeito de Coelho Neto durante Conferência de Educação

6
Platéia lotada esperou novidades que não vieram e esnobaram discurso intimidatório do petista. Foto: Portal da Prefeitura

Professores ouvidos pelo blog, criticaram o discurso do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), proferido na durante a abertura da Conferência de Educação realizada na última terça (30), no Teatro Municipal.

Incomodado com as críticas que tem recebido, o petista mais uma vez deixou de lado a liturgia do cargo e partiu para um discurso intimidatório e cheio de indiretas. O mandatário deixou claro seu incômodo com os posicionamentos contrários das redes sociais e deixou nas entrelinhas que gostaria de ouvir elogios, mesmo quando não há motivos para tê-los.

Aquilo que Américo dizia que nos governos anteriores era obrigação, como o pagamento do salário dos sevidores por exemplo, hoje ele trás para sua realidade como se fizesse algo inédito. Hoje vende um reajuste salarial para profissionais do magistério de acordo com o piso nacional, mas esquece que maltratou servidores ao cortar o incentivo deslocamento de contratados que trabalharam na zona rural e deu calote no pagamento de horas extras de professores que trabalharam aos sábados no ano passado, por exemplo.

Nem parece a mesma pessoa. Américo cobrou união quando ele mesmo com seu perfil perseguidor é quem divide a cidade em dois lados: um com seus poucos aliados e outro formado pela grande maioria da população que rejeitam seu governo desastroso.

A pessoa que criticou a tudo e a todos durante 20 anos hoje não quer ouvir críticas. Mesmo liderando um governo fraco, desorganizado e sem resultados práticos.

O vendedor de ilusões é um engodo…