Caso Ribamar Alves: só falta o PSB se posicionar…

psb-ma-282x300

Cinco dias após a prisão preventiva do prefeito Ribamar Alves, do PSB, em flagrante por estupro, nenhuma liderança do partido no Maranhão se posicionou em relação ao caso.

Comandada pelo prefeito de Timon, Luciano Leitoa, a legenda de José Reinaldo Tavares, Roberto Rocha, Bira do Pindaré e Marcelo Tavares tem a obrigação moral de se manifestar a respeito das graves suspeitas que pesam contra o prefeito de Santa Inês, acusado de violentar sexualmente uma jovem adventista de 18 anos.

No momento em que blogs financiados por Ribamar Alves fazem uma campanha covarde com o objetivo de descaracterizar o crime, é inadmissível que a direção do PSB continue em silêncio sepulcral, sem emitir uma nota sequer, aguardando convenientemente o desenrolar das investigações.

Não se trata de condenar o acusado precipitadamente, mas de exigir a rigorosa apuração dos fatos para dar satisfação à sociedade, demonstrando que uma das mais importantes siglas do estado não compactua com os crimes imputados a uma das suas lideranças mais relevantes.

Cabe ressaltar que não é de hoje que o PSB se faz de surdo, cego e mudo, acobertando a conduta nada exemplar de Alves.

Desta vez, no entanto, a cumplicidade quase criminosa dos socialistas maranhenses pode custar caro à imagem do partido e de seus filiados.

Do Blog Marrapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *