Prefeitura de Coelho Neto cancela licitação denunciada pelo vereador Rafael Cruz…

Rafael Cruz denunciou licitação com suspeita de favorecimento

 

 

Na sessão da última segunda (05), o vereador usou a tribuna da Câmara para denunciar suspeita de favorecimento em processo licitatório realizado pela Prefeitura de Coelho Neto. A denúncia do parlamentar se referia a licitação de recuperação de ruas no valor de R$ 1.400,00 (um milhão e quatrocentos mil reais).

De acordo com o vereador, o dono de uma empresa esteve na cidade, pegou o edital, fez todo o processo legal e em seguida foi com seu engenheiro para fazer a inspeção das ruas que seriam recuperadas para que ele pudesse colocar o seu preço e em seguida ter condições de concorrer o certame.

Dai por diante começou-se um dilema. Ele procurou o engenheiro da Prefeitura que disse não poder assinar a inspeção em decorrência de não ter portaria. Foi atrás do secretário de Obras Orlando Azevedo que começou a fugir, tanto do empresário, como do engenheiro da empresa.

Conhecedor dos seus direitos, o dono da empresa foi até o Ministério Público para apresentar a denúncia. O funcionário do Ministério Público acompanhou o empresário e o engenheiro até a prefeitura e o secretário de Obras teve a audácia de mandar dizer que não os acompanharia na inspeção.

Quase dois dias depois da denúncia, a Prefeitura publica um edital cancelando a licitação e estranhamente que a nova data não seria mais publicada no Diário da Famem como de costume, mas no Diário Oficial do Estado.

Nesse angu tem caroço, pode ter certeza…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *