Para receber benefício do INSS, mãe amputa com machado pé de filho de 3 anos

Para receber benefício do INSS, mãe amputa com machado pé de filho de 3 anos

Um menino de três anos teve o pé direito amputado, possivelmente com um machado, na zona rural da cidade de Tabocas do Brejo Velho, Oeste da Bahia.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita do crime é a própria mãe da criança, que teria feito isso para o menino ser aposentado por invalidez e receber benefício do governo.

O crime ocorreu domingo passado, Dia das Mães, e só foi descoberto no dia seguinte. A vítima foi operada no Hospital do Oeste, em Barreiras, e não corre risco de morte. O caso foi confirmado pela 26ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), sediada em Santa Maria da Vitória e com abrangência em Tabocas do Brejo Velho.

O delegado Alessandro Braga, de Santa Maria da Vitória, disse que o caso está sendo apurado desde a quarta-feira (16), quando foi prestada a queixa do crime. Ele não soube informar se a mãe do menino já foi ouvida no caso. O CORREIO não conseguiu contato com a delegacia de Tabocas porque o telefone da unidade está quebrado.

O crime chegou até as autoridades policiais por meio do Conselho Tutelar de Tabocas, que recebeu denúncias de moradores do povoado de Juazeiro (a 16 km da sede), onde a criança mora com a mãe.
A conselheira tutelar Silvana Oliveira Campos, de Tabocas, disse que as suspeitas recaem sobre a mãe porque na casa dela foi encontrado um machado e um pano sujos de sangue.

Os objetos estavam num depósito nos fundos da residência, e foram apontados pelos avós da criança, que deram informações confusas sobre o que ocorreu com a vítima.

A criança, segundo a conselheira tutelar, está em um abrigo em Barreiras. O Conselho Tutelar de Tabocas pedirá que mãe da criança perca a guarda da mesma.

Há suspeitas de que, no momento do crime, ela tenha sido ajudada por um homem, que seria companheiro dela, mas ainda não foi identificado. A mulher está desempregada.

O Conselho Tutelar informou ainda que obteve informações de populares de Juazeiro de que a mãe do menino vivia dizendo que queria viver de benefício do governo.

Fonte: jconline.ne10.uol.com.br

VÍDEO: Homem brinca com cobra-coral, é picado e morre na Bahia

VÍDEO: Homem brinca com cobra-coral, é picado e morre na Bahia

Um homem morreu momentos depois de ser picado por uma cobra-coral no bairro Ovídio Teixeira, na cidade de Caetité, localizada na região sudoeste da Bahia.

Segundo a polícia, a vítima estava alcoolizada e brincava com o animal no momento do incidente. Um vídeo publicado na internet mostra o momento em que ele foi atacado pela cobra. [Veja abaixo]

O caso aconteceu na madrugada de sexta-feira (5). Ao G1, nesta segunda (8), a polícia informou que a vítima, de prenome Marcelo, tinha o costume de mexer com cobras peçonhentas.

No vídeo, moradores registraram o momento em que ele brinca com o animal, na companhia de outro homem.

Vítima chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, mas não resistiu.

Do G1

‘Não vou perder tempo para comentar pesquisa do Datafolha’, diz Bolsonaro

‘Não vou perder tempo para comentar pesquisa do Datafolha’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (7) que não vai “perder tempo” em se manifestar sobre a pesquisa do Datafolha que registra a pior avaliação após três meses de governo entre os presidentes eleitos para um primeiro mandato desde a redemocratização de 1985.

“Datafolha? Não vou perder tempo para comentar pesquisa do Datafolha, que diz que eu ia perder para todo mundo no segundo turno”, afirmou Bolsonaro, ao ser questionado pela reportagem da Folha na saída do Palácio do Alvorada.

“Tem um item lá de que Lula e Dilma são mais inteligentes do que eu. Valeu, Datafolha”, disse o presidente, que compartilhou em redes sociais uma foto de gráficos da pesquisa, publicada na edição deste domingo da Folha.

Bolsonaro se refere ao dado da imagem do presidente. Segundo a pesquisa, 58% dos entrevistados consideram o capitão reformado muito inteligente, ante 39% que o consideram pouco inteligente.

A comparação com os ex-presidentes petistas Lula e Dilma Rousseff também se refere ao período equivalente, ou seja, os três primeiros meses do primeiro mandato de cada um.

Na pesquisa realizada em 31 de março e 1ª de abril de 2003, 69% dos entrevistados consideravam Lula muito inteligente, e 24%, pouco inteligente.

O levantamento de 15 e 16 de março de 2011, no início do primeiro mandato de Dilma, apontou que 85% dos entrevistados consideravam a então presidente muito inteligente, e 9%, pouco inteligente.

A pesquisa Datafolha divulgada neste domingo aponta que 30% dos brasileiros consideram o governo de Bolsonaro ruim ou péssimo, índice semelhante ao daqueles que consideram ótimo ou bom (32%) ou regular (33%). Não souberam opinar 4% dos entrevistados.

Para 61% dos ouvidos, Bolsonaro fez menos do que se esperava no exercício do cargo. Já 13% consideram que ele fez mais, enquanto 22% avaliam que ele fez o que era esperado. Entre os descontentes, a predominam pessoas mais pobres e menos escolarizadas.

Nessa comparação, ele também perde para os primeiros mandatos de Lula e de Dilma, que tiveram o mesmo tipo de mensuração pelo Datafolha. Em 2003, o petista fez menos do que poderia para 45%, e em 2011 a ex-presidente pontuou 39% no quesito. (Folha de SP)

“Necessária”, diz Sarney sobre Reforma da Previdência

“Necessária”, diz Sarney sobre Reforma da Previdência

Depois que me afastei da vida partidária e do Congresso Nacional (em 2014), gradativamente as informações sobre os bastidores da política foram escasseando, e previsões e análises corretas sobre partidos e pessoas, sem vivência e convivência diária, é impossível. Por isso tenho recusado dar entrevistas e afastei-me do noticiário político. Mas isso não afasta o meu sentimento de preocupação, o meu estado de atenção e, mais do que tudo, o meu amor pelo nosso País.

Fui o primeiro a dizer, ainda no período de meu mandato presidencial, com tantos desafios, que o Brasil era maior do que todos os problemas. Vencerá todos e, cada vez mais, será uma grande Nação, como antevia José Bonifácio, o Patriarca, o Fundador, nos primórdios da Independência — que está perto de completar 200 anos: 2022.

Assim, meio fugindo a polêmicas, que não devo mais cultivar, nem, como dizem os amantes do futebol, entrar em bola dividida, quando me perguntam como vejo a situação nacional, digo, como exemplo, que me imagino na Londres do século XIX, num dia de inverno, em pleno fog, a garoa profunda impedindo que se veja um palmo diante dos olhos: não se vê nada, tudo está encoberto, e nem os batentes das calçadas aparecem.

Mas o contorno da grande cidade não some, e o fog não atinge a alma, nem cobre a consciência. E vivemos um paradoxo: o que é invisível se vê, e o que é visível desaparece.

Sempre no Brasil se falou em reforma. Agora é a vez da Previdência, e todas as fichas estão jogadas nela.

Lembro-me que a primeira grande batalha com a palavra reforma foi com Nabuco de Araújo, pai de Joaquim Nabuco, conselheiro do Império e Senador, quando, no Club da Reforma, lançou o slogan, para nós, brasileiros, novo, de “Reforma ou Revolução“. Teríamos de fazer a reforma da Monarquia, se não viria a revolução.

Hoje, graças a Deus, não se fala mais no dilema da “revolução”.

E a reforma sempre esteve na pauta da política. Às vezes com temas isolados, a agrária, a do Judiciário, a do Legislativo, a da Administração, e tantas outras.

Para recordar que algumas vêm de longe, também no Império o Conselheiro Saraiva passou a vida dedicado à Reforma Eleitoral, que foi feita, mas sempre se precisa fazer uma nova. Sem falar na reforma política, a mais necessária de todas.

Jango tanto falou em reformas que inventou um conjunto delas, as Reformas de Base, e caiu afogado nelas.

Eu também passei a vida falando em reformas e defendendo reformas: eleitoral, política, administrativa e do regime, até que terminei reformado pela idade.

Quando cheguei ao Senado, estava no tempo de ebulição de reformas. Eu era um dos reformistas. Milton Campos pôs a mão no meu ombro e disse, com seu ar sábio e profético: “Sarney, quando as reformas forem feitas, não precisaremos mais de reformas.”

Mas não podemos esquecer que a Reforma da Previdência é uma reforma necessária mesmo. Nada de nova Previdência. É a reforma possível, como disse Bolsonaro. E nada de “ou ela ou o caos”.

Da Coluna do Sarney

Seminário Sinajuve reúne gestores estaduais de juventude

Seminário Sinajuve reúne gestores estaduais de juventude

A Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), realizou nesta quarta-feira (03) o Seminário Sinajuve, com a proposta de apresentar o Sistema Nacional da Juventude. O evento, direcionado a gestores estaduais, foi realizado em Brasília.

“Nosso papel é garantir que as políticas públicas sejam direcionadas para todos. Elencamos como meta dessa gestão uma ação de território com vistas a conhecer a realidade de comunidades tradicionais, indígenas, rurais, quilombolas e demais esquecidos para incluí-los nos projetos da SNJ”, afirmou a secretária Jayana Nicaretta da Silva durante a abertura do evento.

Na ocasião, o presidente do Fórum Nacional de Gestores Municipais e Secretários de Juventude (Fomjuve), Maicon Nogueira, ressaltou a importância de os gestores trabalharem de forma unida. “Nós temos que nos unir para fortalecer a gestão e as políticas públicas de juventude”, disse.

Também integraram a mesa de abertura a diretora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), Cecília Oliveira, e o presidente do Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), Edglei Alexandre.

Palestra

Dando prosseguimento ao seminário, o pesquisador do IBICT Samuel Bastos explanou o tema “Sinajuve: o que temos e o que queremos”, sobre os desafios de desenvolver um sistema nacional que seja efetivo na prática.

“Devemos tratar os diferentes como diferentes. O foco, em primeiro lugar, será atender os jovens em vulnerabilidade social. Olhar para quem mais precisa de intervenção do governo”, explicou. Ele ressaltou, ainda, que o sistema não está pronto e que a participação dos gestores é fundamental para a sua efetiva implantação.

Dinâmicas

Após a palestra, os gestores foram entrevistados pelos pesquisadores do IBICT para colher informações, dúvidas e sugestões para a construção de um Sistema que atenda a realidade dos jovens nos estados e municípios.

Em seguida, os gestores foram divididos em grupos para um brainstorming (explosão de ideias), com o objetivo de obter mais informações para a estruturação do Sinajuve.

Do Portal MMFDH

Sarney emplaca aliado na Secretaria Especial de Esporte

Sarney emplaca aliado na Secretaria Especial de Esporte

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, ganhou a queda de braço que vinha travando com o general Marco Aurélio Vieira, secretário Especial de Esporte.

Na quinta-feira (4), ele bateu o martelo e escolheu o pastor evangélico neopentecostal João Manoel Santos Souza (MDB-MA), ligado à família Sarney, para ser o secretário Nacional de Esporte de Alto-Rendimento. Ele foi uma indicação da bancada do Nordeste do MDB na Câmara dos Deputados.

O cargo é o mais importante dentro da secretaria de Esporte (antigo ministério), porque é o que tem mais visibilidade. Cabe ao secretário da SNEAR, como a pasta é conhecida, direcionar os recursos para eventos realizados no Brasil, gerir a Lei de Incentivo ao Esporte, o Bolsa Atleta e tratar das relações com comitês como o COB e as confederações.

Saiba mais no Uol

Governo Flávio Dino e as estradas caindo aos pedaços…

Governo Flávio Dino e as estradas caindo aos pedaços…

Enquanto se vende como promissor no plano nacional, governador comunista vê rodovias construídas por ele se desmancharem, algumas com pouco tempo de inauguração e outras que sequer foram inauguradas

O governador Flávio Dino (PCdoB) tem se esforçado para parecer um gestor de qualidade no plano nacional, interessado que está na disputa presidencial de 2022.

Mas as suas ações no Maranhão são como espécies de sonrisal, que se desmancham ao primeiro sinal de água da chuva.

O QUE DEVERIA SER UM SÍMBOLO DO TURISMO MARANHENSE, A MA-315 se desmanchou menos de três meses depois de ser entregue por Flávio Dino

Em menos de uma semana viraram farelo a MA-315, a MA-012 e a Estrada do Arroz, onde foram gastos milhões de reais.

As rodovias são destruídas por causa da péssima qualidade da drenagem, do aterramento da pavimentação e do asfaltamento.

A ESTRADA DO ARROZ, NA REGIÃO TOCANTINA, SIMPLESMENTE PARTIU, pouco mais de dois anos após ser entregue

A Justiça maranhense já determinou perícia nas estradas de Flávio Dino que se desmancham. (Entenda aqui)

Todo o gasto com propaganda do seu governo na mídia nacional nas últimas semanas é desmentido pela realidade.

E o projeto presidencial do comunista também corre o risco de esfarelar…

Do Blog do Marco Aurélio D´eça

Fim de povo! Pai quebra costelas e mata bebê de 3 meses porque estava “estressado”

Fim de povo! Pai quebra costelas e mata bebê de 3 meses porque estava “estressado”

Um bebê de 3 meses foi morto pelo próprio pai. Segundo informações da polícia, Alexandre Montanholi, 23 anos, disse que estava “estressado porque não aguentava mais o choro do filho” e espancou Yago Lourenço. A mãe, Ana Carolina Lourenço Cândido, 19 anos, também foi presa por tentar encobrir o crime. O fato ocorreu em Andradas (MG)

Logo depois de matá-lo, os pais levaram o bebê para o hospital. Foi no local que os médicos perceberam que Yago não teve uma morte natural. Enquanto esperavam para saber se o filho estava bem, o casal postou mensagens de luto nas redes sociais. “Hoje o dia amanheceu muito triste. Acabei de perder meu filho”, escreveu a mãe.

“Gente, estou aqui para anunciar uma perda inestimável. Eu minha esposa estamos muito tristes hoje (quarta-feira). Com apenas 3 meses de vida perdi meu filho que faleceu esta manhã em Andradas com uma parada cardíaca”, escreveu Alexandre.

O hospital chamou a polícia que os encaminhou para prestar esclarecimentos. No local, os dois confessaram o que ocorreu. “O bebê bateu a cabeça no braço do sofá depois que o pai o arremessou e assim ficou com traumatismo craniano. Ele também sofreu várias joelhadas e ficou com vários hematomas pelo corpo, além de quatro costelas quebradas, conforme diz o exame de necropsia”, contou o delegado Fabiano Roberto Mazzarotto Gonçalves ao jornal Extra.

Yago era o primeiro filho do casal. Alexandre e Ana Carolina foram levados para um presídio em Andradas. Vizinhos também serão ouvidos pela polícia. O inquérito deve estar concluído em 10 dias e o casal será indiciado.

Por Ataide de Almeida Jr./Metrópoles

Sobrevivente da tragédia com avião da Chape morre de infarto

Sobrevivente da tragédia com avião da Chape morre de infarto

Em novembro de 2016, Rafael Henzel foi um dos quatro brasileiros sobreviventes da queda do avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas, na Colômbia.

Nesta terça-feira, o jornalista, de 45 anos, morreu, após sofrer um infarto durante partida de futebol em Chapecó.

Henzel trabalhava na Rádio Oeste Capital e voltara ao batente um ano após sobreviver à tragédia.

Em 2017, Henzel lançara o livro’Viva Como se Estivesse de Partida’. Nele, o autor fala sobre o incidente e a mensagem de importância à vida.

D O Globo

‘Homem correto’, diz Sarney em nota, após soltura e Temer

‘Homem correto’, diz Sarney em nota, após soltura e Temer

O ex-presidente da República José Sarney (MDB) manifestou-se hoje (25), por meio de nota, sobre a prisão – e posterior soltura do também ex-presidente Michel Temer(MDB).

Para o maranhense, seu colega de partido é “um homem correto”, vítima de uma “violência” que “feriu a Constituição” e “acabou com o direito à presunção de inocência”.

“Meu testemunho é o de que o ex-Presidente Michel Temer é um homem correto, que prestou grandes serviços ao Brasil”, disse Sarney.