De novo! Américo manda demitir esposa de vereador após críticas ao “bolsa combustível”

Emanuelle e o vereador João Paulo: vítima da perseguição implacável do prefeito Américo de Sousa

Com a chibata na mão e usando da prepotência que lhe é peculiar, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) deu mais uma amostra que a perseguição será a grande marca do seu governo.

Na manhã desta terça (18), a vítima da vingança do prefeito-ditador foi a odontóloga Emanuelle Curvelo, que prestava seus serviços na UBS do bairro Quiabos.

Na oportunidade o recado foi sem rodeios: Emanuele estava demitida em cumprimento a uma “ordem” do prefeito. A dentista é esposa do vereador João Paulo (PMDB) e a demissão ocorre um dia após o parlamentar usar sua rede social para criticar o “bolsa-combustível”, denunciado por esse blog.

Esse é o segundo caso recente no governo, já que no mês passado a esposa do vereador Marcos Tourinho (PDT), passou pelo mesmo constrangimento após ele ter questionado um projeto do Executivo. Diante da repercussão do caso, o prefeito voltou atrás na decisão.

Américo que antes criticava a presença de familiares de vereadores no governo, hoje faz o contrário, nomeia parentes e tem a situação como moeda de troca: ganha mas tem que ficar calado sob pena de ir pra rua.

Esse é o modus-operandis do governo mais perseguidor da história de Coelho Neto.

Mudou ou não mudou?

Descrição da imagem Sem categoria | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *