Prefeito de Afonso Cunha prestigia encerramento de campeonato na zona rural

O prefeito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar (PTB), prestigiou na última semana no povoado Olho d´água participando de atividade esportiva.

Na oportunidade ele esteve no encerramento da Copa do Olho d´água, organizada pelos amigos Danilo e Capote. Durante a solenidade de encerramento, o prefeito colaborou com a doação de uniforme, troféus, bola e premiação em dinheiro.

“É preciso apoiar as iniciativas que vem da comunidade e é isso que estamos fazendo com essa e com tantas outras que já apoiamos. É preciso continuar garantindo investimento em nosso esporte”, disse o prefeito.

Ascom/PMAC

Governo faz avaliação positiva da temporada junina em Chapadinha

 

A organização do São João da Chapada fez uma avaliação bastante positiva da realização do evento após o seu término.

O evento foi organizado pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e diversos parceiros que mobilizaram para que o evento fosse um sucesso.

Ao todo foram 06 (seis) dias de dezenas de apresentações que passaram pela Praça do Povo, que eram encerradas com shows de artistas diversos.

“O saldo foi bastante positivo e ficamos felizes com mais esse resultado, fruto do trabalho de uma equipe comprometida e de um governo que prioriza nossas manifestações culturais. Aproveitamos para parabenizar todos os parceiros envolvidos, todas as atrações que se apresentaram, ao prefeito Magno Bacelar pelo apoio dado para que tudo acontecesse e em especial a população que atendeu o nosso convite, nos prestigiando todas as noites”, destacou os secretário de Cultura Djonnes Lima (Edfarma).

Secom

Vereadora Liza Pires prestigia evento de MMA

A vereadora Liza Pires (PCdoB), participou no Último sábado (06), do evento The Gladiator Fight realizado em Coelho Neto.

O evento realizado pelo promoter Osvaldinho Vale, lotou as dependências do Ginásio Uiran Sousa para assistir a performance dos atletas na prática de MMA.

Ao final ela teceu elogios a organização e fez referências a forte presença popular no evento. “É uma prática esportiva diferenciada que visivelmente atrai a atenção toda essa gente presente aqui. Nossa cidade está precisando de pessoas com esse espírito de inovação e que procure revigorar o esporte que vive sem apoios e sem perspectiva, conforme tema já discutido por nós na Câmara”, disse a parlamentar.

Ela assistiu o evento acompanhada do marido e vice-prefeito Antônio Pires (PcdoB).

Da Assessoria

O “Guardião” por trás da peleja Aluisio Mendes X Jefferson Portela…

Como pano de fundo das denúncias de delegados que acusam o atual titular da pasta, está o risco de se ter um chefe da Segurança Pública com más intenções contra adversários

JEFFERSON PORTELA SABE QUE ALUÍSIO MENDES SABE O QUE SE PODE FAZER NO COMANDO DA SECRETÁRIA DE SEGURANÇA; afinal, os dois são da mesma área

Editorial

Há um pano de fundo na celeuma causada pelas denúncias dos delegados Thiago Bardal e Ney Anderson Gaspar, segundo as quais o atual secretário de Segurança Jefferson Portela mandara espionar adversários políticos e autoridades do Executivo e do Judiciário.

Este pano de fundo são os interesses a que é submetido o sistema de monitoramento telefônico conhecido por “Guardião”. (Entenda aqui)

Adquirido no Maranhão ainda no segundo mandato do governo Roseana Sarney (1998/2002), o Guardião é capaz de monitorar dezenas de aparelhos telefônicos ao mesmo tempo, e captar conversas simultâneas.

O próprio Aluísio Mendes, hoje deputado federal e responsável por expor as denúncias contra Jefferson Portela, já foi acusado de manipular o Guardião em benefício político.

MALETA DE ESPIONAGEM CONHECIDA POR GUARDIÃO; instrumento capaz de destruir vidas e reputações se cair em mãos erradas

Na audiência de ontem com os delegados Ney Anderson e Thiago Bardal – que acusam Portela de usar o Guardião para espionar desembargadores, deputados federais e senadores – Aluisio usou o termo “barriga de aluguel”, pouco conhecido fora do círculos de espionagem.

Trata-se de uma metáfora para falar da manipulação da Justiça pelos meios policiais.

A “Barriga de aluguel” ocorre quando um agente de investigação apresenta a um juiz números de celulares de suspeitos de determinado crime que precisam ser “grampeados” – mas, no meio deles, inclui outro número, de alguém que nada tenha a ver com a tal investigação, mas que desperta o interesse do investigador.

Como Aluisio Mendes – que já foi secretário de Segurança e, portanto controlava o Guardião – Jefferson Portela também conhece o termo “barriga de aluguel, segundo os delegados Gaspar e Bardal.

É o risco que se corre num Maranhão em que a espionagem serve, principalmente, para subsidiar adversários políticos.

E para as autoridades, que usam as informações em proveito próprio…

Click: Campus Coelho Neto garante representação em Olimpíada no Rio de Janeiro

O aluno Vinicius Crateús da Luz é o único do campus de Coelho Neto a lograr aprovação para a 2ª fase da Olimpíada  de Matemática dos Institutos Federais. Ele é filho dos empresários Adilson da Luz e Clea Crateús.

A Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais (OMIF) é uma competição de matemática direcionada para alunos do ensino técnico integrado de nível médio das instituições da rede federal de educação profissional e tecnológica brasileira.

A próxima etapa (de pós-aprovação na OMIF) é a disputa de medalha, que acontecerá entre os dias 20 a 22 de setembro, no Instituto Federal Fluminense – IFF, em Campos dos Goytacazes – RJ. A ele o nosso desejo de boa sorte e a certeza de que a cidade estará bem representada. Ficaremos na torcida!

Série Estado Quebrado – CAEMA

Por Adriano Sarney

Aos domingos publicarei uma série de artigos intitulados “Estado Quebrado.” Cada texto tratará de um segmento da administração estadual, como previdência, orçamento, saúde, educação, segurança, etc. Com números oficiais, confirmarei o que já venho alertando há muito tempo: o atual governo do Maranhão quebrou o estado e utiliza-se de propaganda milionária para dizer o contrário. Meu intuito é alertar a população, as autoridades e o governo. Contudo, não ficarei apenas nos fatos, darei sugestões para sairmos do buraco em que nos colocaram. Hoje relato a situação da estatal de água Caema.

Depois de uma provocação da oposição na Assembleia Legislativa, o presidente da Caema, Sr. Carlos Rogério, foi convocado para prestar informações sobre a falta de água que, mais uma vez, assombrou São Luis. Perguntamos de forma bem objetiva se o problema seria resolvido definitivamente. A resposta deles foi um sonoro não. A Caema não tem dinheiro suficiente para terminar a substituição dos tubos antigos por novos no Italuís. O único trecho que permanecerá com tubos novos é o construído pelo governo Roseana no Campo de Perizes. O rompimento da última semana se deu nas proximidades da Eletronorte, onde os tubos têm décadas de existência.

Já que o problema da Caema é a falta de recurso, procuramos nos aprofundar nos números da empresa. O deputado Cesar Pires (PV), munido de informações do diário oficial e balancetes da empresa, apresentou a triste realidade: a Caema teve um prejuízo acumulado superior a R$ 1 bilhão em 2018 e a receita operacional líquida caiu de R$ 514 milhões em 2017 para R$ 417 milhões em 2018, apesar de ter tido um aumento substancial na tarifa cobrada aos consumidores.

Para piorar o problema, fomos informados que o prejuízo mensal da Caema é de R$ 20 milhões, pois fatura R$ 30 milhões e tem despesas de R$ 50 milhões. Dessas despesas, R$ 10 milhões são para pagar folha dos funcionários. O número de comissionados também é alto, subiu de 30 para 110 cargos de indicação. A realidade é que, assim como o governo do estado, a Caema está quebrada.

As obras do PAC Saneamento (recurso federal) que foram iniciadas em governos passados estão andando a passos curtos. E todo aquele marketing político que víamos no início do primeiro governo comunista de que o saneamento passaria de 4% das casas para 70% delas, foi por água abaixo. Também se evaporou a falácia das praias despoluídas. Sem falar, é claro, das frases de efeito do governador em que sacramentava “vinte anos sem falta de água na ilha” ou “andar com a lata na cabeça é coisa do passado no Maranhão.” Se hoje a propaganda comunista parece mais uma fake news, antigamente era conhecida simplesmente como enganação.

Mas o que podemos fazer para reverter essa situação? Temos duas saídas: fazer uma gestão séria e profissional ou privatizá-la. Eu prefiro a primeira opção no momento. Contudo, temos que entender que a missão não vai ser fácil e precisaremos de ajuda especializada. Primeiro passo é contratar consultorias de peso para readequar todos os processos administrativos, operacionais e financeiros da empresa, organizar e estruturar as dívidas, informatizar, etc.

Depois, a gestão teria que colocar em prática o plano de reestruturação aliado a um governo com vontade de fazer as mudanças necessárias. Devemos nos espelhar na gestão e modelo da paulista Sabesp, a maior empresa do seu setor no Brasil, suas ações são negociadas nas bolsas de valores de São Paulo e de Nova York. Sonho em ver a Caema grande, atuando também em outros estados do país, com ações na bolsa de valores, gerando empregos, receitas e orgulho para os maranhenses.

*Deputado Estadual

Assistência Social oferece atividade esportiva para adolescentes dos programas sociais em Duque Bacelar

 

A Prefeitura de Duque Bacelar através da Secretaria de Assistência Social tem priorizado o atendimento a adolescentes beneficiários dos programas sociais.

Através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, os adolescentes tem participado de oficinas esportivas.

No âmbito do programa é trabalhado formação para a participação e cidadania, desenvolvimento do protagonismo e da autonomia das crianças e adolescentes, a partir dos interesses, demandas e potencialidades dessa faixa etária. As intervenções são pautadas em experiências lúdicas, culturais e esportivas como formas de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social.

Mesmo com mais de R$ 1 milhão para reforma de hospital, prefeito de Coelho Neto anuncia São João “mais magro” para reformar hospital

Contrato do governo desmente uso de recurso de cultura em reforma de hospital que já deveria ter sido entregue

Quem contava os dias para o Festejo Junino em Coelho Neto teve que tirar o “cavalinho da chuva” e se contentar com uma festa “bem mais magra”. A novidade frustrante foi anunciada pelo próprio prefeito Américo de Sousa (PT), durante entrevista concedida nesta terça (18), em rádio local.

Para justificar a pobreza da festa, o petista recorreu ao surrado discurso da crise e disse que utilizaria o recurso das bandas na reforma do hospital? Como assim, cara pálida?

Ora, se o contrato da reforma do hospital foi assinado em outubro de 2018 no valor de R$ 1.072.235,35 (um milhão, duzentos e setenta e dois mil, duzentos e trinta e cinco reais e trinta e cinco centavos), com a empresa dispondo de 120 dias para executar as obras, como é que o prefeito chega em junho falando em necessidade de dinheiro para uma reforma que deveria ter sido entregue em fevereiro?.

Como é que o prefeito vai utilizar dinheiro do São João para a reforma do hospital, se o contrato que a então secretária de Saúde assinou diz que o dinheiro a ser utilizado na reforma seria do Fundo Municipal de Saúde?

Se alguém entendeu esse angu, pode explicar se quiser!!

Prefeito Arquimedes prestigia inauguração do templo da Igreja Batista de Afonso Cunha

Prefeito Arquimedes prestigia inauguração do templo da Igreja Batista de Afonso Cunha

 

O prefeito Arquimedes Bacelar (PTB) marcou presença no culto solene realizado na última sexta (07), que marcou a inauguração do templo da igreja Batista de Afonso Cunha.

A construção do prédio é fruto de uma parceria da igreja do Maranhão com um grupo de americanos da cidade de New México, que em regime de mutirão financiaram a construção do prédio em tempo recorde: 43 dias.

Procurado pelo pastor Reginaldo Bastos, da PIB de Coelho Neto, o prefeito disponibilizou a parceria da prefeitura através da doação do terreno para construção da obra.

A programação foi marcada por várias apresentações e agradecimentos, com destaque para agradecimento aos operários e a as crianças da cidade que apresentaram um louvor em inglês, ensinado por integrantes da delegação.

O prefeito Arquimedes Bacelar que foi cumprimentado pelos presentes ao ser anunciado, foi chamado a frente e recebeu homenagens e lembranças do pastor Sã Budagher dentre eles, uma bíblia em inglês.

O presidente da Câmara Pedro Medeiros e os vereadores Farid Crispim e Manoel Gomes também participaram do evento.

Ascom/PMAC

É o governo quem precisa se explicar, Márcio Jerry…

Ao atacar os próprios colegas jornalistas – por informação falsa publicada no próprio site governista – deputado federal levanta mais suspeitas de que tudo não passou de mais uma armação palaciana

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) vocifera desde ontem contra a imprensa e contra os próprios colegas jornalistas, após notícia falsa – publicada no site do seu próprio governo – dando conta de sua morte, na última quarta-feira, 5.

O caso: o site ma.gov.br publicou “Nota de Pesar” pelo falecimento do deputado federal comunista em acidente de avião.

O site chegou a dar prefixo da aeronave e dados da viagem.

Horas depois, o portal governista retirou a informação, mas até agora não emitiu nenhum comunicado sobre o infeliz equívoco.

Ao usar sua verborragia ácida contra os colegas de profissão – alguns tratados até de “canalhas” – Jerry tenta esconder o fato de que foi o próprio governo Flávio Dino (PCdoB), em suas páginas oficiais, quem anunciou sua morte.

Pior: até agora, o Palácio dos Leões não emitiu qualquer nota desculpando-se com o deputado e com o público leitor, submetidos à fake news oficial.

Detalhe: a fake news palaciana foi plantada exatamente no período em que Jerry era bombardeado em todo país por posicionamentos atabalhoados nas redes sociais – o que amplia a suspeita de “cortina de fumaça”.

Mas Jerry prefere agredir jornalistas que chegaram a comentar o fato após publicação no site do governo.

Comportamento típico dos “mortos-vivos” que perambulam na política…

Do Blog do Marco d´Eça