“É uma humilhação”, relata mulher sobre marcação de exames em Coelho Neto

Passou a circular nas redes sociais desde ontem (03), o depoimento de uma mulher relatando o dilema que se tornou a marcação de um simples exame numa Unidade Básica de Saúde – UBS, de Coelho Neto.

A denúncia se refere a UBS do bairro São Francisco onde se passa o caso. “Ela passa a semana todinha mandando a gente ir no dia 03, autorizar e marcar, vem chegar meio dia porque não chegam cedo e quando chega pergunta pela secretária não tem ninguém”, diz ela. O que era para ser uma marcação de exame acabou sendo só uma informação segundo teria dito a atendente.

Ela reclamou a cota mínima para marcação de exame considerando o tamanho do bairro, já que acaba sendo insuficiente para a demanda.

“A gente ir de 4 da manhã, 3 da manhã, a hora que vai é 08 (oito) vagas de ultrassom, para mim é uma humilhação onde é que vai parar tudo isso? Oh povo desorganizado é o povo dessa gestão de agora”, diz ela.

Ouça os áudios:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *