10 meses de salários atrasados: Denúncia sobre situação da APAE de Coelho Neto vai parar no Ministério Público

O ex-vereador Edvaldo Alves – Val e o blogueiro Milton Vieira protocolaram no Ministério Público nesta segunda (20), uma denúncia que apure o descaso da Prefeitura de Coelho Neto com a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE.

O fato já havia sido divulgado por esse blog diversas vezes (relembre AQUI, AQUI e AQUI) e até então nenhuma medida prática havia sido tomada para minimizar os efeitos da medida do governo.

Desde que assumiu o mandato, o atual prefeito de Coelho Neto decidiu punir a entidade cortando o recurso que era repassado para administração e manutenção da Escola Joaquim Aurélio Silva.

A APAE é uma entidade com serviço prestado no município a mais de 20 anos e recebe o repasse para o seu funcionamento desde a gestão da ex-prefeita Márcia Bacelar. O corte feito sem qualquer justificativa tem viés de perseguição político-partidária, comportamento bastante peculiar no cotidiano do gestor para com os adversários.

Acontece que o corte simplesmente comprometeu o funcionamento da escola, cujos funcionários estão há 10 meses sem receber salários. O que causa indignação é que o problema do governo é apenas não pagar os servidores, pois mantém o envio de merenda escolar e a disponibilidade de servidor efetivo para compor o quadro da Instituição.

Com a devida apuração por parte do Ministério Público, espera-se que a situação dos servidores seja resolvida com a maior brevidade possível…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *