Candidatura pelo PT pode ter sido motivo de rifada do ex-secretário de Roseana da equipe de Bolsonaro

14

Publicação da revista Valor Econômico informa nesta quinta-feira (27) que o consultor legislativo do Senado Fábio Gondim não deve mais ser o número 2 do Ministério de Minas e Energia (MME) do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Ex-secretário de Planejamento e de Gestão e Previdência do governo Roseana Sarney (MDB), no Maranhão, ele foi bombardeado nas últimas semanas depois de anunciada sua integração à equipe do presidente eleito (reveja).

O principal questionamento dizia respeito ao fato de ele haver sido candidato a deputado federal, em 2014, pelo Partido dos Trabalhadores.

Do Blog do Gilberto Leda