Empresa que forneceu medicamentos na gestão de Cristiane Bacelar na Saúde está na mira do MP

Cristiane Bacelar: gestão marcada por licitações com empresas enroladas com a justiça

O Blog do Ludwig divulgou nesta segunda (13), o caso da adesão de Timon à ata de registro de preços realizada do município de Batalha (PI) que resultou na contratação da empresa R. B. Portela Ltda. está sob investigação.

O Procurador-Geral de Justiça do Maranhão, que delegou a promotora de Justiça Adélia Maria de Souza Rodrigues Morais, converteu a Notícia de Fato nº 011665-500/2016 em Procedimento Investigatório Criminal – PIC, tendo em vista a necessidade de continuidade das investigações.

Portaria que trata sobre a investigação

No documento em que o Blog do Ludwig teve acesso trata sobre a adesão de uma ata de registro de preços feito pela gestão do prefeito Luciano Leitoa. “Para fim de apurar os fatos noticiados na representação formulada por Eliomar Feitosa Júnior em face do Prefeito do Município de Timon, LUCIANO FERREIRA DE SOUSA, e outros, de supostas ilegalidades na adesão pelo Município de Timon/MA à Ata de Registro de Preços nº 03/2013 do Município de Batalha/PI (Pregão Presencial nº 003/2013), que resultou na contratação da empresa R. B. Portela Ltda, no valor de R$ 4.323.955,44 (quatro milhões trezentos e vinte e três mil novecentos e cinquenta e cinco reais e quarenta e quatro centavos)”, diz a Portaria nº 70/2017, de 11 de novembro deste ano assinada pela promotora Adélia Maria Sousa Rodrigues Morais da Assessoria Especial de Investigação.

A empresa que será investigada não é desconhecida e tem laços com Coelho Neto. No início do governo do prefeito Américo de Sousa (PT), a então secretária de Saúde Cristiane Bacelar fez adesão a ata de preços de Timon onde a mesma R.B Portela Ltda fazia parte. Ela assinou um contrato com a empresa para fornecimento de medicamentos para Coelho Neto no valor de R$ 238.221,15 (Duzentos trinta e oito mil duzentos e vinte um reais e quinze centavos).

Contrato da empresa com a Secretaria de Saúde de Coelho Neto

Essa não é a primeira empresa que forneceu na gestão de Cristiane Bacelar a ser investigada pelo MP. A empresa Droga Rocha Distribuidora de Medicamentos LTDA também vinda de contratos com Timon está entre as investigadas numa denúncia sigilosa por parte do Tribunal de Contas da União – TCU e condenadas em virtude de fraude constatadas em uma licitação para aquisição de medicamentos no valor de mais de R$ 9 milhões na gestão de Luciano Leitoa (PSB), conforme publicação deste blog em julho deste ano.

Na decisão de março deste ano, a empresa Droga Rocha Medicamentos LTDA foi declarada inidônea pela Corte de Contas e impedida de contratar com o poder público federal por três anos.

Pelo visto a parceria Timon – Coelho Neto tem mais coisa nebulosa do que um simples apoio a um suplente de deputado.

Tá brabo o negócio…

3 thoughts on “Empresa que forneceu medicamentos na gestão de Cristiane Bacelar na Saúde está na mira do MP

  1. Falou a palavra certa Verônica isso é uma grande cachorrada mesmo tanto que esse prefeito falava que era pelo povo e ama a cidade que mora e quando tem a oportunidade de chegar no pódio da prefeitura só põem ao seu lado pessoas altamente incompetentes….
    Acorda pra vida senhor prefeito e veja que tudo que vc tá fazendo tá errado o povo só pede com isso mas. Vc perde muito mais porque sua carreira política também vai acabar. Então acorda e começa a fazer o que é certo!

  2. “CACHORRADA” poí´tica kkkkkkkkkk

    Muito bem colocado! São todos um bando de vermes sanguessugas!!!

    Prefeitura que só tem incompetentes, a começar pelo chefe da quadrilha!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *