Obra dos centros de hemodiálise foram paradas por Flávio Dino

0

andrea-1

A deputada estadual Andrea Murad (PMDB) revelou hoje (24), em postagem na sua página no Facebook, que a gestão Flávio Dino (PCdoB) paralisou as obras de construção de sete centro regionais de hemodiálise.

Segundo ela, antes de sair do governo, Roseana Sarney (PMDB) deixou projetos e recursos para construção das unidades. O assunto foi tema de debate depois de reportagem do jornalista Alex Barbosa, exibida no Jornal Nacional, mostrar a via-crúcis de maranhenses em busca do serviço de diálise (reveja).

“Foram disponibilizados R$ 13,4 milhões para a construção de centros regionais em sete grandes cidades do Maranhão: Coroatá, Chapadinha, Imperatriz, Pinheiro, Santa Inês, São José de Ribamar e São Luís. Em muitos desses municípios, as obras foram iniciadas e, logo que o governador assumiu, paralisadas. Antes de deixar a pasta, o ex-secretário Ricardo Murad deixou os 33 módulos de hemodiálise no Hospital Dr. Carlos Macieira e ainda aparelhos avançados para hemodiálise contínua, de curta duração, para pacientes na UTI, que não suportariam um procedimento tradicional”, disse a deputada.

Ela lamentou a “peregrinação” dos pacientes, como mostrado na reportagem.

“Pacientes de Chapadinha, nessa peregrinação para São Luís para fazer Hemodiálise, não deveriam estar passando por isso que o Jornal Nacional mostrou na noite de ontem (assista). Chapadinha já deveria ter seu centro de hemodiálise funcionando se a gestão de Flávio Dino fosse mais eficiente. Porque recursos foram deixados, o projeto já estava em execução, mas, infelizmente, o governador não consegue dar prosseguimento às obras asseguradas pelos recursos do BNDES”, escreveu em sua página oficial.