Implantado em Coelho Neto projeto pioneiro da Segurança Pública…

Uma solenidade concorrida realizada em Coelho Neto nesta quinta (22), marcou a implantação da 1ª Unidade Tática das Cidades – UTC do Maranhão. A ação é um projeto em fase de implantação desenvolvido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública – SSP, com vistas a dotar as cidades do interior de um mecanismo auxiliar no combate à criminalidade.

Autoridades durante a entrega da viatura

O novo serviço consiste num grupamento especial de força, dotado de uma viatura moderna, armamento especial (fuzis, metralhadoras e pistolas das Forças Armadas), e policiais treinados que ficarão sediados na cidade prestando apoio extensivo nas cidades de Duque Bacelar e Afonso Cunha.

Veículo da UTC e os novos policiais

O evento realizado no Teatro Municipal ficou lotado para prestigiar o ato, que contou com a presença de diversas autoridades e da sociedade em geral.

Teatro ficou lotado

Estiveram presentes várias autoridades dentre as quais o Secretário de Segurança Pública do Estado Dr Jefferson Portela, o deputado estadual Rafael Leitoa, do Comandante Geral da Polícia Militar e autor do projeto Coronel José Frederico Gomes Pereira, o Capitão da PM Antônio Carlos Pereira Torres, o Comandante do Policiamento no Interior Coronel Gonçalo Alves, o comandante do 2º BPM de Caxias Tenente Coronel Ruy Fernandes, o Comandante da PM de Coelho Neto Capitão Andrade, a vice-presidente da OAB Subseção Caxias Francisca Meire, os vice-prefeitos eleitos Antonio Pires (Coelho Neto) e Carreta (Duque Bacelar), além dos prefeitos eleitos Américo de Sousa (Coelho Neto) e Jorge Oliveira (Duque Bacelar).

Corporação presente no evento

Durante a solenidade, o Secretário de Segurança Pública Dr. Jefferson Portela foi recebido com honraria pela tropa, para em seguida ser executado o Hino Nacional pela Banda Municipal. Fizeram uso da palavra dentre outras autoridades o Comandante da PM de Caxias Ruy Fernandes, o deputado estadual Rafael Leitoa, o Comandante Geral da PM José Pereira e o prefeito eleito Américo de Sousa.

Comandante Geral da PM Pereira é o idealizador da UTC

O Secretário de Segurança Pública Dr Jefferson Portela foi diversas vezes aplaudido pelo discurso firme que fez de combate à criminalidade. Pediu uma salva de palmas para Américo e Jorge e reafirmou a parceria com estes municípios.  Disse que Américo apesar de receber uma cidade sucateada irá recuperar todos os déficits com trabalho e honestidade, pois foi acreditando nisso que a cidade optou pela mudança. Falou do trabalho técnico do novo serviço, anunciou a implantação de mais uma equipe do Esquadrão Águia na cidade e a entrega de uma nova viatura que junto com a que já foi entregue, ficará à disposição da PM.

Secretário de Segurança Jefferson Portela: discurso de parceria com Coelho Neto e região

Ao final do evento, o Secretário de Segurança Pública fez a entrega da viatura ao Comandante de Caxias Ruy Fernandes e aos prefeitos Américo de Sousa e Jorge Oliveira.

Autoridades recebem a viatura

Estiveram presentes ainda os vereadores Cristiane Bacelar (Solidariedade), Sillas do Louro (PMDB) e Osmar Aguiar (PT), a vereadora eleita Liza Pires, o Assessor de Articulação Política Francisco Duduzinho, o ex-presidente da Câmara Mariano Crateús e os delegados de Caxias Dr Leonan e Dr. Veloso.

Diversos nomes da classe política prestigiaram o evento

Fotos: João Osório

3 thoughts on “Implantado em Coelho Neto projeto pioneiro da Segurança Pública…

  1. Nesse projeto de UTC espero que der certo no estado,mas uma viatura com 4 policiais não são suficientes pra se chamar de força tatica.Sendo que CN ultimanente tem poucas viaturas sucateadas sem pelo minimo fazer uma revisão nesses veiculos.Nobre secretario de segurança publica do Maranhão para combater a criminalidade é preciso ir alem de utc são necessarios reestruturação das policias civil e militar ,aumento seu efetivo,treinamento,salarios,viaturas capacitação etc.Apenas uma viatura pra uma cidade de 50 mil habitantes mais outras duas que somando chegar a 65 mil habitantes não dar.

Deixe uma resposta