Primeiras Notícias…

 

 

BAGUNÇA

Os pais que levaram os filhos para a Escola Leozinho Sabido em Coelho Neto nesta segunda (23), deram com a cara na porta. O motivo? O vigia do final de semana não estava no local de trabalho e ninguém deu conta de encontrar as chaves. Resultado: Sem ter como entrar na escola, alunos e professores foram dispensados.

BAGUNÇA 2

É esse o nível de desordem que se instalou na Secretaria de Educação – Semed. A crise é em todos os setores e se a secretária Williane Caldas tivesse algum cuidado pelo seu nome já havia entregue a pasta, ou deverá sair dela com a pecha de incompetente.

BAGUNÇA 3

E por falar em vigia é grande a denúncia de escolas que estão sem vigias, sabe-se lá Deus por quais motivos. Fora isso, estamos no mês de abril e os professores não dispõe sequer de diário de classe. Bagunça generalizada e sem precedentes.

CALOTE

Pegou muito mal para o governo a postagem sobre o calote nos árbitros. A pequena dívida de pouco mais de R$ 2.600 (dois mil e seiscentos reais) que está prestes a completar um ano deixou muita gente indignada. Paguem o povo, governo caloteiro!

Projeto Louvor Social é realizado em Coelho Neto…

 

O bairro Bela Vista foi palco no último sábado (21), da realização do projeto Louvor Social, idealizado pelo vereador Moabe Branco e que esse ano completa sua segunda edição.

O evento realizado em parceria com a Igreja Assembleia de Deus e demais parceiros, movimentou o bairro com atendimento dos mais diversos. A ação social com o apoio do vereador completou este ano sua segunda edição.

Demonstrando toda sua insensibilidade política para as questões sociais, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), fez ouvido de mercador e segundo fontes do blog, ignorou os apelos de ajuda feito pelo vereador Moabe Branco na tribuna da Câmara. Lamentavelmente o governo municipal nem faz, nem ajuda quem quer fazer.

Pois bem, mesmo sem a ajuda da Prefeitura, o evento ocorreu de forma grandiosa e contou com o apoio dos vereadores Marcos Tourinho e Wilson Vaz, que abraçaram a causa.

Além do momento de louvor, a programação reuniu ações evangelísticas e sociais como corte de cabelo, serviço de enfermagem e consultas médias.

Está de parabéns o vereador Moabe Branco pela altivez em mesmo diante da falta de ajuda, congregar apoios para a promoção de uma iniciativa tão importante para a comunidade.

Coluna do Sarney: A raiz da crise

A Constituição de 1988 está completando 30 anos. Todos sabem que dela fui um crítico firme durante sua elaboração e depois.

Agora estamos atravessando a maior crise que o País já viveu no âmbito político e econômico. Eu atribuo o que está passando o Brasil à Constituição de 88 e isso eu disse com todas as letras, pagando caro quando, iniciado o segundo turno de votação do projeto, afirmei, em pronunciamento por rede de rádio e televisão, dirigindo-me aos constituintes: “O país vai ficar ingovernável” — e ficou. Foi um desastre anunciado. Vale recordar minhas palavras daquele tempo:

“Primeiro: há o receio de que alguns dos seus artigos desencorajem a produção, afastem capitais, sejam adversos à iniciativa privada e terminem por induzir ao ócio e à improdutividade.

“Segundo: que outros dispositivos possam transformar o Brasil, um país novo, que precisa de trabalho, em uma máquina emperrada e em retrocesso. E que o povo, em vez de enriquecer, venha a empobrecer; e possa regredir, em vez de progredir.

“Em suma: OS BRASILEIROS RECEIAM QUE A CONSTITUIÇÃO TORNE O PAÍS INGOVERNÁVEL. E isso não pode acontecer.

“O País sabe que nós não dispomos de recursos suficientes para atender a todas as necessidades e finalidades do Estado.

A futura Constituição, aprovados esses dispositivos, agrava o quadro ao determinar uma perda de receita próxima de 20% já em 89. No plano interno, em valores de junho deste ano, os impactos diretos e imediatos sobre o orçamento geral da União ultrapassam dois trilhões e 200 bilhões de cruzados — cerca de 12 bilhões e 600 milhões de dólares. Este número representa o dobro do que sobra à União na arrecadação do IPI e do Imposto de Renda, ou duas vezes os programas federais, estaduais e municipais de saúde. Ou 32 anos de programa de distribuição gratuita de leite. Ou, por fim, o dobro do déficit orçamentário da União este ano.

A situação da seguridade social é igualmente difícil. Muitos dos seus gastos não podem ser avaliados. Mas, a parte calculável permite estimar custos adicionais da Previdência em mais de um trilhão de cruzados por ano (5,6 bilhões de dólares). […]

Eu não estou pensando no meu Governo. Ele será o menos atingido. O que eu estou pensando é no País, no futuro, nas dificuldades dos governos futuros, que não terão condição nenhuma de conduzir esta grande Nação, como nós desejamos que ela seja conduzida.

Como Presidente, eu tenho de visualizar o que é permanente, não o que é transitório.Tenho que enxergar além do meu mandato e tenho que evitar, na trajetória, que se instalem caminhos inviáveis, inconvenientes ao interesse nacional.

“Refiro-me, particularmente, à brutal explosão de gastos públicos decorrentes de benefícios desejáveis, que todos nós desejaríamos atender, mas que infelizmente não temos como atender. Como pagar contas astronômicas sem asfixiar os contribuintes, sem inviabilizar nosso crescimento, sem suprimir empregos, sem conviver com uma superinflação? […]

“O Brasil corre também o risco de tornar-se ingovernável nas empresas, nas relações de trabalho, nas famílias e na sociedade. […]

O Estado não cria recursos. Ele apenas os administra. Mas se sufocarmos os trabalhadores e a classe média, e se impedirmos as empresas de ter lucros, quem sobrará para pagar impostos? A classe média, vítima de impostos confiscatórios dos salários, pouco poderá comprar além dos suprimentos das necessidades básicas. […]

“O Brasil precisa, mais do que nunca, de recursos para ajudar os que nada têm. Os que não têm nem emprego. Os que não têm aposentadoria.”

Quando leio estas linhas do meu pronunciamento, que é longo, acredito que fui, infelizmente, profético.

A Constituição, sob o ponto de vista econômico, paralisou o país. É hibrida, parlamentarista e presidencialista. Provocou uma desordem entre os poderes, que hoje estão se estraçalhando, destruiu os partidos e os políticos.

Implantou um populismo anárquico, um niilismo que nos levou à corrupção que invadiu todos os setores do País.

A única coisa que se salva é o capítulo sobre direitos individuais e sociais, redigido pelo grande Afonso Arinos.

Hoje vivemos o caos, do qual ninguém vê a saída.

José Sarney

Calote! Prefeitura de Coelho Neto está sem pagar árbitros há quase um ano…

Relação dos débitos do governo com árbitros: calote

Contrariando o discurso que o prefeito Américo de Sousa (PT), fez durante a inauguração do Viva/Procon de que ele tem fama de bom pagador, na prática o prefeito se revela como um verdadeiro caloteiro.

O blog recebeu uma denúncia de um calote que a Prefeitura de Coelho Neto através da secretaria de Esportes, ainda deve o pagamento de árbitros que prestaram serviço às Olimpiadas Escolares em junho do ano passado.

Será que o prefeito Américo e o secretário Adailton não tem vergonha de um débito no valor de apenas R$ 2.695,00 (dois mil, seiscentos e noventa e cinco reais) completar quase um ano?

Há cada dia, o governo do PT se envolve em um escândalo diferente, mostrando que estamos diante de administração perversa e que não honra os compromisos que faz.

É muita incompetência junta…

Uma semana para o prefeito de Coelho Neto esquecer…

Prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa: inferno astral

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), experimentou sem nenhuma dúvida, uma das semanas mais difícieis – senão a mais difícil – desse que assumiu o mandato. Com uma notícia negativa atrás da outra, algumas delas de repercussão a nível estadual, o petista vai confirmando seu desgaste pessoal, o despreparo de seus auxiliares e responde tudo isso com o silêncio de quem está acuado.

Na segunda (16), uma filha usou a rede social para denunciar as condições desumanas do atendimento da mãe na Unidade de Pronto Atendimento  – UPA, que mesmo com o braço quebrado, foi mandada para casa sem qualquer encaminhamento para resolução do seu problema.

Na terça (17), pais, servidores e alunos da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, saíram às ruas para protestar contra o fechamento da Instituição. O assunto ganhou repercussão estadual e foi assunto do jornal da TV Mirante.

Na quarta (18), a vereadora Liza Pires (PCdoB) que ainda integra a base de apoio ao governo reagiu aos descaso da secretaria de Educação na falta de envio de transporte escolar aos alunos da zona rural. Nesse mesmo dia, o blog denunciou um flagra de um carro oficial da Prefeitura nas dependências de um motel da cidade. A Prefeitura preferiu calar diante da falta de justificativa para o fato. O assunto ganhou blogs e foi pauta no programa Ponto e Virgula, da rádio Mirante.

Na quinta (19), denunciamos a disputa política que se tornou a unidade do Viva/Procon de Coelho Neto, onde seguranças treinados aguardam a boa vontade do prefeito de permiti-los trabalhar, quando na verdade o que se sabe por comentários é de que há um interesse dele de colocar na vaga seus aliados. Uma das agentes de saúde foi a rede social para denunciar a situação de abandono dos banheiros do Hospital Municipal.

Na sexta (20), foi confirmado a falta de ônibus escolar nas rotas da zona rural por falta de combustível. Foi denunciado a falta de água no bairro Olho d´aguinha, o abandono de uma das máquinas do governo e as declarações comprometedoras de um empresário de vícios em uma da licitações do município (assunto que ainda será abordado pelo blog, posteriormente).

E foi com esses fatos escandalosos que o governo precisou conviver sem esboçar reação alguma.

Uma semana sem dúvida, para Américo esquecer…

Prefeitura de Duque Bacelar emite nota e esclarece fato envolvendo cesssão de prédios públicos a faculdades particulares

 

 

Sobre a polêmica repercutida em rede social de que a Prefeitura de Duque Bacelar esatria proibindo a cessão de prédios de escolas públicas para faculdades particulares, o governo municipal vem expor o que abaixo segue:

  1. Por Lei, cabe a Prefeitura zelar pelo cumprimento das leis e por tudo o que diz respeito ao bem estar do cidadão e da coletividade;
  2. São inúmeras as denúncias em todo o Estado de faculdades que operam de forma clandestina nos municípios, sem credenciamento legal pelo Ministério da Educação – MEC, visando apenas o lucro e esquecendo de cumprir com sua obrigação no que se refere a expedição da documentação dos alunos ao afinal do curso;
  3. É do conhecimento de todos que existem vários alunos que já concluiram curso de nível superior, mas que nunca tiveram acesso aos seus diplomas em decorrência das irregularidades destas Instituições;
  4. Não há como o governo ignorar sua responsabilidade e seu dever de apurar para quem está sendo cedido os prédios públicos, sob pena de responder judicialmente por qualquer ato irregular que possa ocorrer em decorrência dessa liberação;
  5. Por fim, o governo não proibiu as faculdades de usarem os prédios das escolas públicas. Foi solicitado apenas a documentação que comprova a regularidade das Instituições para garantir que estão dentro da Lei e para evitar que os alunos de Duque Bacelar sejam prejudicados futuramente por falta de uma ação fiscalizadora;
  6. Se as Instituições são regulares não há problema algum, é so apresentar suas documentações que não haverá qualquer impedimento para a normalidade das aulas.

A Prefeitura de Duque Bacelar continua a disposição das referidas Instituições e da sociedade em geral para dirimir quaisquer dúvidas.

Sobre falta d´água e máquina abandonada da Prefeitura de Coelho Neto no bairro Olho d´aguinha…

Donas de casa se sacrificando para garantir água em casa: desumano

A comunidade do Olho d´aguinha experimenta o descaso do governo para com o bairro naquilo que lhe é mais necessário: a água. Uma das principais bandeiras de campanha do hoje prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa (PT), ficou para trás e serve apenas para ilustrar o histórico de alguém que quis chegar ao poder. Na prática, o líquido tem sido cada vez mais escasso, principalmente nos bairros sob responsabilidade do Serviço Autônomo de Água – SAAE.

De acordo com denúncias dos moradores, o bairro está há mais de 05 (cinco) dias sem água, forçando a população a se deslocar ao conjunto Boa Esperança para poder garantir os afazeres domésticos. O descaso é tamanho que a prefeitura sequer tem se preocupado com os meios de garantir o abastecimento, pelo menos com o carro pipa por exemplo.

Com a ausência do diretor do Saae, Jademil Gedeon, que ninguém sabe se realmente saiu ou não do governo – mas que nunca mais foi visto no órgão – a população não sabe sequer a quem recorrer. Quando procuram o órgão a desculpa é de que terão que aguardar a licitação, ou seja, coloca-se ai mais de 30 (trinta) dias até que tudo se conclua. Uma tremenda falta de respeito!

Máquina Abandonada

A comunidade também denunciou uma das máquinas da Prefeitura que permanece abandonada no meio do mato há mais de 20 (vinte) dias. A máquina de responsabilidade da Secretaria de Obras tem sido exposta a sol e chuva sem que ninguém apareça para resgatá-la.

Máquina abandonada pela Secretaria de Obras: abandono

Coelho Neto vive uma experiência dolorosa de abandono.

E tudo isso a olho nu da população e das próprias autoridades…

Prefeitura de Chapadinha realiza ação conjunta de promoção à saúde

 

A Prefeitura de Chapadinha através de uma ação articulada entre as secretarias de Saúde e Assistência Social promoveram uma ação em alusão ao Dia Mundial da Saúde e Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial.

Durante a atividade foi realizado palestras sobre alimentação saudável e atividade física, aliados importantes na prevenção contra a pressão alta.

O evento foi encerrado com dinâmica e a realização de atividade física, que contou com a presença da vereadora Missycley Aaújo. Estiveram envolvidos na ação as equipes da Unidade Básica de Saúde – UBS, Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF e Centro de Referência da Assistência Social – CRAS, ambos do Campo Velho.

Ato Político marcará filiação de Rosângela Curado no PEN

Está marcado para a noite deste sábado (21), o Ato Político de apresentação da ex-deputada Rosângela Curado ao Partido Ecológico Nacional – PEN.

Durante o ato está confirmado a presença do Presidente Estadual do PEN, deputado Jota Pinto e do deputado federal Júnior Marreca.

O evento acontecerá a apartir das 19h, no prédio da Câmara de Imperatriz.

É crise! Licitação de combustível da Prefeitura de Coelho Neto pode ser cancelada…

Ônibus parado sem combustível: de quem seria a culpa?

A falta de combustível que tem motivado a ausência de ônibus escolares que fazem a rota na zona rural de Coelho Neto, acabou por acender nesta sexta (20), mais uma crise nos bastidores do governo.

Segundo fontes do blog, os empresários proprietários do Auto Posto Portugual já teriam tomado uma medida extrema e oficializado ao governo o pedido o cancelamento da licitação. Segundo apuramos, além do valor do débito , os pagamentos por parte da Prefeitura tem se dado sempre com muito atraso, comprometendo sobremaneira o nome e funcionamento do estabelecimento.

Leia também:

 

O Auto Posto Portugal é dententor de 07 (sete) contratos com a Prefeitura de Coelho Neto nesse ano, que somados totalizam a bagatela de R$ 4.643.730,00 (quatro milhões, seiscentos e quarenta e três mil e setecentos e trinta reais).

Uma pessoa com trânsito no governo ouvida pelo blog agora pouco,  confirmou a história mais expondo a versão do governo. Segundo nos relatou, o prefeito Américo de Sousa (PT), já teria ventilado a possibilidade de cancelar o contrato devido ao posto não está atendendo as exigências do contrato.

De como essa disputa interna vai terminar ainda é cedo pra dizer, mas que é vergonhosa as crianças estarem sendo prejudicada por mais esse problema de ordem interna, isso é inadmissível.

E o governo vai se mergulhando em mais uma crise…