Após prisão de Ribamar, PSB do Maranhão segue mudo…

ribamar
Ribamar Alves: um escândado atrás do outro

Que os políticos figuram como a classe com maior descrédito isso é público e isso se justifica pela série de escândalos envolvendo o nome de quem obrigatoriamente deveria cuidar do povo e zelar pelo interesse coletivo.

Não se sabe ao certo, mas o Maranhão é um Estado atípico no que tange o comportamento da classe política, principalmente quando “seus pares” se portam de forma errada e aparecem nos jornais estampando escândalos dos mais diversos.

Foi assim, por exemplo, com o suplente de deputado estadual Fernando Furtado (PCdoB) que chamou índios de viadinhos e foi contemplado com o prêmio “Racista do Ano” de 2015, promovido pela Survival International. Por ser “camarada” do governador, o PCdoB se fez de desentendido e não submeteu o parlamentar a qualquer punição.

Nesta sexta (29) o que deveria ser mais uma manchete escandalosa não foi. O Prefeito de Santa Inês Ribamar Alves (PSB) foi preso em flagrante por estupro. Segundo informações da polícia, a vítima seria uma adolescente de 17 anos. A notícia não causou surpresa porque o gestor coleciona uma série de escândalos na sua maioria relacionados a questões sexuais.

E onde está o PSB do Maranhão numa hora dessas? Inerte, dormindo em berço explêndido e mantendo em seus quadros um gestor que mais uma vez se destaca na mídia por escândalos dos mais deploráveis. Qualquer outro partido numa hora dessas já teria emitido Nota cobrando as devidas apurações para esclarecimento do caso e apontando as punições caso o ato se confirmasse.

Ao que parece, o corporativismo do comando do partido no Estado continuará fazendo vista grossa dos escândalos do “companheiro”. O PSB que teve em seus quadros nomes como Miguel Arraes e Eduardo Campos seguirá no Maranhão com nomes como Ribamar Alves.

Cômico se não fosse trágico…

Deixe uma resposta