O SAAE na gestão de Soliney e o SAAE na gestão de Américo…

Jademil e Américo: água e óleo

 

 

Quem puxar um pouco na memória vai lembrar que quando o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) apresentava um programa de rádio, mentindo para chegar ao poder, vai lembrar que uma das maiores críticas era voltada a questão da água.

Atrás do microfone o petista dizia que no Bairro Bonsucesso por exemplo, tinha uma pedra de sal no poço que servia água para a população. Passado um ano do mandato, alguém sabe dizer se o prefeito retirou a pedra de sal do poço?

Pois bem, no governo do ex-prefeito Soliney Silva (MDB), o atual diretor Jademil Gedeon tinha autonomia e o setor funcionava. Foram 10 poços perfurados na sede e 10 poços perfurados na zona rural, transporte exclusivo, duas motos, combustível e autonomia ao diretor de manutenção de redes e bombas.

No governo do prefeito Américo o SAAE virou um órgão amarrado. O diretor perdeu a autonomia diante do modelo centralizador do governo, a Prefeitura não perfurou um poço sequer, não tem transporte para manutenção, uma moto parada sem combustível e o diretor de manutenção sem moral pra comprar uma torneira.

Pela lógica, a entrada de uma pessoa do nível de Jademil Gedeon num desgoverno como esse do PT não poderia funcionar, afinal não ganhou a boa fama de administrador da noite para o dia. Américo nunca tinha administrado nada a não ser uma caixa de picolé, que nem foi para frente.

Pense numa união que nunca dará certo.

É como a água e o óleo: não se une gente competente com gente incompetente.

É simples assim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *