Bomba! MP denuncia descaso da Prefeitura de Coelho Neto com o transporte escolar…

 

 

A promotora de justiça Dra Elisete Pereira dos Santos reagiu as inúmeras denúncias de falta de tranporte escolar para alunos que integram a rede municipal de Coelho Neto e decidiu acionar o município.

A Ação Civil Pública foi motivada por denúncia de falta de transporte escolar para os alunos dos povoados Carmo, Olho d´agua, Nova AMérica, Salgado, Bonfim, Malícia, Altono Bonito e Bom Lugar. Logo depois a promotora recebeu um abaixo assinado denunciando o mesmo problema nos povoados Bananalzinho, Jacu e Sobrado.

Desde que começou o ano letivo, o setor do transporte escolar no governo do prefeito Américo de Sousa (PT), tem virado uma balbúrdia e prejudicado dezenas de alunos. Em sua defesa, o governo colocou a culpa numa licitação fracassada do transporte escolar, mas não deu um pio sobre a falta de combustível (outro fator para que os ônibus estejam deixando de ir aos povoados). Ao final se comprometeu realizar um novo processo licitatório, o que até que isso saia pelo visto, continuará causando inúmeros transtornos aos alunos que precisam se deslocar para assistirem aulas.

Diante a resposta do governo, a promotora requereu ao juiz que obrigue a prefeitura a viabilizar IMEDIATAMENTE o transporte escolar efetivo, regular, pontual e seguro a todos os escolares matriculados no ensino fudnamental mantido pelo poder público municipal sob pena de multa diária no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

E assim o transporte escolar em Coelho Neto virou caso de justiça.

E os alunos seguem sendo prejudicados pelo incompetência que rege o pior ano letivo da história recente do município….

One thought on “Bomba! MP denuncia descaso da Prefeitura de Coelho Neto com o transporte escolar…

  1. Bem feito, mas devia arbitrar multa tbm para que Se iniciasse o ano letivo em muitas escolas que ainda aguardam o inicio das aulas em pleno abril, já já entra maio, perto das férias do meio do ano e muitos alunos ainda nem as aulas iniciaram. Prefeito incompetente, governo da baderna e do despreparo.

Deixe uma resposta