Curso de Direito da Universidade Ceuma recebe nota máxima do MEC

MA_CEUMA_FOTO

O curso de Direito da Universidade Ceuma acaba de conquistar a nota máxima (5) na avaliação realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC). Essa avaliação é feita de acordo com o Ciclo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), sendo obrigatória para a renovação do reconhecimento do curso, que foi considerado um dos melhores do país.

O conceito 5 foi confirmado após visita dos avaliadores à faculdade, na semana passada. No relatório do MEC, foi destacada a notável melhoria no que diz respeito aos recursos didático-pedagógicos, aos planos de ensino, cadastro de documentos, seleção para provimento de cargo de professor, além da aquisição de equipamentos e mobiliário para Biblioteca Central.

O resultado da avaliação do curso de Direito do Ceuma foi divulgado na noite desta quarta-feira, no site do MEC. “Somos considerados um curso de excelência pelo principal sistema de avaliação do país. Nossa proposta está focada na multidisciplinaridade, com cuidado na formação profissional e humanística do aluno. Estamos aptos a forma não apenas bacharéis em direito, mas profissionais de sucesso em todos os ramos da profissão. Algo que faz parte da própria concepção da Ceuma”, comemora o reitor do Ceuma, Saulo Martins.

A avaliação tem três dimensões: organização didático-pedagógica, corpo docente e instalações físicas. Os avaliadores encontraram conteúdos definidos e atualizados, grupos de pesquisa atuantes, professores com grande número de publicações científicas e alunos atuantes nas questões da faculdade.

O curso de Direito do Ceuma dispõe de três Escritórios-Escolas vinculados ao Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) os quais, por meio de prática real, permitem a aplicação dos conteúdos assimilados através do atendimento jurídico gratuito a pessoas hipossuficientes, além de atividades de itinerância em comunidades locais. Ressalte-se ainda o exercício da cidadania e a efetivação do acesso à Justiça por intermédio dos Centros de Conciliação de Conflitos e Cidadania e Centros Avançados de Atendimento do Procon que funcionam nas instalações dos Escritórios-Escolas.

Blog do Márcio Henrique

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *