Crise braba: Recursos de dezembro de Coelho Neto ultrapassarão a marca de R$ 10 milhões…

Recursos de dezembro totalizarão mais de R$ 10 milhões: Ppense numa crise…

Tá explicado o motivo do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) ter reduzido o ano letivo para novembro e não ter pago os dias extras trabalhados pelos professores contratados: crise braba. Também pudera, como vai se exigir do prefeito pagar os professores contratados com uma prefeitura “tão pobre” não é mesmo? Está de cortar o coração de tão pobre!

Uma previsão de repasses feita pela Federação de Municípios do Maranhão – FAMEM para o mês de dezembro mostra o tamanho “dessa crise”. Só de Fundo de Participação dos Municípios – FPM a prefeitura receberá a previsão de 1% n valor de R$ 935.422,94, mais R$ 492.327,66 de apoio financeiro e mais R$1.613.813,80 totalizando R$ 3.041.564,60 (três milhões, quarenta e um mil, quinhentos e sessenta e quatro reais e sessenta centavos).

Fora isso o município receberá de FUNDEB R$ 3.116.397,17 mais a complementação da união que será em torno de R$ 2.911.827,85 totalizando para a educação a bagatela de R$ 6.028.225,02 (seis milhões, vinte e oito mil, duzentos e vinte e cinco reais e dois centavos).

Somando os dois fundos, o município receberá a quantia de R$ 9.069.789,62 (nove milhões, sessenta e nove mil, setecentos e oitenta e nove reais e sessenta e dois centavos), fora os recursos que entrarão da saúde e da Assistência Social que somados serão mais de R$ 10 milhões de reais só de dezembro.

Mas na crise que só existe no “fantástico mundo de Américo” não há dinheiro para pagar contratadose não sobrou nenhum centavo que já tivesse dado conta de pagar a decoração de natal. É crise, crise e mais crise, enquanto isso os milhões vão caindo na conta sem que se veja sendo usado em qualquer melhoria para a população da cidade.

Graças a um governo incompetente, que fala de mais e faz de menos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *