Austeridade: Medida aprovada por vereadores promove redução de até 169% em gastos com diárias

Austeridade: Medida aprovada por vereadores promove redução de até 169% em gastos com diárias

Com a apreciação do Projeto de Resolução nº 002/2019, que tratou da concessão de diárias no âmbito da Câmara Municipal e aprovada pelos vereadores na sessão extraordinária na última sexta (18), os vereadores deram um exemplo para a sociedade de austeridade com os recursos públicos.

Na proposta aprovada, os vereadores tiveram que cortar na própria carne e reduzir as próprias diárias que antes variavam entre R$ 490,25 e R$ 1.470,77. Com as mudanças a queda representa até 169% no maior valor, por exemplo, que era de R$ 1.470,77 para Brasília-DF e que agora passa a ser de R$1.200,00.

“A sociedade nos cobra esse comportamento austero e a transparência dos nossos atos e é isso que estamos fazendo. Agradecemos aos vereadores que aprovaram por unanimidade essa proposta que não é apenas da nova Mesa Diretora, mas de toda a Casa Legislativa”, disse o presidente Marcos Tourinho (PDT).

Outro ponto importante da matéria foi o reajuste nos valores do benefício aos demais servidores da Casa. Para se ter a idéia do tamanho do déficit, a diária de um servidor que recebia um salário mínimo para Brasília-DF, por exemplo, era de apenas R$ 286,00 (para custeio de despesas com alimentação, deslocamento e estadia) e agora passará a ser de R$ 800,00.

Mesmo reajustando as diárias dos servidores a Câmara garantiu economia, já que pela normativa anterior a concessão de diárias não se baseava apenas no salário mínimo, mas em percentuais variados em cima dos rendimentos que cada servidor recebia, tanto do quadro administrativo, quanto dos cargos comissionados.

Com a nova Resolução aprovada, as diárias que antes eram dadas por porcentagens em valores que variavam entre 10%, 15%, 20% e até 30% em cima do salário, agora serão concedidas em valores fixos tanto para os vereadores, quanto para os servidores.

Da Assecom da Câmara de Coelho Neto

Deixe uma resposta