Alô MP: Com obra 100% paga, empresa não entrega reforma da Rodoviária de Chapadinha

13
Rodoviária de Chapadinha: mesmo 100% paga, a obra anda longe de ser concluida

Tem algo de errado na obra de reforma do Terminal Rodoviário de Chapadinha. A obra que foi recebida com entusiasmo pela população acabou virando um elefante branco, embora sem nenhuma razão de ser. Explica-se: A Prefeitura firmou contrato com a Gomes e Teles Construções e Comércio com assinatura do convênio feita no dia 06 de setembro de 2017.

Contrato foi assinado em setembro de 2017 e quase um ano depois a obra segue parada

Passados quase 01 ano, a obra foi praticamente abandonada e o que é pior, tendo o valor do contrato já tendo sido pago integralmente. Pode isso Arnaldo? Quer dizer, como podem ter pago a última medição se a obra sequer foi concluida?

Foram feitos três repasses no total: A primeira no dia 21 de fevereiro no valor de R$ 71.656,59, a segunda um mês depois no dia 21 de março de 2018 no valor de R$ 95.232,52  e a última que só deveria ser pago se a obra tivesse sido concluida no valor de R$ 55.374,19.

Obra 100% paga e com anuência dos órgãos de controle: pode isso?

A empresa Gomes e Teles Construções e Comércio precisa se manifestar e dizer como conseguiu a proeza de receber o valor integral de um contrato sem concluir a obra? Cadê os órgãos de controle do governo (Procuradoria e Controladoria) que autorizaram esses pagamentos?

Como dizia o repórter secreto cadê a rodoviária que estava aqui, ou melhor, cadê o dinheiro que tava aqui?