Morre Paulo Bellini, fundador da Marcopolo no RS

O presidente emérito e um dos fundadores da gaúcha Marcopolo, uma das maiores fabricantes de carrocerias de ônibus do mundo, Paulo Bellini morreu na manhã desta quinta-feira (15) em Caxias do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul, informou a assessoria de imprensa da empresa.

Bellini se recuperava de uma infecção. Ele completou 90 anos em janeiro, quando reuniu mais de 800 convidados nos Pavilhões da Festa da Uva. Em sua trajetória, recebeu vários prêmios pela atuação no ramo empresarial e social. Bellini era viúvo e deixa três filhos.

O velório começa às 15h no Memorial São José, em Caxias do Sul. A cerimônia de cremação vai ocorrer às 15h de sexta-feira (16).

Em 2013, então com 86 anos, Bellini foi entrevistado pelo G1 para falar sobre seu “DNA empreendedor”. Ele contou sobre o começo da empresa, com uma pequena equipe que resolveu empreender no interior do estado em plena década de 1950.

“Montamos algo que não existia em Caxias do Sul e nem na região (…) Você tem de se dedicar 100% ao seu negócio para que ele possa dar certo. É preciso ter determinação e fazer as coisas acontecerem. Somente assim o seu negócio poderá prosperar e você atingirá os seus objetivos”, destacou, à época.

A empresa cresceu com o passar dos anos e, hoje, conta com milhares colaboradores e tem fábricas no Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro e em países como Argentina, Austrália, África do Sul e Índia.

Do G1

One thought on “Morre Paulo Bellini, fundador da Marcopolo no RS

  1. Conheci Sr. Paulo Bellini e o irmao mais velho dele; em 1983 no hotel Intercontinental de Frankfurt/Alemanha.

    Ele estava trajado com uma calca CORINGA da cor azul escuro, e usava-se os óculos do tipo maquinista de locomotiva “MARIA FUMACA.”

    Nesta época, ele visitava a Feira de Onibus em Frankfurt junto com os sócios parceiros-economicos Valter e José Martins. A exposicao de onibus foi transferida para cidade Hannover/Alemanha por motivo de espaco. Com o passar do tempo, a empresa Marcopolo S.A. iniciou a expor na Feira de Onibus da cidade Kortrijik na Bélgica.

    Ele fazia uso na Europa da letra “A-Z” o que tem categoria de primeira classe ( luxos ).

    Apaixonado nas lojas de Pescarias e Golfe.

    Segundo a declaracao dele: ” Nao gosto de viajar, mas gosto de estar juntos com meus familiares e amigos !”

    Contava a piada favorita: ” Entrou no onibus uma mulher gorda, suada com o vestido colado na nádegas…”

    E a frase cotidiana era: “Entramos em uma fria !” ou na resposta lhe dava o troco dizendo: “A mae dele é quem faz isso…”

    Como usual trazia de Caxias do Sul na bagagem aérea, um travesseiro pequeno para acalentar a cabeca durante a viagem dentro do carro.

    A última vez que estivemos juntos foi em 2011 na Itália; ele continuava sendo uma pessoa muito reservada na conversacao, a fisionomia dele nao tinha mudado nada apesar da idade avancada. Desta vez chegou com uma pequena diferenca estava usando óculos prar ver os sete continentes do tipo Mr. Warren Buffett.
    Prestei servicos de motorista prar ele em algumas viagens de negócios na Europa.
    Quando ele chegava no aeroporto comentava: ” Tu ainda tens esse carro velho, por que nao compras um Onibus da Marcopolo ?
    Entao lhe respondi: ” Pareco-me como Rockefeller ?

Deixe uma resposta