Em nota encaminhada ao blog, Prefeitura admite precariedade na transferência de pacientes em Coelho Neto

 

A Prefeitura de Coelho Neto através da Secretaria de Saúde encaminhou nota ao blog dando explicações sobre a transferência de um paciente na carroceria de uma caminhonete ocorrida ontem (22), com imediata repercussão nas redes sociais.

A nota em tom bastante genérico só serviu para confirmar a precariedade do serviço de transferência de pacientes na sede de uma microrregional oferecido pelo governo municipal que recebe cerca de R$ 5 milhões a mais do que recebia em 2017.

Ao negar o envolvimento no envio do carro, a Secretaria de Saúde não deu explicações de como uma prancha própria para o socorro de pacientes similar ao usado pelo Samu chegou para ajudar na transferência do acidentado.

A nota também não explica que “fato novo” teria acontecido na cidade em plena manhã de sábado para que “todas” as ambulâncias da cidade estivessem operando ao mesmo tempo naquele mesmo horário.

Por fim, o governo admite a demora no atendimento e a precariedade do serviço de atendimento móvel de urgência, fator que pode ser decisivo no salvamento de vidas. Nesse caso, a emenda saiu pior do que o soneto.

Segue a íntegra da nota:

Deixe uma resposta