O mau exemplo do vereador Luiz Ramos…

foto_2134
Luiz Ramos: em menos de quatro meses agindo como governista e oposicionista

O ex-líder político e ex-prefeito de Coelho Neto Duque Bacelar (1948-1951) dizia que na política existiam os descompromissados que eram como água na gamela, já que dependiam das conveniências políticas para saber para que lado penderiam.

Pois bem, não precisa bater muita cabeça com essa reflexão para se chegar facilmente ao nome do vereador Luiz Ramos (PSD), que atualmente ilustra muito bem esse perfil político na cidade simplesmente porque não se sabe de que lado ele está.

Apesar de ter se mostrado aliado do Prefeito Soliney Silva (PRTB) durante as duas eleições que disputou para o Executivo, foi no turbulento episódio da eleição da Câmara em dezembro ano passado que Ramos resolveu colocar “as unhas de fora” e arrotar independência se autoproclamando como novo oposicionista.

Em abril desse ano (quatro meses depois), o mesmo Luiz Ramos esteve presente na residência do Secretário de Obras e Infraestrutura Chico Vereador defendendo a unidade do grupo do governo para as eleições em 2016, tendo feito inclusive uso da palavra, oportunidade em que rasgou a chita para o atual prefeito.

Para surpresa dos mais descrentes pasmem, esse mesmo Luiz Ramos compareceu recentemente na mesa de lideranças oposicionistas que participaram do evento do PPS, novamente como oposição, mas filiado a um partido do governo.

Que tipo de confiança um político com esse histórico espera passar para a classe política ou para os seus eleitores? Será que os anos de mandato não serviram para que o parlamentar entendesse que o político sem palavra não tem respaldo algum?

Na palavra de qual vereador se acredita: no governista de abril ou no oposicionista de agosto? É por comportamentos dessa natureza que a classe política está tão desacreditada. Simplesmente lamentável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *