Arquimedes Bacelar impõe nova derrota a oposição de Afonso Cunha

O prefeito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar (PTB), impôs mais uma derrota aos principais nomes da oposição de Afonso Cunha.

Mostrando força política, ele conseguiu garantir maioria aos seus deputados. Como deputado estadual, Arquimedes apoiava Neto Evangelista (DEM), que foi eleito e teve na cidade 1.494 votose para deputado federal, o grupo apoiou Victor Mendes (MDB), que mesmo não tendo sido eleito garantiu 1.628 votos. Algumas lideranças do mesmo grupo político do prefeito apoiaram outros nomes como Zé Gentil – estadual (540 votos) e Márcio Jerry – federal (360 votos). No geral o grupo do prefeito conseguiu 2.034 votos para estadual e 1988 votos para federal.

O ex-candidato a prefeito Floriano transferiu aos seus candidatos Marcos Caldas (997 votos) e Gastão Vieira (1.182 votos), tendo os dois ficado sem mandato. O ex-prefeito José Leane (MDB), transferiu menos votos para seu estadual do que o ex-vereador Nonato do Correio (255 votos) e teve a terceira posição para o seu federal Aluisio Mendes (445 votos). O ex-prefeito Mário Bacelar conseguiu transferir apenas 203 e 276 votos para Ana do Gás e Edilázio, como estadual e federal respectivamente. Ao todo o grupo do prefeito contabilizou para deputado estadual

Os dois senadores do prefeito também tiveram ampla maioria dos votos: Weverton Rocha com 2.935 votos e Eliziane Gama com 2.553 votos. Flávio Dino foi reeleito, mas obteve no município apenas 1.872 votos, cuja rejeição foi expressa de cobranças por populares feita ao próprio governador na sua estada na cidade durante a campanha eleitoral, por ter deixado que o município fosse o único da região a ficar de fora do Programa Mais Asfalto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *