Após queda de FPM, Magno Bacelar diz que pagamento dos servidores de Chapadinha será feito apenas final do mês

O prefeito de Chapadinha Magno Bacelar teve como primeiro compromisso desta segunda (17), uma reunião com a equipe da Secretaria de Finanças para avaliar o impacto da queda brusca dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios – FPM nesse mês de setembro.

As previsões diante das informações que se tem não são nada boas, haja vista que a Confederação Nacional dos Municípios – CNM já se manifestou pedindo cautela aos prefeitos, pois nos próximos meses novas quedas devem acontecer.

A parcela do dia 10 que é o maior repasse do mês e cujos recursos são utilizados para pagamento da folha foi o menor repassado durante todo o ano, logo o pagamento que sairia no dia 20 ficou comprometido, sendo necessário aguardar o repasse do dia 30 para que a folha possa ser paga.

Para se ter uma idéia do impacto negativo nas finanças do município, no dia 10 do mês de agosto foi creditado R$ 1.370.000,00 e com o desconto das deduções, Pasep, Receita Federal e precatórios no valor de R$ 670.000,00 ficou liquido cerca de R$ 700.000,00. Nesse mês de setembro o repasse foi de apenas R$ 786.167,10 e com os descontos no valor de R$ 537.282,13 sobrou cerca de R$ 248.884,97 que já foi devidamente repassado para a Câmara Municipal.

“Foi uma queda brusca que deixou muitos prefeitos em situação difícil. Em Chapadinha o cenário não é pior porque não há atraso de servidores, mas o pagamento que vinhamos priorizando para o dia 20 esse mês terá que aguardar o repasse do dia 30. Infelizmente não há como separar nossa situação da conjuntura nacional e se há queda nos repasses constitucionais isso implica diretamente na situação do município”, explicou o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *