OPOSICIONISTAS EM COELHO NETO DIVERGEM NO APOIO AO GRUPO SARNEY

OPOSICIONISTAS EM COELHO NETO DIVERGEM NO APOIO AO GRUPO SARNEY


Nem tudo é flores, essa afirmação pode ilustrar a conjuntura que começa a se desenhar dentro do grupo das “oposições coligadas” em Coelho Neto. Pelo menos no apoio ao sucessor da governadora Roseana Sarney – PMDB os líderes oposicionistas começam a divergir.

Em reunião recente realizada no último dia 12, com líderes oposicionistas o ex-prefeito Antonio Cruz-PP defendeu a idéia de que a oposição se afaste de uma vez por todas do grupo Sarney alegando desprestígio. De acordo com o ex-prefeito, o grupo nunca fora contemplado com nada, portanto não há como ser fiel se o grupo em Coelho Neto só é lembrado em período eleitoral, teria dito ele sob aplausos dos presentes.

Já o candidato derrotado para deputado estadual e prefeito Américo de Sousa – PT, prova cabal do desprestígio junto a governadora, teria colocado panos quentes na proposta defendendo a manutenção do grupo na cota de apoio a filha de Sarney. Sempre na contra mão da história, Américo apenas esqueceu de dizer que todo o seu partido está desprestigiado no governo estadual tanto que já é grande a pressão para que o partido saia da base do governo. 

É óbvio que que nesse contexto nem o ex-prefeito Magno Bacelar-PTB eterno aliado dos Sarney e muito menos a ex-prefeita Márcia Bacelar-PV com o marido Antonio Bacelar-PV ocupando cargo no governo federal sob as benção do Ministro Edison Lobão, marchariam num projeto contrário ao grupo que atualmente comanda o Palácio dos Leões. 

Pelo andar da carruagem e o contexto inicial começa a ficar claro as divergências das “oposições coligadas” no apoio a governadora Roseana Sarney. É cedo ainda, mas se continuar assim é quase certo que nesse aspecto será cada um por si e Deus por todos. É aguardar pra ver.

Deixe uma resposta