Movimento “Fica Albino” vai as ruas de Coelho Neto e manifestantes dão lição de cidadania…

A manifestação do Movimento “Fica Albino” realizada no final da tarde desta quarta (17) foi uma verdadeira lição de cidadania.

O evento convocado pelas redes sociais, foi um protesto pacífico contra a decisão arbitrária de transferência do investigador da polícia civil Albino Klauberth por parte da Secretaria de Segurança Pública do Estado, de Coelho Neto para Açailândia.

A revolta se dá pelo fato da transferência ter motivação política, provocada por figuras inescrupulosas que aproveitaram suas influências para solicitar a mudança. Espontaneamente as pessoas foram chegando e percorreram avenidas do centro da cidade com palavras de ordem e dizeres de “Fica Albino”. Por onde o movimento passava, era saudado pelas pessoas com sinais de apoio e reconhecimento.

O encerramento na praça Duque Bacelar contou com a presença do próprio Albino, que ao surgir foi ovacionado e abraçado por populares.

Uma onda de discursos dos organizadores se revezaram ao microfone defendendo a permanência do servidor na cidade e destacando seu trabalho, tanto na Polícia Civil, quanto na área social que desempenha voluntariamente.

Ao fazer uso da palavra, Albino agradeceu as demonstrações de carinho, destacou seu serviço prestado ao município, se indignou com as perseguições que tem sofrido e enalteceu a atitude do movimento, sempre bastante aplaudido.

Ao final, Albino foi muito assediado pelos presentes e teve que se dividir entre palavras de encorajamento, abraços espontâneos e muitas fotos. O vereador Rafael Cruz e o ex-vice-prefeito Sérgio Guanabara compareceram no encerramento do ato.

4 thoughts on “Movimento “Fica Albino” vai as ruas de Coelho Neto e manifestantes dão lição de cidadania…

  1. Fora Américo e fica Albino. Mudando de assunto, as aulas vai começar em fevereiro pros concursados e os contratados so dia 5 de marco. Na época do Soliney começavam todos juntos concursado e contratados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *