A nova realidade da saúde na gestão de Magno Bacelar…

Na última sexta (17), o prefeito Magno Bacelar autorizou o pagamento de parte dos servidores públicos municipais, dentre os quais, os servidores da saúde. O fato pode ser mais um do noticiário comum, mas não é. A gestão de Chapadinha já realiza um feito pagando antecipado no dia 20 e esse mês de novembro antecipa ainda mais ao pagar no dia 17. Nos dias atuais isso só é possível quando há equilíbrio nas contas públicas, ainda mais em se tratando de saúde, do quadro de crise e do tempo de contenção de despesas.

Para quem não sabe ou não lembra, o governo atual recebe em termos de recursos da saúde a mesma per capta de quatro anos atrás, ou seja, mesmo com o preço de todas as coisas tendo aumentado (combustível, medicamentos, material de expediente e limpeza) e os salário dos servidores reajustados, estamos trabalhando em 2017 com o mesmo percentual de recursos da Média e Alta Complexidade – MAC de 2013, com uma única diferença: estamos fazendo muito mais com o mesmo recurso que o governo anterior recebia.

Foi o governo do prefeito Magno Bacelar que fez a rede de saúde voltar funcionar a contento. A Secretaria de Saúde ganhou nova sede para melhorar o atendimento, a parceria em torno da Unidade de Pronto Atendimento – UPA que tinha tudo para se transformar num elefante branco funciona a contento e ajudou a desafogar a urgência/emergência e o Hospital Antônio Pontes de Aguiar – HAPA será reformado.

Três das Unidades Básicas de Saúde foram entregues equipadas e funcionando, a Central de Abastecimento funciona em espaço climatizado com fluxo permanente para não deixar falta material/insumos e uma Maternidade toda climatizada foi entregue, com padrão de qualidade e referência para todo o Estado.

Em se tratando de locomoção de pacientes em casos de urgência/emergência, além do apoio recebido da parte do Corpo de Bombeiros (conquista também da articulação desse governo), o município entregou 02 (duas) ambulâncias novas adquiridas com recursos próprios. No quesito participação social, está sendo resguardada a autonomia do Conselho de Saúde e foram colhidas diversas contribuições durante a Conferência Municipal de Saúde.

Em relação aos atendimentos, os cirurgiões e anestesistas tiveram suas rotinas reestabelecidas e tem sido crescente o volume de cirurgias em diversas especialidades, diminuindo sobremaneira os deslocamentos para a capital. A ampliação dos serviços do Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF, o trabalho das equipes do Programa Saúde da Família e o trabalho articulado das Unidades Básicas de Saúde tem garantindo um atendimento que contempla todo o município. O Programa Saúde na Escola e as ações realizadas em parceria com as secretarias de Educação, Assistência Social, da Mulher e tantas outras, também tem surtido um efeito bastante positivo na realização de atividades e campanhas de sensibilização com a  comunidade.

Na atual realidade todos os setores funcionam a contento. A rede CAPS tem promovido diversas ações de forma articulada, a Vigilância Sanitária tem cumprido seu papel de suporte e fiscalização, ao mesmo empo em que a Vigilância Epidemiológica tem feito um trabalho preventivo que tem surtido efeito prático nos números de relatórios de acompanhamento. As parcerias garantiram a realização de diversas ações dentre as quais a campanha de doação sangue feito com o Hemomar e o Mutirão da Oftalmologia realizado com a Secretaria de Saúde do Estado.

No quesito servidor público além do pagamento do funcionalismo em dia (obrigação que o governo e a saúde se orgulha de cumprir à risca), tem sido realizadas várias ações em benéfico do servidor como capacitações e até correções e conquistas nas questões salariais, como no caso dos Agentes Comunitários de Saúde.

Todos esses benefícios não está sendo possível porque houve incremento de recursos, mas graças ao compromisso do governo e nesse caso da Secretaria de Saúde em fazer mais com os mesmos recursos de quatro anos atrás.

“Estamos felizes de tantas realizações em tão pouco tempo, mas nunca é demais reafirmar que todos esses avanços é fruto de trabalho não apenas do prefeito ou meu enquanto secretária, mas é resultado de um trabalho em equipe e de um esforço conjunto em prol da saúde da nossa população. Não estamos dizendo com isso que está tudo bom, ao contrário, somos sabedores que avançamos, mas reconhecemos que precisamos avançar ainda mais em busca de um atendimento de excelência”, destacou a secretária de Saúde Mônica Pontes.

O crescimento de tantas ações é fruto desse investimento feito com a otimização dos recursos.

E que beneficiam diretamente toda a população de Chapadinha e região…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *