CAPS de Coelho Neto sofre com o descaso do governo…

Denúncias recebidas por esse blog mostram o verdadeiro descaso que o atual governo municipal vem tratando o Centro de Atenção Psicossocial – CAPS de Coelho Neto.

Uma das revoltas se deve em decorrência do aumento de carga horária sem um real a mais no salário. No governo anterior funcionava até as 17h e agora passou para as 18h dos servidores nível médio mesmo com os pacientes sendo liberados as 16h, o que representa uma prestação de serviço de 50hs, pois segundo as denúncias o trabalho é ininterrupto.

O profissional psicólogo também teve sua atuação ampliada já tinha carga horária de 30h e está tendo que cumprir 40h. A pedagoga e artesã segundo informações estão bancando as oficinas muitas vezes do próprio bolso, mesmo recebendo pouco e sem direito a insalubridade.

No governo anterior tinha um carro pra pegar os pacientes em casa, hoje o carro só pega uma paciente (sobrinha de uma autoridade do governo) e na terapia é todo mundo no calor, pois não tem sequer um ventilador.  O prédio está em péssimas condições, os colchões rasgados e sem qualquer conforto para os pacientes que precisam do repouso.

A ausência do psiquiatra que já foi alvo de denúncia por esse blog e que chegaram a dizer que já tinha sido contratado é tudo balela, pois até agora ainda não havia dado as caras, isso sem falar na ausência do profissional de educação física que também não existe.

E é aos trancos e aos barrancos que o CAPS de Coelho Neto vai funcionando, sem qualquer atenção por parte da Prefeitura e da Secretaria de Saúde…

Silêncio da base governista: de que lado ficará os vereadores?

Quando representantes do Poder Legislativo silenciam diante dos desmandos do Executivo, a cidade corre sério risco de experimentar o caos; e os vereadores se sujeitam a pagar um alto preço diante da opinião pública.

Base aliada do prefeito tem a opção de decidir: continua em silêncio assistindo os desmandos de uma gestão fracassada ou muda de lado, abdica das regalias e passa a defender os interesses do povo

Editorial

Desde que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) assumiu o poder, o mandatário tratou de transformar o Poder Legislativo num puxadinho da prefeitura. A base aliada – a mais submissa da história recente –  passou a fazer tudo que o “chefe” mandava e um sentimento de medo passou a imperar a tal ponto, que ninguém tem coragem de contrariar o mando do “projeto de ditador”.

Vereador da base aliada não critica, não cobra, não fala em nome do povo e o que é pior: tem tolhido inclusive o direito de fazer uma simples emenda num projeto de Lei.

Nesse editorial deixaremos o presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) de fora, por saber que é impossível contar com ele em qualquer aspecto. Sob sua gestão o Poder Legislativo segue ajoelhado esperando as migalhas que caem da mesa “do patrão”. Aceita calado os projetos excessivos em regime de urgência e silenciou para os problemas da cidade. O “velho” Osmar que nos tempos do ex-prefeito Soliney bradava na tribuna em favor do povo se calou: usa o discurso apenas para atacar o ex-prefeito e sair na defesa do chefe repetindo a lenga-lenga que a cidade está em crise, mas nunca disse onde “seu líder” colocou mais de R$ 66 milhões que já entraram nos cofres da prefeitura desde janeiro.

O apelo na verdade é direcionado aos demais membros da base aliada. Será que não dói na consciência dos nobres parlamentares se deixar ser comandado por um “tirano” que tenta amendrontar a tudo e a todos usando a força do poder que exerce? Cadê os vereadores reeleitos que na gestão do ex-prefeito batiam na mesa e que hoje não tem coragem de dar um pio? Será que os vereadores não vão se posicionar diante do arrocho nos empresários para reforçar o caixa da prefeitura? Será que os senhores acham correto se tirar o auxilio transporte de professores contratados que já ganham menos que os concursados? Será que as excelências não dirão nada a respeito do corte no salário dos professores da educação infantil? Que raio de crise é essa numa educação que sozinha já recebeu mais de R$ 31 milhões?

A cidade está assustada com o descaso desse governo e os vereadores não vão dizer absolutamente nada? Vão votar mesmo a diminuição de 20% em salários que foram reajustados em 100% sem apresentar nenhum estudo do que esse impacto representa na folha?

Se tem crise nessa cidade abram a “caixa preta” das finanças da prefeitura. Façam as contas e mostrem para o povo. Falem do que foi perdido ao longo dos últimos dez meses, mas principalmente, tenham coragem de dizer quanto entrou e onde foi parar esse dinheiro.

Vereadores Moabe Branco, Sillas do Louro, Wilson Vaz, Reginaldo Janse, Luiz Ramos, Marcos Tourinho, Camilla Liz, Liza Pires e Júnior Santos tenham a coragem que o povo espera de vocês, afinal é esse povo que vocês representam que segue penalizado sofrendo os desmandos desse governo. Vocês representam a maioria, mostrem para esse “projeto de ditador” a força do mandato que o povo lhes outorgou.

Não se calem.

Não se submetam.

Não se enverguem.

Fiquem do lado do povo.

Que na hora certa, o povo também saberá ficar do lado de vocês…

Estudo aponta recorde em índice de assassinatos de jovens no Brasil

Um estudo do Unicef divulgado nesta quarta-feira (11/10) mostrou o “crescimento alarmante” da morte de jovens negros, sobretudo do Nordeste. A partir dos dados mais recentes, de 2014, o Índice de Homicídios na Adolescência (IHA) evidenciou que 3,65 em cada mil jovens correm o risco de serem assassinados antes de completar 19 anos. Caso as condições vigentes há três anos não mudem, a entidade estima que 43 mil adolescentes possam morrer entre 2015 e 2021.

A pesquisa analisou os homicídios de adolescentes de 12 a 18 anos nos 300 municípios com mais de cem mil habitantes no país. Desde 2012, o número de jovens que morrem por agressão é proporcionalmente maior que o dos demais brasileiros. Em 2014, foram 31,6 homicídios em cada cem mil adolescentes, diante de 29,7 a cada cem mil pessoas no geral.

Trata-se do maior IHA desde o início da série histórica. Na visão do representante da Unicef no Brasil, Florence Bauer, os dados refletem a falta de oportunidades, que “tem determinado cruelmente a vida de muitos adolescentes”.

De acordo com a publicação, “enquanto o Brasil nas últimas décadas conseguiu reduzir a mortalidade infantil significativamente, o número de mortes entre os adolescentes cresceu de uma maneira alarmante. É primordial que o país valorize melhor a segunda década de vida e dê à adolescência a importância que ela merece”.

Risco maior para jovens nordestinos
O estudo também mostrou que o risco é maior para jovens nordestinos, o que indica uma “nordestização da violência”. Das dez capitais mais violentas para adolescentes, sete ficam no Nordeste, segundo o Unicef. Fortaleza registrou o maior IHA, com 10,94 homicídios a cada cem mil jovens. O Rio ficou em 19º lugar, com índice de 2,71, e São Paulo, em 22º, com 2,19.
Em 2014, os adolescentes do gênero masculino corriam 13,52 vezes mais risco que as jovens mulheres. Já os negros entre 12 e 18 anos estavam 2,88 vezes mais ameaçados em relação aos brancos. Segundo a entidade, a probabilidade de o jovem ser morto por meio de arma de fogo é 6,11 maior em comparação com outras vias.

SNJ se posiciona contra a redução da maioridade penal

Enquanto o Índice de Homicídios na Adolescência (IHA) bate recordes alarmantes no Brasil, principalmente nos municípios mais pobres e entre os adolescentes em condições de maior vulnerabilidade social, há uma corrente no Congresso que pretende encarcerar a juventude brasileira, reduzindo a maioridade penal para 16 anos. A Secretaria Nacional de Juventude reforça o seu posicionamento contra a redução da maioridade penal e defende o cumprimento dos Estatutos da Juventude e da Criança e do Adolescente (ECA). O primeiro trata dos direitos de jovens e adolescentes à educação, lazer e saúde, entre outros aspectos, e o segundo prevê medidas sócio-educativas para os menores de 18 anos que estejam em conflito com a lei.

Em uma carta pública divulgada no dia 18 de setembro, o secretário Nacional de Juventude, Assis Filho, argumenta que: “quando o adolescente vê-se em conflito com a Lei, a mídia reacende o tema sobre a redução da maioridade penal em âmbito nacional e explora o tema com sensacionalismo exacerbado, criando na população a ideia equivocada de que os adolescentes são os maiores responsáveis pelos elevados índices de violência contra a pessoa. Na verdade, os adolescentes são as maiores vítimas da violência”.

Para a SNJ, a redução da violência não será alcançada com a diminuição da maioridade penal, mas pela ação da sociedade e governos nas instâncias psíquicas, sociais, políticas e econômicas que as reproduzem. Políticas públicas voltadas à reinserção dos jovens na educação e acolhimento no mercado de trabalho de modo a retirá-los da ociosidade, pobreza e ignorância, são o caminho para a redução da criminalidade nessa faixa etária.

“O Governo atua de forma incansável na elaboração de políticas públicas de inclusão social de jovens. Entendemos que a adolescência é uma fase de transição e maturação do indivíduo e que, por isso, indivíduos nessa fase da vida devem ser protegidos por meio de políticas de promoção de saúde, educação e lazer, previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990) e no Estatuto da Juventude (Lei nº 12.852/2013)”, descreve o texto da carta.

Leia a íntegra da carta pública da SNJ no link abaixo:
http://juventude.gov.br/articles/participatorio/0020/9198/SNJ_Carta_de_Posicionamento_Contra_Reducao_da_Maioridade_Penal.pdf

Página virada: Professores de Afonso Cunha dão adeus ao pó de giz…

Parece brincadeira mais não é. Chegamos em 2017 e as escolas da rede municipal de ensino da cidade ainda estão na era do quadro de giz, mesmo com tantos recursos vindos para a educação anualmente. Desde que assumiu o mandato no início do ano, o prefeito Arquimedes Bacelar (PTB) comentava com constrangimento aquilo que ele considerava um desrespeito a classe de professores.

“Será que os recursos do FUNDEB nos últimos não dava para custear a troca desses quadros? Os quadros além de ultrapassados, estavam quase todos danificados e comprometendo a saúde dos professores com toda sorte de doenças respiratórias. Deixaram de gastar dinheiro com o que era realmente útil para comprometer com o que não deveria, por isso estão ai com as contas rejeitadas e arrolados na relação dos fichas-sujas. Isso era pra ser algo comum, mas demorou tanto que precisa ser celebrado mesmo”, disse ele.

O secretário de Educação professor Milton Bastos destacou que durante esses início de governo, a situação até aos dias atuais era alvo de piadas de toda ordem. “Todo mês passava por um constrangimento ao correr atrás de comprar caixas de giz em todas as cidades de região. Além do item ser difícil de ser encontrado, ainda me deparava com a chacota das pessoas questionando que cidade ainda usava quadro a giz”, revelou ele.

Na última terça (17), o prefeito fez a entrega simbólica dos apagadores e pincéis para os professores, que agora contarão com quadros especiais feitos em blindex, separados em duas placas de 2 metros cada um. A troca acontecerá em onde existir quadro negro, obedecendo o cronograma de reparos que estão sendo feitos nas escolas.

O governo conseguiu deixar para trás mais um símbolo do atraso vivido pela educação nos últimos 8 (oito) anos e os professores celebraram as mudanças.

O pó de giz agora será apenas uma página do passado…

Mais impostos! Prefeito de Coelho Neto fecha o cerco e manda arrochar comerciantes…

Fiscais da Fiscalização Tributária: cerco fechado a arrocho nos comerciantes

A coisa em Coelho Neto não está para brincadeira. Mesmo com todos os milhões que já entraram nos cofres do município, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) não para de chorar miséria e tem feito de tudo para manter os cofres cheios.

De cuia na mão como se o município estivesse à beira de um colapso (o que não é verdade), o petista perde mais tempo reclamando de R$ 1.7000.000,00 (um milhão e setecentos mil reais) que deixaram de entrar do que prestando contas do que ele já fez com os mais de R$ 60.000.000,00 (sessenta milhões de reais) que já entraram desde janeiro de 2017, isso sem falar no saldo deixado em conta pelo ex-prefeito.

De acordo com o Portal da Transparência do municípios, estão empenhados R$19.184.480,47 (dezenove milhões, cento e oitenta e quatro mil, quatrocentos e oitenta reais e quarente e sete centavos) e destes R$ 11.560.720,09 (onze milhões, quinhentos e sessenta mil, setecentos e vinte mil reais e nove centavos) já foram pagos. Se subtrairmos os mais de 66 milhões que entraram com o valor de 19 milhões que tem entre pago e empenhado, o prefeito falta dizer onde ele colocou os outros 47 milhões. Que crise é essa com milhões no cofre?

Ainda assim o prefeito sedento por engordar ainda mais o caixa da prefeitura, resolveu lançar nesta quarta (18), o Programa Mais Impostos fechando o cerco e mandando arrochar os comerciantes que amanheceram com os fiscais batendo na porta.

O prefeito determinou que fiscais tributários visitassem todos os pontos comerciais da cidade para mapeamento e devida cobrança de todos os impostos pertinentes. A cidade sem emprego, o prefeito demitindo e cortando salário de servidores e ainda se acha no direito de cobrar imposto de quem está tendo mal para sobreviver?

Estamos diante sem dúvida alguma, do pior prefeito da história política de Coelho Neto.

Roseana rechaça “clima ruim” com Lobão…

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), rechaçou na tarde de ontem ao titular do blog, a informação publicada pelo colunista Murilo Ramos, da coluna Expresso – Revista Época -, sobre um suposto afastamento em relação ao senador Edison Lobão (PMDB).

Na nota, Murilo afirma que a relação de Roseana com Lobão estaria “péssima”. O colunista afirma que a peemedebista não estaria satisfeita com a candidatura de Lobão ao Senado.

“Não é verdade. A nossa relação nunca foi tão boa quanto agora. Não há clima ruim nenhum entre nós dois”, afirmou.

O factóide, plantado na coluna, por si só desmorona.

Murilo utilizou uma foto de Roseana Sarney nas dependências do Palácio dos Leões, da ocasião em que ela ainda era governadora, e na legenda descreveu que a peemedebista havia concedido entrevista coletiva “ontem”, ou seja, no domingo.

Ocorre que desde 2014, quando deixou o Governo, Roseana não está mais no Palácio dos Leões. Além disso, não dá qualquer entrevista coletiva há pelo menos 3 anos.

A informação do colunista, portanto, não procede…

Do Blog do Ronaldo Rocha

E tome tesoura! Américo manda diminuir salário de professores contratados…

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) resolveu tomar ontem (17), mais uma atitude perversa contra parte da classe que sempre defendeu.

Se não bastasse “ter esquecido” que pregava salários iguais para contratados e concursados e de recentemente ter retirado dos contracheques dos professores da zona rural o auxílio transporte, o petista decidiu penalizar ainda mais o professor contratado.

Durante uma reunião com professores contratados da Educação Infantil, o prefeito mandou avisar que seria cortado quase 30% dos salários de cada um.

De acordo com o que passou um professor, o salário que hoje é um pouco mais de R$1.500 para os cinco dias perderia quase que R$ 500,00 para continuar trabalhando os mesmos 5 (cinco) dias. Uma verdadeira humilhação!

Incrivelmente, todas estas tomadas de decisões foram tomadas e o Sindicato dos Servidores do Serviço Público Municipal – SINTASP permanece sem dar um pio, como se nada tivesse acontecido.

Só de Fundo de Participação dos Municípios – FPM, FUNDEB e outras transferências constitucionais o município recebeu só no mês de setembro quase 6,5 milhões de reais e ainda assim o dinheiro não tem dado para nada.

É a classe que tanto defendeu a mais atingida pelo pacote de maldades idealizado pelo prefeito para engordar o caixa da Prefeitura.

Esse governo é uma lástima!

Polícia identifica ladrões e vai pedir prisão da quadrilha que assaltou loja em Coelho Neto…

A Polícia Civil já identificou os integrantes da quadrilha que assaltou a Loja Mirian Modas, no Centro de Coelho Neto. A identidade do bando será mantida em sigilo, mas todos terão a prisão preventiva solicitada a Justiça.

O que se pode adiantar é que a quadrilha é oriunda da cidade de São Luís e veio para Coelho Neto com a intenção de praticar um assalto, o que acabou sendo concretizado por volta de meio-dia. 

Todos já têm passagem pela polícia com prisões decretadas na capital. O que facilitou que a polícia chegasse a identificação, inclusive, com fotos do bando. 

Recentemente vários criminosos de Coelho Neto que estavam presos em São Luís foram liberados pela Justiça. É provável que tenha sido um deles que passou todos os dados sobre o assalto para os comparsas da capital. 

É lamentável essa sensação de estar enxugando gelo. Entendemos que é a lei, mas maioria que deixa a prisão volta a delinquir e a sociedade que acaba sofrendo com isso.

Rafael Cruz discute problemática do Grupo João Santos e alfineta Cristiane Bacelar

Vreeador Rafael Cruz

O vereador Rafael Cruz (PMDB) usou a tribuna na sessão de ontem (16), para tratar da problemática do Grupo João Santos e do descaso com os trabalhadores. Em sua fala o parlamentar destacou os prejuízos causados ao trabalhador e destacou seu apoio a classe que estava reivindicando o que é seu por direito.

O peemedebista cobrou que o prefeito e o vice saíssem das cadeiras de sindicalistas e sentassem nas cadeiras dos cargos para o qual foram eleitos para que fossem na busca seja no âmbito estadual ou nacional uma solução para o problema do Grupo.

Chamou para a responsabilidade o suplente de deputado estadual Rafael Leitoa e do presidente da Assembleia Humberto Coutinho (ambos aliados do prefeito), do secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo e do governador Flávio Dino.

Ele propôs que a base aliada solicitasse uma audiência com pessoas que pudessem intervir na situação do Grupo.

Alfinetada

Durante o discurso, Rafael Cruz alfinetou a secretária de Indústria e Comércio do município Cristiane Bacelar, que recentemente foi confirmada na lista de fichas-sujas do Tribunal de Contas do Estado – TCE.

Ele lembrou que o município tem uma lei que proíbe ao poder público admitir em seus quadros pessoas condenadas em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, desde a condenação até o transcurso do prazo de 08 (oito) anos após o cumprimento da pena, ou seja, a secretária estaria proibida de se manter investida na função pública.

Ele prometeu voltar ao tema e cobrar o cumprimento da Lei. O debate promete…

Promotoria investigará possível ausência da prestação de contas do ex-prefeito de Afonso Cunha

A Promotora de Justiça Dra Aline Silva Albuquerque, respondendo pela 1ª Promotoria de Justiça de Coelho Neto instaurou um Procedimento Administrativo para averiguar a possível ausência da prestação de contas do município de Afonso Cunha.

A investigação refere-se ao exercício de 2016 a respeito do Fundo Municipal de Assistência Social – FMAS, Fundo Municipal de Saúde – FMS e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb, de responsabilidade do ex-prefeito José Leane de Pinho Borges, “objetivando a coleta de informação suficiente para a conclusão dos autos”.

De acordo com a Portaria nº23/2017, o ex-prefeito deveria tomar conhecimento dos autos “e a se manifestar sobre a demanda, com a advertências de serem tomadas as medidas judiciais cabíveis, concedendo no prazo de 10 (dez) dias para a apresentação das informações requeridas”.

A ação da Promotoria de Justiça é datada do último dia 10 de outubro.