Após repercussão negativa, governo manda fazer festa para professores de Coelho Neto

9
Williane: gestão fraca e desorganizada

Desorganizada, a secretária de Educação de Coelho Neto Williane Caldas sentiu mais uma vez o peso de sua gestão inerte e sem qualquer avanço que de fato represente os vinte anos do prefeito Américo de Sousa vendendo ilusão atrás do microfone de uma rádio.

Após a repercussão negativa do governo não fazer nenhum evento no Dia dos Professores na velha máxima de economizar, a secretária resolveu correr atrás do prejuízo para tentar se limpar com a classe. Foram ataques de toda parte pela ofensa e desprestígio.

Até então não havia promessa de festa e os professores não haviam sido comunicado sobre nada desse evento, mas diante do bombardeio o jeito foi improvisar. Fontes da própria equipe da secretária admitem que nos bastidores a correria tem sido enorme para que tudo fique pronto no intuito de passar a imagem de que a festa estava no script. Quem não te conhece, que te compre!

Por incrível que pareça, foi nos governos do ex-prefeito Soliney Silva – tão criticado por Williane e seu patrão – que os professores desfrutaram das maiores festas para o segmento na história recente do município, inclusive com sorteio de motos e uma de um carro.

Fraca, sem pulso e apática, Williane jamais conseguirá chegará ao nível de uma festa daquela magnitude, mas diante do não fazer preferiu tentar se limpar.

Se não deu pra fazer uma planejada, o jeito será se contentar com uma feita nas coxas.

Como já virou prática desse desgoverno…