Boatos sobre o Bolsa Família é a nova aposta da oposição desesperada de Afonso Cunha…

Completamente sem rumo no ano eleitoral, a imprensa alugada para a oposição de Afonso Cunha – ou o que resta dela – tem tido o hábito de criar factóides cada vez mais sem propósito para atingir o governo. A bola da vez agora é o programa Bolsa Família, que segundo eles está sendo retirado das famílias por motivo político. A história é tão sem pé nem cabeça que só figura mesmo na mente de quem desconhece a funcionalidade do programa.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, em 2017 foram mais de 326 mil domicílios que deixaram de receber o Bolsa Família. A queda mais acentuada foi no Nordeste, região que concentra o maior número de beneficiários. Ao todo, 131 mil domicílios nordestinos deixaram de contar com a verba extra.

Descomprometidos com a verdade, os “sonâmbulos” resolveram atribuir a suspensão ao prefeito Arquimedes Bacelar (PTB), no afã de atingir o governo e quem sabe, se recuperar da taca de votos que fez muitos dos tais líderes colocar a boroca nas costas e ir cantar em outra freguesia. Ao muncípio cabe a atualização do cadastro já que essa tarefa é monitorada pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

O que de fato há de verdade nisso é que cresceu o número de benefícios bloqueados com motivos que são atestados no próprio extrato do benefício: “Informações do Governo Federal mostram que sua família tem renda diferente da declarada no Cadastro Único”, diz a mensagem. Ou seja, muitos dos benefícios estão sendo suspensos pela contadição nos valores de renda constantes no Cadúnico.

Portanto os bloqueios nada tem haver com a gestão municipal e desmente mais uma vez os devaneios de quem não fala coisa com coisa….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *